Lawyer to Lawyer, da Freelaw

#49: Tradição e inovação na advocacia, ao mesmo tempo - c/ Selmo Fraga

May 06, 2020 Freelaw Season 2 Episode 29
Lawyer to Lawyer, da Freelaw
#49: Tradição e inovação na advocacia, ao mesmo tempo - c/ Selmo Fraga
Chapters
Lawyer to Lawyer, da Freelaw
#49: Tradição e inovação na advocacia, ao mesmo tempo - c/ Selmo Fraga
May 06, 2020 Season 2 Episode 29
Freelaw

Quais habilidades são necessárias para gerenciar um escritório com mais de 300 colaboradores? 

Como profissionalizar a gestão financeira do seu escritório de advocacia?

Como se adaptar à nova realidade da advocacia?

Como utilizar inovação e tecnologia em um escritório de advocacia tradicional? 

No episódio de hoje, Gabriel Magalhães entrevista Selmo Fraga Diretor Executivo na X Jus. Possui experiência de 18 anos como advogado e coordenador jurídico.

  • Pós-graduado em seguro e resseguro pela Fundação Getúlio Vargas; membro da Comissão de Direito Securitário, Previdência Complementar e Saúde Suplementar da OAB/MG.

  • Empreendedor do direito na área digital. Por meio da mais alta tecnologia, oferece soluções de gestão jurídica, financeira e de pessoas a escritórios de advocacia e departamentos jurídicos.

  • Analista de sistemas jurídicos com ênfase em implantação e desenvolvimento de novas soluções tecnológicas aplicadas ao direito. 

Escute o episódio e compartilhe com seus colegas! Aproveite! 

Comunidade da Freelaw no Telegram: https://t.me/comunidadefreelaw

Conheça o Blog da Freelaw: https://blog.freelaw.work/

Conheça o site da Freelaw: https://freelaw.work/

Acompanhe a Freelaw nas Redes Sociais

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/freelaw-work/

Facebook: https://www.facebook.com/Freelaw.work/

Instagram: https://www.instagram.com/freelaw.work/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCT6_26wyQV7GXriS0kogw1g

Música utilizada no Podcast: www.bensound.com

Show Notes Transcript

Quais habilidades são necessárias para gerenciar um escritório com mais de 300 colaboradores? 

Como profissionalizar a gestão financeira do seu escritório de advocacia?

Como se adaptar à nova realidade da advocacia?

Como utilizar inovação e tecnologia em um escritório de advocacia tradicional? 

No episódio de hoje, Gabriel Magalhães entrevista Selmo Fraga Diretor Executivo na X Jus. Possui experiência de 18 anos como advogado e coordenador jurídico.

  • Pós-graduado em seguro e resseguro pela Fundação Getúlio Vargas; membro da Comissão de Direito Securitário, Previdência Complementar e Saúde Suplementar da OAB/MG.

  • Empreendedor do direito na área digital. Por meio da mais alta tecnologia, oferece soluções de gestão jurídica, financeira e de pessoas a escritórios de advocacia e departamentos jurídicos.

  • Analista de sistemas jurídicos com ênfase em implantação e desenvolvimento de novas soluções tecnológicas aplicadas ao direito. 

Escute o episódio e compartilhe com seus colegas! Aproveite! 

Comunidade da Freelaw no Telegram: https://t.me/comunidadefreelaw

Conheça o Blog da Freelaw: https://blog.freelaw.work/

Conheça o site da Freelaw: https://freelaw.work/

Acompanhe a Freelaw nas Redes Sociais

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/freelaw-work/

Facebook: https://www.facebook.com/Freelaw.work/

Instagram: https://www.instagram.com/freelaw.work/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCT6_26wyQV7GXriS0kogw1g

Música utilizada no Podcast: www.bensound.com

Gabriel:   0:16
como melhores pr��ticas de gest��o, inova����o e tecnologia no Direito. Meu Nome Gabriel Magalh��es bem vindo Ao Longo de esse, PODE Querer foi oferecido Pela Frilot uma forma Mais segura para here n��o Seu Escrit��rio de advocacia contrata advogados on-line e solu��o demanda. Eu seiQue TALVEZ r��pido Voc�� Nunca pensou nessa possibilidade, mas ��gora r��pido Voc�� PODE Realizar Parcerias com advogados Especializados em QUALQU��R ��rea fazer Direito, da Acordo com a SUA necessidade. �� s�� entrar no site da habilidade do ponto frio ponto ou enviar uma descri����o do servi��o queprecisa ser deputado, as orienta����es, o prazo. E a��, s�� aguarda mais acontecer e voc�� pode visualizar como propostas dos profissionais. Fa��a parte agora da nossa comunidade realmente ou portif��lio de servi��os jur��dicos que seu escrit��rio oferece aos seus clientes, ou advogado, um advogado, sejabem vindo, SEJA bem vinda a Mais hum lote Loya da Frilot Hoje Estamos Aqui h�� Epis��dio Quarenta e nove. J�� tem muito tempo que esse Loyalty come��ou , mas parece ontem. Hoje eu Tenho Onde recebia Que o C��u Fraga, hum amigo colega de mil, Muito oC��u, Uma das PESSOAS Mais competentes that J�� havia Uma pessoa Muito humilde, Al��m Al��m de tudo E Hoje para Falar Sobre Tradi����o e Inova����o na advocacia. Ao mesmo tempo, o c��u nublado Antes de falar o curr��culo dele, o que eu acho mais legal deleAqui, ELE Teve Uma Oportunidade de Construir Uma Carreira de Sucesso na Advocacia e em Escrit��rios Tradicionais, MESMO Entendendo ELE tudo Aquilo Que geralmente Escrit��rios, Fazem para para alcan��ar o Sucesso, Conseguir o Sucesso na Carreira tradicional. DEPOIS, QUANDO estava sem ��pice dacarreira, ele migrou para uma nova carreira digital. ELE CRIOU ex e OS Que E Uma Empresa Que ELE TAMB��M vai Contar hum pouquinho para a gente. Nesse epis��dio de hoje, o c��u. Ele tem dez anos como advogado e coordenador jur��dico, como eu, disse eleo Diretor Executivo fazer p��s graduado em Seguros e Resseguros Pela Funda����o Get��lio Vargas. Ele �� membro da Comiss��o de Direito Securit��rio, Previd��ncia Complementar em Sa��de Suplementar da OAB de Minas Gerais. Ele tamb��m empreendedor do Direito. Na ��rea digital, utiliza tecnologias esolu����es de gest��o jur��dica, gest��o financeira, gest��o de pessoas voltadas para escrit��rios de advocacia e departamentos jur��dicos. Al��m Disso, o C��u N��o E analista de Sistemas Jur��dicos, com ��nfase em Implanta����o e Desenvolvimento de Novas Solu����es Tecnol��gicas Aplicadas Ao Direito. Seja bem vindodo c��u

Selmo:   3:17
Muito obrigado, Gabriel. Agrade��o a�� uma Oportunidade de Participar Que fazer lote loya Antes de Mim, Quarenta e nove PESSOAS passaram POR here. Assistir boa parte dos ensaios e s��o profissionais que admiram muito. Me sinto muito lisonjeado de poder participar a�� deste programat��o bacana que leva muito conhecimento cultura, entretenimento para todos os colegas, advogados, estagi��rios e agentes a�� no mercado jur��dico.

Gabriel:   3:48
Muito obrigado de novo Selma, contra um pol��tico. Desculpa

Selmo:   3:53
S�� S�� quer��a aproveitar Gabriel e also Dizer o Seguinte da Minha admira����o rec��proca, rec��proca POR r��pido Voc�� a�� Pela J��lia Que estao a frente a ida. Fil�� Voces Dois S��o PESSOAS Que Tem mostrado para o Mercado jur��dico Que D�� para inovar Muito nessa ��rea fazerdireito. Estamos todos a�� recebendo Diariamente CONTE��DOS Muito valiosos that VOC��S produzem. Eu sou hum ��cido consumidor fazer Conte��do that VOC��S oferecem e Muito feliz de saber Que Hoje a gente TEM Empresas Como um gratuito Locke consegue trazer para a gente INFORMA����ES T��ovaliosa. E no dia a dia,

Gabriel:   4:35
muito obrigado, certamente gostando bastante. Dos CONTE��DOS that r��pido Voc�� estao come��ando a Produzir L�� E Que se uso inclusive Quem AINDA N��o N��o acessou. O blog �� que usa. Recomendo Fortemente Que Voces that VOC��S leiam o Conte��do Que estao come��ando a Produzir, ESTA Euma qualidade bem diferenciada. Vou deixar o link para um dos artigos do Selmo no coment��rio desse epis��dio. Eu Acho Que vale a pena para VOC��S escutarem. ISSO E Uma cria o Que se Contar para a gente UM POUCO da SUA Trajet��ria, Porque eu Acho Que onome desse epis��dio diz muito sobre voc�� ao mesmo tempo voc�� tem uma tradi����o e voc�� conseguiu. Se N��o V�� Ao MESMO tempo, Como Que foi desde o In��cio do ano na Carreira Como advogado MESMO, At�� r��pido Voc�� alcan��ar o Sucesso Que r��pido Voc�� conseguiu e DEPOIS umdecis��o de migrar para o mundo digital o Que E hum complemento para o Outro Que tenha um compartilhar com OS NOSSOS Colegas?

Selmo:   5:33
Legal? Entao, para Falar r��pidamente here Sobre a Minha Trajet��ria na ��rea Jur��dica, eu de Fato, Uma boa parte da Minha vida na ��rea Jur��dica foi Dentro de hum Escrit��rio tradicional, atua e POR Praticamente Dezoito ano Dentro Desse Escrit��rio de Advocacia. E l�� eume formei, Passando desde a fase de estagi��rio, Advogado redator DEPOIS Disso, o Coordenador diaria e Coordenador Mais Geral fazer Escrit��rio. QUANDO Sair fazer Escrit��rio, Escrit��rio J�� tinha Mais de Pr��ximo de Trezentos Funcion��rios diretos, Colaboradores Que estavam diretamente vinculados Ao Escrit��rioe dentro dessa jornada. Tive Muita Oportunidade de Passar POR Todas essas fases, inclusive coordenando Alguns vezes Que o Que efetivamente deixaram Uma grande saudade. Para mim, �� uma grande escolha acima de tudo. Aprendi com eles ao investe usar. Acho que a gratid��o ��algo Muito Importante e TEM Uma Gratid��o POR Todas como PESSOAS Que passaram POR Minha vida Nesse Per��odo a�� da advocacia tradicional. Bom, o Que a gente tinha nenhum dia a dia e QUALQU��R um Minha Fun����o, Fun����o that TODO advogado Que EST�� Ouvindo here umnossa, o Nosso Ponto de that este vai ter sustenta����es orais, Audi��ncia, Reda����o de Contratos, Reda����o de peti����es, Audi��ncias com reunioes COM Clientes, ENT��O Parceiro POR Toda ESSA fase da advocacia tradicional. Mas em dado momento eu acabei, SENDO em Estado, a trazer paraDentro do Escrit��rio Sistemas de Solu����es tecnol��gicas ali, para Fazer a Gest��o de tudo ISSO Que eu Falei, a Gest��o de PESSOAS, a Gest��o de Processos Internos e Processos Judiciais e Administrativos e also Uma parte Financeira. Ent��o tive a oportunidade junto com doisIrm��os Que eu Tenho Que se fizeram Ci��ncia da Computa����o e S��o Totalmente focados uma ��rea de Tecnologia de desenvolver hum Sistema inicialmente para atender como Necessidades de hum Escrit��rio de Advocacia. ISSO h�� Praticamente dez ano Atr��s o Sistema rodou e ficou Muito ritmofazendo uma gest��o dentro deste escrit��rio. E a��, h�� POUCO Mais de Dois ano Atr��s, o Sistema come��ou a ter Uma Rodagem J�� para o Mercado. E eu tamb��m parti para essa nova realidade de fornecer solu����es tecnol��gicas para escrit��rio de advocacia e departamentos jur��dicos,J�� com ESSA Bagagem Que eu tivo Dentro de hum Escrit��rio tradicional,

Gabriel:   8:22
muito, muito interessante. E acho que o legal �� que v��rias habilidades voc�� teve que desenvolver no decorrer do tempo. Primeiro Como advogado e DEPOIS de Gest��o de PESSOAS, Gest��o de Equipes, Gest��o de Processos, At�� DEPOIS DELE ter that desenvolver At�� Conhecimento tecnol��gico,Quais Habilidades, ASSIM, that r��pido Voc�� comida Que OS Colegas advogados, Que estao Nos executando, desenvolvam para that they consigam escalar uma Equipe e tornar a Gest��o dos Escrit��rios Mais Profissional?

Selmo:   8:58
Veja bem habilidades A gente tem que ter que citar muitas. QUANDO a gente Lembra L�� fazer F��rum Econ��mico Mundial, ELE Chega a citar dez Habilidades POR Profissionais fazer futuro, Passando e Falando a�� Resolu����o de Problemas Complexos, Pensamento cr��tico, criatividade de Gest��o dePESSOAS, Coordena����o, Intelig��ncia emocional, CAPACIDADE de Julgamento de Tomada de decis��es, Orienta����o a�� n��o SENTIDO de servir como PESSOAS, CAPACIDADE de Negocia����o e existem Diversas Habilidades Que eu Acho Que J�� S��o citadas. Hoje, eu eu prefiro Falar de Duas Que Acho Que S��oMuito IMPORTANTES para este momento Atual, that E o momento em that N��S ESTAMOS Mais fazer that never, lembrando daquela Express��o J�� cunhada e Pelos Americanos logotipo apos a Segunda Guerra, that E faz�� mundo. Vulc��o o mundo vol��til, incerto, complexo amb��guo. Eu acho queDuas Habilidades estao Muito relacionada a este momento Atual Que N��S ESTAMOS Vivendo da pandemia. Acho que o primeiro deles seria adaptabilidade. �� necess��rio que advogados, estagi��rios, profissionais das ��reas administrativas dos escrit��rios, advocacia e tamb��m dos departamentos jur��dicos tenham capacidade dese adaptar �� nova realidade, ter uma flexibilidade cognitiva maior. Ele, Hoje J�� E Algu��m Que EST�� Sendo em Estado, a TODO momento, a lidar com a Tecnologia. Entao, N��o E Mais Aquele advogado Que precisava APENAS de ��rvores, Quilos, OU SEJA, Aquelas Habilidades T��cnicas.Mas ELE Precisa de ter Novas Habilidades n��o SENTIDO de se adaptar a este novo mundo. ELE Precisa de enxergar Que Ele, Como hum Profissional Do Direito, N��o E APENAS UM redator de prazos. Ele tem que preocupar- se com o andamento de todo, por exemplo, em olharpara OS Centros de cust��dio de hum Escrit��rio, sem SENTIDO de Diminuir OS gastos, uma Diminuir como despesas fixas, POR Exemplo, de hum Escrit��rio, Ajudar a captar Novos Clientes, essas Novas Habilidades, ELAS estao Muito Relacionadas, Aquilo Que n��o Passado N��o era exigido e hojeE exigido de TODO Profissional Dentro de hum Escrit��rio de Advocacia e Uma Outra Habilidade Al��m da adaptabilidade, eu citaria Que a Resolu����o de Problemas Complexos Veja that Hoje o mundo apresenta Problemas Muito Complexos para a advocacia. Ali��s, problemas que ainda nem sabemosquais ser��o as solu����es. Muito se fala Hoje Sobre a necessidade de equalizar a necessidade de fornecedores, Clientes de todos OS tempos e rodas Que estao envolvidos ali com hum Escrit��rio de Advocacia. Quem vai ter that apresentar boa parte dessas Solu����es S��o OS advogados,com CAPACIDADE, inclusive de Negocia����o com CAPACIDADE de Concilia����o. Entao, para resolver Problemas Complexos Que VEM Pela frente, ESSA Habilidade vai Ser Muito exigida. Entao, citando essas Duas, a�� eu Acho Que J�� J�� Traz UM BOM norte a�� para todos nos. Advogados,

Gabriel:   12:37
adaptabilidade e resolu����o de problemas complexos muito importantes para todo o mundo, principalmente nesse mundo. Posse, convide dezanove E Como se come��ou a Falar hum pouquinho Sobre Alguma? Alguns assuntos also Mais t��cnicos, para MUITOS Colegas here that estao Nos escutando that r��pido Voc��come��ou a Falar Sobre a importancia da Gest��o Financeira e r��pido Voc�� Trouxe also J�� Uma provoca����o Que OS advogados N��o devem Ser APENAS executores de Agricultores redatores de Documentos Jur��dicos, Como Que hum advogado that today ELE Faz tudo n��o Escrit��rio DELE? Ele secret��rio,eu financeiro, ele se relaciona com o cliente, ele tem um escrit��rio, tudo depende dele, ele consegue sair dessa fun����o operacional para se tornar mais estrat��gico. E TAMB��M aliando uma ISSO, h�� Uma Gest��o Financeira Mais Profissional, POUCO Passo a Passo, sem For��a, Poder se dar

Selmo:   13:37
bom, fala um pouquinho, fez uma pergunta e deixou um gancho no final sobre o financeiro. Veja bem o Que eu costumo Falar em rela��ao Ao Financeiro, Quanto r��pidamente Uma Hist��ria e imaginar um Seguinte Situa����o Gabriel o N��s Estamos Aqui Hoje em Belo Horizonte equeremos fazer uma viagem eu, voc�� e mais dois colegas para o Rio de Janeiro. Ent��o, o que n��s vamos ter que identificar? O N��s vamos ter that identificar qua E o ritmo Estimado Dessa Viagem T��o de Belo Horizonte. At�� o Rio de Janeiro, oito horas n��svamos ter that Escolher hum Ve��culo Que vai Nos Conduzir, certamente o Seu, Porque o Ve��culo e fazer Gabriel E Muito Melhor fazer that o meu, Com Certeza. Mas N��S vamos ter that Definir algumas paradas, Porque daqui fazer Rio de Janeiro Uma dist��ncia longa. Ent��oN��S vamos Pensar Mais OU Menos Uma parada em Barbacena e Uma Segunda parada em Petr��polis. E QUANDO a gente fizesse como paradas, N��S vamos ter Que Fazer LHE UM verificar. Olhar para o Ve��culo vence, como Luzes de freio estao FUNCIONANDO. Setas, far��is, n��s vamoster that abastecer o Ve��culo eventualmente, PEDIR para LIMPAR o para brisa fazer Ve��culo Olhar, suspendeu, estao com uma calibragem para that a gente SIGA, entao um Viagem eventualmente, when a gente Chegar NUMA Segunda parada L�� em Petr��polis, PODE Falar o Seguinte Selmo , r��pido Voc��estava conduzindo o ve��culo e agora eu acho que eu sou o melhor condutor. Porque de Petr��polis para o Rio de Janeiro Eu conhe��o Muito bem a estrada. Passe here J�� dezenas de vezes e TEM bastante Habilidade para Seguir nessa jornada. A gente vai terQue se preparar, POR Exemplo, para Pagar OS ped��gios, that N��S teremos Que Pagar Ao Longo Dessa Trajet��ria. Ou seja, uma viagem. Ela requer um planejamento, e ela requer uma aten����o diferenciada em rela����o ao financeiro. �� a mesma situa����o , �� uma jornada. O financeiroele. Como nessa jornada, N��S precisamos de Come��ar olhando para ELE pensando o Seguinte. Hoje eu Tenho, POR Exemplo, hum Faturamento de dez Moedas e eu quero ter hum Faturamento de cem Moedas. Veja that E Sair de hum Ponto Fiz hum Ponto IPs de BeloHorizonte para o Rio de Janeiro. Eu Preciso de estimar Quanto ritmo eu vou Gastar. Desde o momento Que estou Saindo Desse Faturamento de dez Moedas At�� Chegar a cem Moedas, S��o como Oito horas de Viagem. No nosso caso, poderia ser seis meses, um anode planejamento. Eu precisaria, POR Exemplo, de observar Todas como Regras relativas a Velocidade Que eu Tenho Naquela Trajet��ria de Belo Horizonte At�� o Rio de Janeiro. Entao, eu Preciso de Olhar constante ambiente para o meu veloc��metro Que n��o Caso E o meu Fluxode caixa. E ELE Que vai me dar Toda a Velocidade de uma Velocidade de cruzeiro ali para atingir ESSE Objetivo. Eu, em dado momento vou ter Que Fazer Uma parada Como N��S fizemos Uma parada em Barbacena e a�� Fazer algumas verifica����es, Olhar para o meuPlano de Contas, Olhar para a Minha, para o meu centro de Custo, Olhar para Realidade ali that a gente tinha Falado L�� dos cust��dio Fixos, entao, ISSO TAMB��M Faz hum cotejo a�� fazer that E Uma jornada fazer Financeiro. DEPOIS N��S vamos Avan��ar UM POUCO Mais,identificar that N��S TEMOS Que Pagar sim OS ped��gios, Que S��o OS tributos Que a gente vai ter, that Recolher Toda vez Que figado o Fato Gerador Dentro de hum Escrit��rio. O N��s vamos Pensar also that Ao Longo Dessa Viagem MESMO a gente tend��o se programadomuito, a gente pode ter alguns percal��os, um pneu furado. Entao a gente PODE ter Nesse comparativo a Perda de hum Cliente Muito significativo para o Nosso Faturamento e a�� a gente TEM Que Estar com o Planejamento para J�� substituir este Faturamento Importante thatn��s t��nhamos. Veja Aqui o Que estou querendo Colocar here Nesse bate papo, E Que o Financeiro de hum Escrit��rio, Uma jornada Que requer Planejamento Estrat��gico, that requer efetivamente hum dez. Borges, que permite que voc�� olhe o tempo todo para todos os indicadores fundamentais,Como o Seu centro de Custo, Como o Seu Fluxo de Caixa, o plano de Contas that r��pido Voc�� CRIOU ali para Poder Fazer ESSA Gest��o. Imagina that r��pido Voc�� Queira Fazer Aquela PE��A Viagem de Belo Horizonte At�� o Rio de Janeiro com hum Ve��culo Que N��o Temveloc��metro, que voc�� n��o tem capacidade de medir quanto voc�� tem de combust��vel. Essa seria a mesma l��gica para algu��m que poderia fazer uma gest��o financeira sem indicadores. Entao eu sempre indico Par�� Todas como PESSOAS Olhar para OS Indicadores Financeiros, e a�� valessede Profissionais Que PODEM Fazer hum Planejamento Estrat��gico, Ajudar na verifica����o Desse Planejamento Estrat��gico, Fazer ajustes Ao Longo fazer Caminho para that OS Objetivos Sejam alcan��ados. Meio. Que inimagin��vel N��s pegarmos um ve��culo foi o seguinte, vamos sair por a�� sem nenhum objetivo?Se r��pido Voc�� TEM UM Financeiro that r��pido Voc�� N��o tem, o Objetivo E um MESMA. PODE Pegar UM caminh��o e Sair conduzindo, sem Muita Preocupa����o para Onde r��pido Voc�� EST�� indo, entao uma Sugest��o Que eu dou para o Financeiro E Olhar para ESSA jornada com todos cessos comTodas essas Ferramentas T��cnicas Que estao Dispon��veis. Eu acho que isso gera muito valor para os escrit��rios.

Gabriel:   19:41
ISSO E Como r��pido Voc�� preparou hum Escrit��rio para that ELE consiga analisar de Fato OS Indicadores. O V��deo that, principalmente para quem de AINDA N��o TEM UM Conhecimento Sobre Gest��o Financeira, discutindo Desafios bem claros a Pr��pria falta de Conhecimento t��cnico. Voc�� mesmo j�� mencionouAlguns TERMOS Aqui, Que certamente, para Quem Nunca estudou Sobre ISSO, DEVE Estar com Alguma algumas D��vidas e o Segundo E Conseguir ritmo para ISSO. N��o E hum advogado that E hum cl��nico Geral Que Faz de tudo, Como Que ELE TAMB��M consegue o ritmo paraConseguir Cuidar de Gest��o Financeira

Selmo:   20:20
legal, Quase sempre OS Escrit��rios TEM um, Dois, Tr��s s��cios ali e acaba Que hum Deles OU Dois ficam Mais voltados para ESSA Quest��o Financeira. E naturalmente existe muita t��cnica em rela����o �� gest��o financeira. Todos esses instrumentos que eu citei aqui de gest��o, osIndicadores ELES estao Dispon��veis J�� para that todos possam Fazer Gest��o At�� a Partir de Uma Pr��pria planilha de Ac����o, Uma planilha de Excel Muito bem alimentada, ELA Traz INFORMA����ES valios��ssimas para that r��pido Voc�� POSSA Conduzir. O Que eu Vejo E Que OS advogados TEMUma Certa Resist��ncia em PROCURAR Profissionais Que PODEM auxiliar nessa Gest��o Financeira, Muito Porque eu montei o meu Neg��cio, EST�� tudo Dando Certo, Faturamento EST�� Entrando. Eu Acredito Que como INFORMA����ES that eu Tenho here S��o suficientes para Tomar decis��es, mas nd hora thatELES contratam Alguns consultores, ELES conseguem enxergar Que MUITAS INFORMA����ES that estavam ocultas Dentro fazer PR��PRIO Escrit��rio come��am a aparecer e permitem Que ELE TEM um CAPACIDADE de Tomar decis��es Muito Mais assertivas. Ent��o, o que a gente faz hoje no dia a dialanac, N��S N��o fazemos Uma consultoria, N��S integramos Uma Ferramenta that E hum d��ficit borde com Todas essas Ferramentas Que acabei de citar here de Gest��o para that o advogado, o gestor de hum Escrit��rio Possa, Ao abrir o Sistema DELE, para saber exatamente Comothat this Realidade, ali, fazer Seu Fluxo de Caixa, Quanto Que ELE TEM de despesa Dentro de hum Per��odo previamente marcado ali POR ELE MESMO, Como that this Realidade fazer plano de Contas do Escrit��rio Onde ELE TEM gasto Mais se E com instala����es e E como pessoal administrativo. Quais S��o OS Clientes Que efetivamente geram hum Melhor Faturamento Sobre o Ponto de vista de Receitas e despesas para Aquele contrato? Entao, uma Proposta Nossa E Levar Esse tipo de Ferramenta Tecnol��gica para that o advogado POSSA Tomar decis��es eachvez mais assertivas. E, de Fato, o advogado gestor, ELE Precisa Muito Estudar Todas essas Ferramentas para that ELE POSSA Tirar o M��ximo proveito, uma MESMA l��gica de TERMOS Uma iPhone na M��o E S�� fazemos Liga����o se a gente Pegar Uma Iphone e Estudar bastante.A gente vai ver Que existem de Funcionalidades Que N��S N��o utilizamos, mas a Partir fazer momento Que a gente comeca a conhecer a gente V�� Que Ela Faz Muito SENTIDO para a Nossa vida.

Gabriel:   23:11
Acho Que Pela SUA fala, N��o sei se r��pido Voc�� concorda, mas para Mim, para Que o escritor se t��nico, ELE, consiga se tornar tradicional MESMO, fazer Ponto de vista Realmente ter Uma Qualidade diferenciada de Construir hum legado e para SEUS Clientes, de seu escrit��rio,Que vai Chegar um Trinta, Quarenta ano e de existencia. E passa POR Gera����es a�� Que eu precisar, ��bvio, fazer Conhecimento jur��dico. Mas Al��m Disso, a gente vai Come��ar vai precisar de that ter Uma Gest��o Mais Profissional e hum dos Pontos Mais IMPORTANTES semd��vida seria de gest��o financeira e an��lise de indicadores para tomada de decis��o. Foi assim que foi durante a sua advocacia Sala de trabalho, escrit��rio de grande porte. Foi ASSIM Que r��pido Voc�� conseguiu o Sucesso Que se conseguiu e DEPOIS a gente come��ou a analisar tudoisso e n��o sair do zero para um. A�� a gente come��a a nova. E uma gente PODE USAR Uma Ferramenta, hum SOFRE OU Alguma Outra Tecnologia that FA��A SENTIDO ali para Aquela Realidade, Como that ESSA Migra����o servir, Como that foi um SUA Migra����o da Tradi����opara a Inova����o na advocacia

Selmo:   24:27
legal? Primeiro, ASSIM foi Uma decis��o Muito Dif��cil, Porque sou pai de Dois Filhos Que estao NUMA FASE Que dependem Muito de MIM e da m��e DELE. Fa��a Ponto de vista da Forma����o, S��o children AINDA. E a quest��o financeira pesa muito, porque a gente tomatomo uma decis��o, isso �� certo. Como voc�� falou, j�� estava no escrit��rio muito consolidado, que me deu um conforto financeiro muito legal e tomou uma decis��o apenas . Vale SENTIDO Nesse para Sair Desse Ponto de hum Conforto Financeiro para hum mundo Absolutamente novo whenr��pido Voc�� EST�� apaixonado POR Aquilo Que r��pido Voc�� Quer desenvolver Ao Longo Desses anos, Que eu Falei Que eu estive Dentro fazer Escrit��rio mexendo com Tecnologia Alguma, encantou Muito Que era uma possibilidade de Levar para Outros Escrit��rios, Departamentos Jur��dicos, Solu����es Que eu achava thatpoderia transformar uma realidade desses novos escrit��rios. E E exatamente ISSO Que eu Tenho experimentado Hoje. Sabe uma alegria muito grande de poder levar para o escrit��rio. N��o h�� nenhum sentido de usar no escrit��rio, mas usar ferramentas novas, executar ideias que eu possa obtersem compartilhamento a�� com Outros Escrit��rios, Como Hoje eu acaba, acabo tend��o MUITOS Clientes. A TODO momento eu converso com hum advogado that E gestor de hum Escrit��rio de Outro, com Algu��m Que E Mais Relacionado ali, uma parte Financeira. Ent��o tudo isso gera paraa gente, �� uma alegria muito grande. Entao, uma Tomada de decis��o Minha EST�� Muito relacionada a ESSE Desejo de Levar Que essas Solu����es Que eu come��ei a ver, Que Fazem TODO SENTIDO Dentro de hum Escrit��rio, e a�� ISSO parte N��o APENAS de Uma Gest��ofinanceira, mas tamb��m da gest��o jur��dica de um escritor. Fa��a Ponto de vista dos Procedimentos Internos desde o recebimento de Uma peti����o inicial, o Acompanhamento das Audi��ncias e sess��es de Julgamento, OS prazos Que OS advogados TEM ali, a Gest��o Desses Desses advogados, fazerPonto de vista das Tarefas that they desempenham nenhum dia a dia. Entao ISSO encanta Muito e, Par�� MIM, fez Muito SENTIDO Sair Dessa Realidade de hum mundo fazem jur��dico tradicional para o mundo fazem jur��dico, hum POUCO Mais tecnol��gico, hum POUCO Mais voltado para a��rea de gest��o, foi o que mais me motivou . Gabriel,

Gabriel:   27:02
Muito, Muito bacana, Ser�� Que p��dios when, Ao Parar hum pouquinho Mais also, Sobre Sobre se OS especificamente, e TALVEZ TAMB��M Dando Alguns Conselhos Sobre Como Que hum escritor Que ELE sai Desses Desafios Iniciais da Gest��o para Fato buscar uma Ferramenta e Como thatELE ESCOLHA Ferramenta Correta para uma Realidade DELE? Como that VOC��S fizeram, ano ano? Pinto Soares QUANDO ELAS estavam L�� para para utilizar a Tecnologia? Como that foi ESSA decis��o

Selmo:   27:37
legal Falando, POR Exemplo, fazer Escrit��rio da Pinto Soares, Onde eu trabalhei, h�� hum POUCO Mais de dez ano Atr��s, o Escrit��rio J�� Possu��am, sofria de Gest��o, e ELE Sentia Que tinha uma necessidade de se mudar Porque Aquele suave Que ELE possu��a J�� tinha chegado naCAPACIDADE limite ali de Entrega fazer that se pretendia. Entao foi Muito POR Uma necessidade, havia Uma necessidade Tecnol��gica de Fazer Gest��o de PESSOAS e de Processos Internos e da parte Financeira. E ESSA necessidade Levou, ENT��O, um Contrata����o L�� Atr��s da ex juiz. Ea Partir Dessa necessidade foi construido fazer de zero degrau POR degrau. Ali, qua Que seria uma escada para that a gente Chegasse L�� em cima Onde a gente quer��a? Entao a gente sabi�� Onde ELE estava e Onde a gente quer��a Chegar tecnologicamente. Ao longo dessePer��odo, eu participei Como analista de Sistema, apontando como Necessidades fazer Escrit��rio, para that OS desenvolvedores colocassem ali Todas Aquelas Possibilidades tecnol��gicas that J�� existiam para that estivesse �� disposi����o do advogado. Ent��o, l�� dentro, uma necessidade foi muito. O desenvolvimento dehum Sistema novo VEM Muito A Partir Disso, E claro Que o Sistema Sozinho, em hip��tese Alguma, ELE resolver o Problema S��o sempre PESSOAS, n��, PESSOAS Que Usam a Tecnologia para efetivamente potencializar OS SEUS Resultados. De nada adianta um sistema top se voc�� n��outilize na sua plenitude ou pelo menos na sua maior parte, como funcionalidades dispon��veis . Entao, pensando na Outra pergunta that r��pido Voc�� Defesa h�� Como Escolher hum software? Primeiro olhando para a realidade do escrit��rio? O escrit��rio, ele est�� numa fase em que ele j�� temTodas como SUAS INFORMA����ES sistematizadas ORGANIZADAS, ELE J�� TEM CAPACIDADE de Olhar para OS SEUS Dados e ver that ESSES Dados Que se transformam f��cilmente INFORMA����ES para uma Tomada de decis��es. ��timo. Ele j�� pode at�� pensar na utiliza����o de intelig��ncia, uma intelig��ncia artificialpara Poder otimizar OS Resultados, mas imagina Que o Escrit��rio esteja NUMA fase bem inicial Porque AINDA N��o organizou SEUS Dados, ENT��O vai precisar de hum Sistema Que gere para ELE uma Sistematiza����o dos Dados, that organizar Todas quanto INFORMA����ES fazer Escrit��rio, para that S��hum Passo Dois ELE POSSA usar, POR Exemplo, Uma Tecnologia da UM POUCO Mais disruptiva, Como Sendo Uma Intelig��ncia artificial Que vai atender especificamente Uma Realidade Desse Escrit��rio ali, that PODE Ser Uma Reda����o de hum contrato com POUCO Mais de Automa����o e Menos Interven����ohumana. Entao a Intelig��ncia artificial Poderia auxiliar Nisso, mas a Veja Que ELA S�� PODE Ser Utilizado when r��pido Voc�� cumpriu uma etapa N��mero um, that E organizar OS SEUS Dados, estabelecer Quais S��o SEUS Procedimentos Internos, ENT��O a ESCOLHA de hum Sistema, ELA parte POR Olhara realidade do escrit��rio. Acredito Que ISSO E algo Muito Dif��cil de Ser Feito POR UM gestor, Porque when r��pido Voc�� vai para o Mercado, Hoje existem Solu����es das Mais Variadas e a�� ISSO gera para hum gestor uma dificuldade grande de Tomada de decis��es em rela��ao�� escolha do software. Mas existem Alguns that J�� estao Muito Mais testados nenhuma Mercado, Que estao Preparados para atender OS Dois n��veis Que tanto o saneamento fazer Escrit��rio Quanto J�� a utiliza����o de Intelig��ncia artificial.

Gabriel:   31:34
Acho Que a m��fia Elizabete, that varias vezes, em Primeiro entendre Muito bem qua E o Problema fazer Seu Escrit��rio, Primeiro fa��o b��sico, cumpra o b��sico, estao, organizar OS Dados, organiza OS Procedimentos e DEPOIS r��pido Voc�� vai ter clareza Sobre um, de buscar tecnologia ondebuscar ferramentas. E Muito Importante Que r��pido Voc�� cumpra ESSE Primeiro Passo Antes de dar o Segundo, Porque se N��o r��pido Voc�� contrata hum software e o Seu Escrit��rio TEM UM Problema Estrutural Muito Mais sepultura. E a�� voc�� n��o vai resolver o problema que vai, ainda vaigastar dinheiro errado. Agora, Al��m da bom Conhecimento de Gest��o, Conseguir Fazer tudo ISSO E Muito Importante Que r��pido Voc�� conhecia Ferramenta se conhecia Tecnologias Porque conheceu Uma nova Ferramenta Que determina����o de Fato o Problema fazer Seu Escrit��rio PODE representar hum Lucro gigantepara seu escrit��rio, pode deixar os clientes mais satisfeitos. Por ISSO that Ao MESMO ritmo also E Importante that r��pido Voc�� conhe��a como Novas Tecnologias Que estao indispon��veis. E a�� that EUA Uma delas, that eventualmente PODE Fazer SENTIDO para VOC��S se acharem Que Faz SENTIDO,TEM Certeza Que o C��u vai Estar �� disposi����o para conversar cabelo linkedin, cabelo cabelo site. Tamb��m est�� tudo aqui. Nenhum coment��rio desse epis��dio, queria saber se voc�� tem algum recado final. ASSIM, para o Par�� OS Colegas, Advogados e Advogadas Que estao Nos escutandoe Voltando um para o Nosso tema de Hoje E Tradi����o e Inova����o na advocacia, Ao MESMO tempo, Como Que o Escrit��rio se mant��m tradicional e Ao MESMO ritmo ELE Traz de nova A����o Fazendo um CONCLUS��O de Hoje?

Selmo:   33:20
Legal, when a gente fala de Inova����o interessante, Porque ELE E Muito Ligado, E UM tema Muito Ligado a ideia Que a gente TEM de criatividade. E TEM UM autor that Muita gente Conhece o nomo DELE, Abr��o. Mazulo, ele escreveu Aquela hierarquia das necessidadesPir��mide de Malu, de Malu e ELE fala o Seguinte O homem criativo N��o E hum homem Comum Ao qua se acrescentou algo criativo E o homem Comum fazer qua nada se Tirou, Que eu Vejo Hoje com ESSE Pensamento. Os escrit��rios de advocacia, de uma maneiraGeral, estao Muito preocupados com a criatividade. E isso �� uma realidade. No entanto, como PESSOAS MAIS Criativas fazer Escrit��rio estao n��o dia a dia, envolvidos em Diversas Tarefas e ESSA Realidade de ter hum volume de Muito grande de Tarefas para desenvolver prazos, Audi��ncias,reunioes, tudo ISSO tira Desse homem OU Aquilo Que E essencial, that E o ritmo para that ELE POSSA Ser criativo. Entao, E interessante Que OS Escrit��rios consigam perceber Que a criatividade, ELA E Pr��pria fazer advogado, advogado, N��o Ser, Naturalmente, Muito criativo. Bastavez de in��meras teses Que surgem todos OS dias, mas ESSA criatividade. Ela surto Muito when o advogado TEM ritmo para Pensar algo novo. Entao, a Mensagem Que eu dou E aceitem Que OS advogados dos Escrit��rios, Par�� Ser��m Criativos, precisam de ter Mais ritmode um ELES um CAPACIDADE de ter o ��cio criativo. E ISSO Que vai Fazer com Que Novas ideias surjam para a Realidade Espec��fica de Cada hum dos Escrit��rios. ASSIM uma Mensagem final, Que eu Passo TAMB��M da necessidade de Ser criativo e Neste momento em thatN��S ESTAMOS Vivendo Aqui, de Uma Realidade de pandemia Onde Que OS advogados estao Mais Trabalhando em casa escrit��rio, com POUCO Mais de Liberdade de organizar o Seu tempo, usar Esse ritmo also para a criatividade e N��o APENAS para Ficar cumprindo Rotinas o ritmofa��am. Se voc�� gosta de um pouco da rotina, dedique um pouco mais desse tempo para pensar. E a�� r��pido Voc�� Precisa de esvaziar a SUA mente. ESTA UM POUCO Mais Preparado para ESSA para Receber ESSES impulsos Que VEM a Partir fazer momento Que se EST�� com um SUAmente aberta, com pouco mais de tempo dispon��vel , menos press��o em cima de voc��. Acho Que ISSO gera para o advogado hum grande valor, Que E Uma das Habilidades Que todos N��S vamos ter that that J�� desenvolveu Muito. Que ESSA CAPACIDADE de ter criatividade, entaoE a Mensagem final, Que o Deixa em Rela����o �� criatividade e colocando also �� disposi����o de Todas como PESSOAS a�� para Poder bater hum papo agradecendo Novamente. Voc��, Gabriel, Pela Oportunidade, Aquilo da Conversa e espero Que a gente Possa, em Outro momento, Como esse,

Gabriel:   36:45
Muito Muito legal, um Ser Muito obrigado Novamente, escutando, lembrando Muito Prop��sito. Fil�� A gente Nasceu para CRIAR Uma Experi��ncia de Trabalho diferente nenhuma Direito, na advocacia e Ajuda advogados a crescerem MESMO. E para isso crescer. A gente precisa pensar, precisa, precisa deser mais estrat��gico. Preciso usar melhor ou nosso tempo. A gente Precisa de Sair UM POUCO da Opera����o, Acredita. Muito Nisso Aqui vai Muito da Acordo com tudo o Que se Trouxe de novo. Agradecer muito pela sua presid��ncia, porque eu sei que �� muito corrida.R��pido Voc�� r��pido Voc�� E Uma pessoa e Muito bem sucedida. �� muito humilde, que �� um espelho. Bastante eu N��o Caso de de e um deseja AINDA Mais Sucesso para quinze na Pr��xima quarta feira, a gente volta that Gl��ria com Mais Uma convidada especial, o Epis��dio den��mero cinquenta mil, deu se assustou com essa contagem. Espera de ver um Cada vez that VOC��S gostem fazer Pr��ximo Epis��dio, vai convidar Que a chila ELA E Uma advogada Incr��vel. Voc��, r��pido Voc�� N��o estava um Sentir Que r��pido Voc�� EST�� here At�� ��gora AINDA N��o seinscreveu no nosso pa��s de ��udio no esporte pai, na ��poca do pleito no pa��s . Com o Dano, esquece se inscrever L�� para r��pido Voc�� recebeu, Pois sempre Vinte Soltam epis��dio Novo also N��o esquece Que Acessar o blog de fazer bloco. Voc�� pode, por exemplo, LessaO epis��dio transforma esse epis��dio em texto, se voc�� preferir tamb��m a pr��xima pessoa.