Lawyer to Lawyer, da Freelaw

#44: Liderança e Gestão de Pessoas - c/ Marcela Quint, da Aurum

March 25, 2020 Season 2 Episode 24
Lawyer to Lawyer, da Freelaw
#44: Liderança e Gestão de Pessoas - c/ Marcela Quint, da Aurum
Chapters
Lawyer to Lawyer, da Freelaw
#44: Liderança e Gestão de Pessoas - c/ Marcela Quint, da Aurum
Mar 25, 2020 Season 2 Episode 24

Quais os atributos de um bom líder?

Como você pode aprimorar a gestão de pessoas no seu escritório de advocacia?

Quando você deve utilizar um software jurídico para te auxiliar na gestão?

No episódio de hoje, Gabriel Magalhães entrevista Marcela Quint, CMO da Aurum Software, uma das empresas de tecnologia mais consolidadas do país.

Dentre os produtos da Aurum, um dos destaque é o Astrea, um dos softwares jurídicos mais utilizados no país.

Além disso, a empresa é conhecida pela produção de conteúdos de qualidade para o mercado jurídico em seu Blog e também pelo Aurum Summit, um evento de inovação e tecnologia para advogados.

Escute o episódio e compartilhe com seus colegas! Aproveite!

Comunidade da Freelaw no Telegram: https://t.me/comunidadefreelaw

Conheça o Blog da Freelaw: https://blog.freelaw.work/

Conheça o site da Freelaw: https://freelaw.work/

Acompanhe a Freelaw nas Redes Sociais

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/freelaw-work/

Facebook: https://www.facebook.com/Freelaw.work/

Instagram: https://www.instagram.com/freelaw.work/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCT6_26wyQV7GXriS0kogw1g

Música utilizada no Podcast: www.bensound.com

Show Notes Transcript

Quais os atributos de um bom líder?

Como você pode aprimorar a gestão de pessoas no seu escritório de advocacia?

Quando você deve utilizar um software jurídico para te auxiliar na gestão?

No episódio de hoje, Gabriel Magalhães entrevista Marcela Quint, CMO da Aurum Software, uma das empresas de tecnologia mais consolidadas do país.

Dentre os produtos da Aurum, um dos destaque é o Astrea, um dos softwares jurídicos mais utilizados no país.

Além disso, a empresa é conhecida pela produção de conteúdos de qualidade para o mercado jurídico em seu Blog e também pelo Aurum Summit, um evento de inovação e tecnologia para advogados.

Escute o episódio e compartilhe com seus colegas! Aproveite!

Comunidade da Freelaw no Telegram: https://t.me/comunidadefreelaw

Conheça o Blog da Freelaw: https://blog.freelaw.work/

Conheça o site da Freelaw: https://freelaw.work/

Acompanhe a Freelaw nas Redes Sociais

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/freelaw-work/

Facebook: https://www.facebook.com/Freelaw.work/

Instagram: https://www.instagram.com/freelaw.work/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCT6_26wyQV7GXriS0kogw1g

Música utilizada no Podcast: www.bensound.com

Gabriel:   0:13
Voc�� est�� ouvindo as melhores pr��ticas de gest��o, inova����o e tecnologia no Direito Meu nome Gabriel Magalh��es Bem vindo ao Loyalty Esse pode querer foi oferecido pela Frilot a forma mais segura para aqui no seu escrit��rio de advocacia contrata advogados online e sob demanda. Eu sei que talvez voc�� nunca pensou nessa possibilidade, mas agora voc�� pode realizar parcerias com advogados especializados em qualquer ��rea do direito de acordo com a sua necessidade. �� s�� entrar no site da habilidade do dado ponto frio ponto ou enviar a descri����o do servi��o que precisa ser deputado, as orienta����es, o prazo, e a�� s�� aguarda mais acontecer e voc�� visualizar as propostas dos profissionais. Fa��a parte agora da nossa comunidade realmente o portif��lio de servi��os jur��dicos que seu escrit��rio oferece aos seus clientes, ao advogado, ela advogada, seja bem vindo, seja bem vinda a mais um lote. Eu sou o Gabriel Magalh��es. Eu sou apresentado do leite Gl��ria com o pessoal hoje em que vai falar sobre gest��o de pessoas e sobre lideran��a com uma pessoa que n��o era o direito, mas trabalha no mercado jur��dico j�� h�� algum tempo. Marcela Quinta- Ela �� sin��nimo de Auro que eu tenho certeza que voc�� j�� conhece uma das maiores empresas de tecnologia que atua no mercado jur��dico o epis��dio de hoje, Ela traz dicas pr��ticas de lideran��a e gest��o de pessoas. Tamb��m compartilha sua vis��o do mercado jur��dico. Como que voc�� pode melhorar a gest��o do seu escrit��rio? Como voc�� pode se tornar um l��der melhor? Al��m disso, quando ser�� que vale a pena contratar? Um sofreu para o seu escrit��rio. E, quando usar tecnologias? Gente trata de tudo isso e muito mais epis��dios de hoje. Aproveita at�� logo Marcela Seja bem vindo ao Haiti bem animada para nossa conversa!

Marcela:   2:29
Obrigada! Gabriel. �� um prazer estar aqui contigo!

Gabriel:   2:32
Marcela Contra um pouquinho para a gente sobre a sua trajet��ria, voc�� n��o �� o direito. Voc��

Marcela:   2:37
que ��

Gabriel:   2:38
advogado n��o gosta geralmente incompreendido por para aqui, porque fora

Marcela:   2:45
a verdade n��o. Mas eu gosto de advogados de todo o meu trabalho. �� voltado para advogados. N��o teria como n��o gostar. Bom um resumo sobre o meu trabalho sobre quem sou profissionalmente. Eu n��o sou advogado. �� como se falou, se formado em que sai e o trabalho com tecnologia j�� aos quinze anos. Na verdade, quando j�� estava na faculdade, trabalhei um bom tempo com o produto empreendido de algumas empresas de desenvolvimento de software e acabei entrando aqui, algo tamb��m voltada para produtos que a gente estava desenvolvendo. A estreia, que hoje �� o nosso carro chefe, �� o produto que traz mais clientes, mais receita e que a gente foca boa parte da nossa aquisi����o. Isso foi dois mil e catorze e deixe em fila desde o lan��amento do produto, eu acabei migrando para ��reas de marketing que hoje �� a ��rea que eu toco aqui dentro da aula, ent��o diretora de mais gente, aqui dentro, respons��vel por toda a parte de comunica����o e aquisi����o. Os nossos produtos, hoje o nosso principal p��blico s��o advogados, mas porque a gente mais trabalha? S�� advogados aut��nomos e pequenos e m��dios de escrit��rios? A gente tamb��m tem produtos para departamentos tur��sticos, para escrit��rios maiores, mas hoje a nossa grande for��a de marketing. Assim, o foco da condi����es de conter o ��ltimo da produ����o, de toda a entrega de valor, A gente trabalha, est��, est�� direcionada para essa persona. Ent��o, acho que seriam um pouco o resumo, assim,

Gabriel:   4:29
muito legal, trabalho de vacina. Marcela j�� admirava bastante para a gente, �� uma honra, tinha servido aqui tem. Receberam Auro depois que este frilot o bloco de voc��s �� muito legal! Todas para produ����o de conte��do de voc��s. O almo��amos �� um dos principais eventos do ecossistema. Se voc��s, colegas, advogados ainda n��o conhecem a essas iniciativas, recomendo fortemente, que voc��s acesse o blog da ONU para acompanhar mais o trabalho deles. E assim Marcelo, voc�� j�� come��ou falando um pouquinho da sua trajet��ria. Voc�� teve uma trajet��ria em produto, Voc�� �� designer de forma����o, est�� a�� Nesse mercado jur��dico, muitas pessoas falam com um dos mercados mais conservadores do mundo. Voc�� est�� trabalhando com tecnologia diretamente por um para um mercado assim, que muitas vezes t��m alguma resist��ncia. Eu queria saber se encontra sua vis��o sobre o mercado jur��dico. Mercado �� de fato, conservador mesmo. Isso �� um mito e tamb��m com um avan��ado. Voc�� acha que est�� em tecnologia agora nesse sistema? E quais s��o os principais erros que voc�� acha que os advogados cometem? Hoje?

Marcela:   5:39
Sim, eu acho que assim a sorte que durante a minha trajet��ria, aqui dentro para estudar e trabalhar com o primeiro com o produto, porque ele conhece muito de perto assim a rotina jur��dica de escrit��rios. Ent��o a ideia �� que a gente tem aqui de produtos voltados para o usu��rio. Ent��o, fiz entrevista com advogados, apresentei, cape prot��tipos. Enfim, tive realmente me aproximar bastante dessa dessa realidade assim e eu acho que sim, bastante comuns de se escutar isso �� que �� uma das uma das profiss��es que pessoas mais conservadoras ainda no Brasil e no mundo, assim s��o bastante filha tamb��m. Ent��o, tem que ter muito hist��rico, mas por outro lado, eu tamb��m deixa um movimento muito grande de atualiza����o. Assim, �� novidade para ningu��m, que n��o tem mais para onde correr na gente. A gente precisa a todo momento conectado, dentro de novidade. A gente precisa aumentar nossa pela atividade o m��ximo poss��vel para entregar, realmente fazer realmente entregas intelectuais na entrega, de grande falou para clientes, enfim. E eu tenho visto muito se esse movimento do lado dos advogados tamb��m. Eu acho que existe sim, uma resist��ncia. Isso �� bastante comum em todas as profiss��es. Assim, enfim, quem gosta de mudar o ser humano est�� sempre buscando a perfei����o, buscando o momento em que as coisas elas v��o ficar e est��veis, e voc�� vai conseguir prever tudo que vai acontecer. Mas isso n��o existe infelizmente, infelizmente isso existe, A gente est�� sempre mestre nesse movimento nessa perman��ncia e a tecnologia tem estado bastante dif��cil para a gente tamb��m, ent��o, acho que essa resist��ncia existe, mas aos poucos o mercado ele tem orado para isso? Sim, tem vindo diversos eventos e diversas marcas e pessoas que t��m falado sobre isso trazido. Isso parece do mercado jur��dico tamb��m. Ent��o eu acho que ele �� uma op����o conservadora que existe um pouquinho mais em seu baixo. Esse momento acontecendo sim e deixou. Comecei l�� para dois mil e catorze, at�� no marketing. E agora em dois mil e dezesseis, muito mais assim realmente for assim, para se para outras outras pessoas

Gabriel:   8:10
legal, acho que assim como movimento, acho que cabe dois, ele que h�� dois anos, que foi o envolvimento deles hoje, que deu uma impulsionada muito grande no ecossistema. Acho que o n��mero de eventos cada vez maior, a data da grava����o desse pode que est�� aqui no dia que est�� gravando. Foi bem pr��ximo do Globo, ligou Raqqa. T��o que aconteceu em mais dez cidades. A gente teve oportunidade de participar aqui vinte em Belo Horizonte. A gente viu tanto que o sistema est�� vidrado nesses assuntos, tecnologias e inova����es, e �� muito legal, a gente v�� isso. S�� que, por outro lado, quando a gente vai analisar em que vai conversar com o escrit��rio de advocacia, em que ver com um dos maiores problemas de todos, escrit��rios ainda est�� ali, no lado humano, grande partes advogados. N��o sabe gerenciar pessoas, n��o sabe liderar equipes. Queria saber se, depois de dizer preciso para esses escrit��rios, eu sei que voc�� tem uma experi��ncia muito grande, com lideran��a e gest��o de pessoas.

Marcela:   9:06
Eu acho que quando a gente fala de inova����o muitas vezes se cai s�� pelo lado da tecnologia. Ent��o, a gente, se isso acontecer, esses movimentos cat��licos, os pr��ximos cap��tulos da comunidade se organizando muito bem, isso, acontece bastante, enfim, j�� no mundo da tecnologia possa espalhado ali no Vale do Sil��cio. Isso tem acontecido blocos, advogados. Isso traz tamb��m n��o s�� �� proximidade com a tecnologia, mas tamb��m com pr��ticas inovadoras na ideia. Esse ��mbito lideran��a Assim porque quando a gente fala de lideran��a a gente pode falar. Estiver essas diversas maneiras liderada isso sim. Voc�� pode ser sentido como l��der. Pode ser um l��der mais centralizador, que direcionam essas entregas. E acho que o que eu vejo assim acontecer muito bem essas empresas assim que a gente espera do partido il��citas, as tecnologias que est��o cercando esse mais de sete mil catorze s��o lideran��as bastante de mentoria, Assim voc�� conseguisse aumentou para aqui. Ent��o da�� facto parecido se envolverem, criar processos parecidos, envolverem e criar um ambiente de confian��a para que eles possam trazer dificuldades serem. Se voc�� possa, cada vez mais conseguiu desenvolver essas pessoas para exercerem um trabalho, realmente �� um esfor��o, existe muito medo. Isso n��o �� s�� do mercado jur��dico. Mais antes, todos os todas as ��reas, todas as edi����es, enfim, mas principalmente, acho que dentro do escrit��rio de advocacia de advogados, porque o advogado trabalha muito famoso e teria para os escrit��rios. Temos nomes dos s��cios, existe sim, paciente, bastante resist��ncia, bastante medo de voc��. Confiar algumas decis��es de algumas entregas a pessoas integrantes do time na, e isso acontece sempre, N��o tem outra maneira de come��ar, que n��o enfrentando esse medo. Mas eu acho que a ��nica maneira de voc�� conseguir crescer o neg��cio seguinte foi qualquer outra empresa. Voc��, de fato que conseguimos ficar com a for��a de trabalho e s�� pode ser feito com uma lideran��a s��lida, uma lideran��a muito bem estruturada e que, de fato, consiga desenvolver as pessoas e convocar as pessoas para que elas fa��am uma entrega t��o alta. Qualidade quanto o dono do escrit��rio

Gabriel:   11:33
lig�� Marcela! E assim quando se fala de de lideran��a, como o que se pode saber em que um bom l��der, quais s��o os atributos de um bom l��der e conhecemos atributos de um mal l��der, d�� para a gente definir assim como se fosse numa caixinha?

Marcela:   11:47
Eu acho que isso vai variar bastante de neg��cios para neg��cio, mas eu acho que �� um estouro muito sim a ser observados. Eu acho que o primeiro ponto �� que o l��der precisa ter bastante forragem. Ele precisa ser corajoso, para, enfim conseguir enfrentar, assumido de liberais. Confiar conseguir realmente definir metas ousadas, correr atr��s do que precisa ser feito o neg��cio decolar. Acho que precisa ter uma comunica����o muito clara. Ent��o, uma vez que voc�� define as metas, voc�� precisa conseguir a linha. Isso e passar essas metas e passado proposta que est�� sendo feito para que a equipe, ao meu ver, precisa ser paciente organizado tamb��m para conseguir a fim de processos que possa possa seguir para conseguir fazer essas entregas. Ent��o, quando eu falo assim sobre confian��a, n��o quero dizer que voc�� vai simplesmente fechar os olhos e passa a confiar passional. Efici��ncia! Alinhamento Existem processos a serem seguidos para que e saneamento seja saneamento continua. Voc�� possa ficar bem para as pessoas possam orientar. Elas conforme as coisas s��o, v��o acontecer. Eu acho que tamb��m precisa ser muito orientado a dados de alguma maneira, ent��o isso vai depender muito assim o cargo exercido e do que s��o realmente m��dicas que importam. Porque o neg��cio, Mas se voc�� est�� falando a gente porcentagem, fez isso, �� um dado. Ent��o se voc�� tem um plano para uma maneira aumenta. Isso aumenta a capta����o diferentes. Se for, por exemplo, est�� sendo seguido, mas n��o est�� dando resultado, conforme esperava. Se apresenta de olho nisso para mudar de planos e conseguiu fazer com que a equipe muito quando com o filho, ent��o acho que se seriam irrelevantes assim. E uma coisa que eu acredito muito assim, que pela minha experi��ncia profissional assim e por trabalhar com pessoas. Eu acho que o Inter precisa tamb��m ter um equil��brio emocional, muito forte, coisas, coisas que v��o tirar do eixo, v��o acontecer coisas que est��o, a retirada das pessoas, do eixo acontecer, �� claro que voc�� vai sentir isso mais importante voc�� conseguir dizer isso e de alguma maneira, olhar para isso de forma consecutiva, repassar isso para a equipe de forma construtiva. Sim, acho que a gente j�� est�� no momento em que, hoje em dia n��o faz sentido ningu��m mais fazer trabalho ativa, cozinha assim fica opera����es das coisas, repetindo as coisas t��m todo isso. A gente tem solu����es que fazem isso realmente muito mais baratas do que voc�� contratar uma pessoa para isso, ent��o, acredito muito que para voc�� conseguir desenvolver um talento intelectual humano, voc�� precisa realmente se quando est�� com a sua pessoa e entender proposto, tem realmente, um, enfim, desenvolver uma confian��a com essa pessoa, sim. E para isso eu acho que precisa muito autoconhecimento, equil��brio emocional. Ent��o, para mim, esse cinco pontos, eles s��o passos fundamentais. Isso para voc�� ter uma lideran��a s��lida,

Gabriel:   14:57
muito legal, uma cela. E se tiver muito assim, acho que todo mundo concorda com esses atributos. Assim, para para se tornar um l��der. Eu acho que �� um mundo dos sonhos de todos os escrit��rios de advocacia. E eu acho que todos unir d��cadas. Por outro lado, na pr��tica, a gente v�� que as pessoas t��m uma dificuldade extrema ainda de fazer isso, porque fiz a confiar nas pessoas, as pessoas nos decepcionam e a�� a gente v��. Muitos l��deres talvez sejam mais chefes do que l��deres que s��o carrascos. Ent��o pessoas ele que v��o ali de forma implac��vel, conseguiu alcan��ar os resultados ali para para o escrit��rio, para a organiza����o. Ainda que isso custe um relacionamento, que pessoas se frustrem e isso pode causar at�� doen��as como Bernal de outras e outras quest��es ainda mais graves. Como que se vi isso? Sim esse movimento, porque eu acho que, como disse anteriormente, que quase todo mundo concorda que a gente precisa repensar sobre a forma que lidera, mas ao mesmo tempo aplicar isso �� t��o dif��cil,

Marcela:   16:04
n��o �� faz. Eu acho que se eu esse �� um movimento, como assim voc�� conseguir estabelecer essa, essa confian��a em conselho tinha. Eu acho que o movimento como �� voc�� ser mais chefe do que libera, assim, voc�� centralizar mais as demandas do que delegados. Eu acho que para quebrar isso, uma coisa que pode acontecer a pr��pria experi��ncia que por mais que voc�� entra em resultado, Isso n��o �� sustent��vel. Ao longo do tempo eu senti isso, por experi��ncia pr��pria tamb��m Sair desse lugar por experi��ncia pr��pria. Eu vi todo o hist��rico de conseguir crescer resultados, mas os resultados s�� crescerem quando eu estava aqui, ent��o n��o consegui tirar f��rias de direitos, n��o conseguia pensar em outra coisa. Isso faz com que se entrega, n��o seja s��lida, porque se voc�� perder algumas horas, uma pessoa e as coisas passam a andar, ent��o quer dizer que tem alguma coisa errada. Ainda n��o h�� um processo para sustentar um processo s��lido a m��dio e longo prazo. Eu tive a sorte. Assim, pessoas bastante presentes ao longo do meu caminho. Hoje, aqui n��o se olha o meu l��der. Ent��o, a que a gente tem um processo que trazem um pouco isso, essa proximidade, dif��cil esse saneamentos. O que faz do Sul, no m��ximo, quinzenalmente, quando n��o semanalmente, presente essas dificuldades e conseguiu, enfim, ajudar nesse sentido. Assim, nesse desenvolvimento de algumas outras pessoas, que eu busco refer��ncia? Sim, uma delas est�� bastante fim, bastante rapada no fixo. Eu acho ainda que a perceberam que os ouvintes devem conhecer muito interessante a hist��ria dela. Assim tem ou n��o dela, mas fixou um talk que �� muito c��tica sobre um livro que ela tem que a coragem de ser perfeito e depois ao publicou que a coragem de liderar e ela fala exatamente disso. Assim, enquanto a gente consegue motivar mais as pessoas criando essa confian��a, criando vulnerabilidades, e um outro autor que eu gosto muito, ela saiu um c��nico. Ele tem dois livros publicados sobre o assunto, Consistem em portugu��s? Eu acho que n��o, mas um deles �� o interesse do leste, que ele fala um pouco sobre essa lideran��a voltada para pessoas. Mas n��o tem assim uma f��rmula pronta para as pessoas deixarem de deixar que possa buscar um pouco essas refer��ncias para conversar com quem j�� passou. Por isso buscar entender quais foram os problemas enfrentados e aos poucos experimentando assim. Mas eu vi que era assim que �� extremamente importante, sabe? Eu acho que muitas vezes a gente s�� dar foco para isso, quando as coisas ela j�� est��o sendo nosso controle. Assim quando voc�� realmente j�� est�� ficando muito estressado, muito doente, e isso vai cham�� la profissional Assim, para balan��o at�� tinha, mas, como n��o �� sustent��vel, voc�� vai deixar de fazer esses empregos tamb��m. Assim, buscar esse equil��brio, Talvez fiscais, estudar um pouco sobre si, experimentando aos poucos e criando isso n��o, n��o �� nunca mudar do dia para a noite, n��o tem como voc�� ser um chefe centralizador da semana. Se enfim, l��der espera que a equipe fa��a todas as entregas, N��o �� um processo que conselho ligado aos poucos, essa compet��ncia para se criar aos poucos, mas eu acho que �� importante olhar para esse fim.

Gabriel:   19:54
E Marcela n��o sei se fosse meu filho para voc��, mas na minha vis��o, pela breve experi��ncia que eu tenho como eu tive como l��der at�� ent��o. Se o jovem ainda tinham vinte e cinco anos, mas j�� lidere, �� diferente. Aqui voc�� tem. Ent��o eu percebo que cada l��der elite que encontrar o seu suingue como l��der, o seu estilo de lideran��a, tem que ele vai ser um l��der mais pac��fico, Tem um l��der que vai ser mais assertivo e durante a minha carreira como l��der, hoje muito duro sobre cerro de ser muito grosso com as pessoas. Mas apesar de entregar resultados e instiga encontrar um meio termo entre tudo para isso contra esse meio termo, �� muito importante que a gente tem esse autoconhecimento e entender que talvez a lideran��a que prega ele resultados a qualquer custo, talvez ela vai danificar bastante as rela����es humanas e, no longo prazo, �� uma lideran��a bem ruim. Eu acho que isso vem um pouco com maturidade tamb��m, como auto conhecimento de que o l��der voc�� equil��brio. Voc��, que

Marcela:   21:02
sim, concordo. Eu acho at�� aqui acrescentando a isso sim, um bom l��der. Eu acho que ele consegue. A China tem as pessoas a se conhecer as pessoas, ent��o n��o quero dizer que voc�� baixar o ��nico estilo de lideran��a para todas as pessoas que v��o trabalhar contigo. N��o tem pessoas que s��o mais seja acompanhamento, maior complexidade, um direcionamento maior. Pessoas que fazem entregas ruim disse que s�� precisa realmente cobrar mais. Deixa mais para o que se precisa, esse �� um pouco mais decisivo. Acho da comunica����o que v��o ter pessoas que n��o tem pessoas que voc�� j�� desenvolveu ou que j�� entraram em um n��vel maior que voc�� j�� tem uma confian��a que voc�� sabe que pode fazer um alinhamento mais sim, simplificado e que ela vai conseguir fazer a entrega para voc�� tamb��m conhecer o momento aqui na hora a gente tem. A gente tem muitas pr��ticas que a gente acredita que s��o voltadas para a inova����o. Eu converso muito tamb��m com o nosso diretor de tecnologia, Gustavo, e ele sempre fala para mim assim, que os momentos em que ele mais cresceu e que tinha dele, mas cresceu foram somente em que eles puderam Ferra��o. Ent��o acho que conheceu momento voc�� entender que as vezes pensando no Royal, a m��dio e longo prazo sim. Daqui a seis meses. Daqui a um ano existem metas, j�� que estou j�� planejando bater. Elas s��o muito mais aterradoras que essa. Estou velho, fica uma pessoa e do meu time ela para fazer alguma coisa errada, mas tem para estar t��o pouco e ela vai aprender tanto com isso. Vai se desenvolver tanto com isso que vou deixar errado, mesmo sabendo que est�� errado, porque o aprendizado dela ao errar vai ser muito diferente do aprendizado. Olha, voc�� vai errar e ela deixa de fazer, ent��o acho que isso �� um pouco. Conhecia o momento, assina a cole����o, vai fazer isso com algo que seja de um risco imenso, que o neg��cio n��o vai deixar que isso trabalho eficiente. Mas ela, por vezes alguma entrega aqui voc�� sabe que vai conseguir corrigir, mas que vai demorar para quinta, quatro horas ou mais fim. Deixaram fazer isso, Mesmo que voc�� saiba que est�� errado regi��o aprendizado t��o grande para ela e neg��cios que vale a pena. Eu acho que tem um pouco disso tamb��m. Assim conhece as pessoas que conheci o momento e conseguiu criar esse ambiente de profici��ncia.

Gabriel:   23:35
E hoje sobre o ambiente de seguro de eu vejo poucos escritores, advocacia, possibilitando isso nas equipes. Eu at�� entendo o motivo pelo qual o erro n��o �� toler��vel. Porque, por exemplo, se um escrit��rio come��a a tolerar uma perda de prazo, a�� existe um problema gigante situa����o jur��dicas que est��o nas m��os dos advogados do escritor advocacia. Elas geralmente s��o bastante delicadas e a margem de erro �� muito baixa, Ent��o, de fato, faz sentido que a gente diminua e o m��ximo de possibilidades de ele. S�� por outro lado, eu considero ser importante que os escrit��rios fomentem um ambiente ele onde �� seguro errar dentro dessa margem de erro. E, al��m disso, quando os erros acontecem, em vez de buscar punir as pessoas em busca de fato entender a causa raiz do problema, porque o que na pr��tica que os estagi��rios, os advogados, junto das pessoas que est��o ali na base, muitas vezes s��o as pessoas que cometem o ele. Elas s��o ocupadas. Os s��cios diz ao ponto os dias para essas pessoas, sendo que na verdade, o problema estrutural faltou defini����o de processos, talvez faltou utilizam software. Como a estreia para ajudar de alguma forma na gest��o. Faltou usa alguma metodologia ��gio para facilitar esse tipo de gest��o e acaba culpando a pessoa errada

Marcela:   24:59
essa comum. Infelizmente eu acredito muito que tem dois caminhos. Se voc�� faz isso com o profissional, que �� o profissional, que �� uma promessa, um profissional brilhante, voc�� ou voc�� vai matar esse brilhantismo. Esse profissional ele vai embora. Ent��o, nenhum dos dois caminhos s��o monstro, escrit��rio. Aqui a gente tem diversas cerim��nias, sente, se baseia muito Inmetro dois pesagens em todos os times, n��o s�� tinha tecnologia, ent��o, marketing, atendimento do cliente, produtos e a gente tem as nossas defini����es de projetos e metas, que assim trimestralmente normalmente, mas toda semana todos os times tinha China. A gente se re��ne para conversar sobre as entregas na semana passada e sobre o planejamento da semana seguinte. A gente sempre come��a falando sobre o que foi entregue o resultado e a gente sempre acaba falando sobre o que a gente vai fazer na semana seguinte ou para melhorar para continuar E uma dessas um desses momentos a gente fala que retrospectiva. Ent��o a gente aponta os pontos de destaque positivo e negativo da espera que essa semana de trabalho que passou Nesse momento eu sempre pe��o que me trazer estas quest��es, para que foram destaques positivos e negativos, mas a gente sempre discute em cima de processo. Claro que isso muitas vezes existe sim o cobrador que precisa ser desenvolvido, que est�� aqui nas entregas, expectativa criada e tudo mais, mas n��o isso isso n��o acontece neste momento. Na retrospectiva acontece, continua na ONU uma reuni��o de l��deres liberado, mas na retrospectiva a gente sempre discurso do ponto de vista que voc�� comentou de situado em processo. Ent��o, se acontecer uma entrega entrega que foi errado, em que momento que a gente chegou o momento da revis��o, faltou ades��o, Faltou a pessoa que era respons��vel pela entrega, pedir ajuda. A gente tem que entender um pouco isso, porque da�� na pr��xima entrega a gente vai ent��o adaptar esse processo. para que ele seja mais s��lida, que n��o permite a ser, mas eu acho que �� muito importante falar para que, na quest��o de prazo, n��o faz sentido voc�� correr esse risco, mas os pequenos momentos, at�� chegar esse momento do prazo, Ent��o, aquando societ��ria de cinco bem, uma reda����o do documento, enfim, mesmo que voc�� fica, aquela pessoa est�� fazendo a melhor forma de se deixar fazer pela recebesse PEC, um pouco mais duro, pouco mais realmente retornar nesse trabalho que ela tem, um trabalho a fazer. E eu acho que isso �� uma grande cidade, intensa. O desenvolvimento dessa pessoa sente isso da pele. �� muito diferente de voc�� simplesmente chegar uma pessoa que est�� fazendo. A pessoa j�� tem, d�� pitaco. ��s vezes at�� a interpreta����o diz tamb��m ter aplica����es. For��a. Essa pessoa ainda foi trabalhar nem bem o filme, como pelo terminal no trabalho. Sem outro lado, senti n��o sei assim. Acho que o profissional est�� buscando se desenvolver at�� pensando assim, n��o exclusivamente as pessoas a terem essa gera����o mais nova. Est�� entrando agora no mercado, ent��o inquieta. Ent��o, nessa busca por inova����o, muitas vezes voc�� pode mudar essa pessoa, essa pessoa, nunca mais se desafiar e nunca mais tentar trazer uma novidade no sentido. O trabalho dela

Gabriel:   28:41
ficas bin valiosas em Marcela. Acho que escolheu os advogados em que est��o executando. Podem j�� come��ar a pensar em v��rios desses rituais em que a ONU utiliza, talvez a adaptar para suas realidades. E ficou a provoca����o tamb��m o quanto o que voc�� est�� preocupa, pado preocupado em desenvolver talentos internamente no seu escrit��rio de advocacia. Ningu��m est�� pronto, �� muito dif��cil. Voc�� contrata algu��m pronto se voc�� n��o treina uma pessoa, se voc�� n��o faz isso de uma forma constante de uma forma frequente. Se voc�� n��o tem filho Ibex, de forma frequente com seus colegas colaboradores, fica dif��cil, de fato que as pessoas atinjam as suas expectativas. Agora, se voc�� j�� come��a treinando o estagi��rio, talvez daqui a pouco voc�� vai ter um baita advogado. Seu lado, uma baita advogado ao seu lado e vai ficar bem mais f��cil para que esse escrit��rio cricia por pessoas qualificadas ao lado. Marcelo queria saber assim para o colega advogado, advogado, que est��o executando agora. Acho que eles podem fazer amanh�� assim, para que ele j�� comecem a aplicar na pr��tica, no escrit��rio deles, algum conceito pr��tico algum conselho para

Marcela:   29:58
como ele come��a uma defini����o clara da comiss��o de neg��cios a vis��o de neg��cio. Ent��o vejo muitos escrit��rios patinando nesse sentido. E �� muito comum assim se come��a um neg��cio porque faz sentido porque alguma maneira voc�� foi pegando mais clientes, mais processos, ter que montar um escrit��rio e chamou outra pessoa? Acabou criando a equipe. �� comum come��ar, mas acho que tem um momento o momento abrindo um escrit��rio em fim de qualquer empresa que voc�� precisa para perguntar aonde voc�� quer chegar. O que voc�� pretende com isso? Do ponto de vista diante assim, de receita mesmo? Pode ser para come��ar Assim voc�� quer ser o que voc�� quer ser um maior tributa����o no Estado, o que significa um valor extra voc��. Qualquer outro mercado onde se tratou, ent��o come��ou um pouco nesse sentido assim, porque da�� voc�� vai entender um pouco que, para para manter o neg��cio rodando, voc�� precisa crescer, porque se voc�� n��o crescer at�� a concorr��ncia vai crescer. Ent��o, existe uma festa muito otimistas, sim, cientistas, tecnologia, que se voc�� n��o est�� crescendo, est�� morrendo porque estou concorrente. Est�� crescendo e uma hora isso vai vai acabar abalando de uma maneira que est�� trazendo isso, porque eu acredito muito que isso puxa nesses testes da lideran��a. Claro, eu amo meu trabalho, eu gosto muito de trabalhar com as pessoas. Eu gosto muito de cinco mil pessoas, mas no fim tudo neg��cio. Cinco pessoas. Porque a gente preciso entregar. Uma coisa que a gente for cometeu e que a gente conseguiu juntos. Ent��o acho que o primeiro passo �� isso, �� ter uma vis��o mais estrat��gica do neg��cio, mesmo onde voc�� quer chegar. Depois disso entendeu que voc�� precisa para chegar l��? Ent��o quebrar um pouco isso. Uma vis��o mais realista do primeiro ano do segundo ano, em trimestres. Talvez olha mesmo, com uma vis��o assim, que a empresa, porque quando falar com advogados, est��o muito voltados a atender o cliente, atender o processo E, claro, isso faz parte do trabalho. Mas como ela est��? A capta����o de clientes, como tem que estar buscando, trazer para perto para se fazer mais conhecido, n��o, Eu acho que isso isso tem muito das sele����es que vai puxar. Eu acho que voc�� tem que estar depois disso voc�� entender, depois voc�� tra��a esse plano, entender quais s��o as pessoas que voc�� precisa para entregar esse plano, ent��o, tudo bem, voc�� come��ar com um estagi��rio dois tr��s come��a ap��s jogada junho, mas isso vai ser suficiente para voc�� conseguir essa meta que voc�� definiu daqui a tr��s, cinco anos. A gente provavelmente n��o, e da�� sim, com esse plano, o mais s��lido pela cabe��a, buscar entender que os processos que eu preciso criar para realmente desenvolver essas pessoas est�� pr��xima dessas pessoas. Aqui a gente tem processos t��m. Fiz bastante espalhados em empresas, tecnologia, mas acho que vai do servi��o. �� muito sobre o assunto e tem que se aproximar o m��ximo desse ecossistema. Tem tudo isso que eu j�� falei, que �� uma defini����o mais estrat��gica. Geralmente a gente planeja para cinco e tr��s anos. Quero ver, se tornou em trimestres para entender o que cada ativo �� conseguir entregar neste trimestre para a gente chegar a esse plano. E a partir disso, a gente tem alguns processos que rodam o trimestre que permitem com que a gente cria se um ambiente de confian��a e de engajamento Foram que eu j�� falei do nosso planejamento semanal, esse momento e retrospectiva a gente. Isso isso, tudo isso n��o �� uma coisa, uma defini����o top ideal da empresa sem defini����o filmes. Ent��o o produto tem um fluxo de Denis Marques. Tem vista coisa, tem outro, mas todos n��s acabamos que usamos cerim��nias e frequ��ncias bastante parecidas, assim, porque a gente vai trocando um com o outro para ver o que est�� certo. E eu somos isso. Vai ser de ficando assim, mas n��o tenho de uma ordem de cima para baixo, isso foi sendo criado pelos chineses. Assim, a gente tem. Ent��o, para manter o planejamento, se encontrarem diariamente, faz as delimite uma cerim��nia que tratamento dois. Ent��o, todo o time para as once horas para s��o senhoras e a gente tira quinze minutos para falar o que entregou, que fez nas ��ltimas horas, deixe o que vai trabalhar e se existe algum gargalo? Porque, da��? A papel dos l��deres tenta tirar esses empecilhos, esses impedimentos, que para voc��s, o que a pessoa n��o consiga se entrega, ent��o muitas vezes, o que fazer um trabalho, por exemplo, eu preciso de uma pessoa que tinha, ent��o eu consegui. Eu n��o consegui falar com ela, ent��o esse �� o momento de levantar a m��o e pediu ajuda para que outras pessoas possam ajudar a facilitar esse processo. E al��m disso, a gente tem as reuni��es, que s��o os sinais que a gente chama, de um ano ao anos que s��o reuni��es, trinta de liderado. Dependendo da sua fun����o, ser�� sua fun����o. Por exemplo, as fun����es de lideran��a voc�� tamb��m tem. O ideal �� que se tenha uma n��o comparece. Ent��o eu tenho essa conversa consumo considerados a cada quinze dias e com seus pares, que s��o os outros diretores mensalmente para discutir, tem feito de plano? Se muda alguma coisa, se tratava, se precisa de ajuda de algum time. Enfim, coisas nesse sentido, os meus liderados, por sobre isso tem essa reuni��o quinzenalmente comigo, que �� o momento que eles me trazem. Um perfil do filho que est�� acontecendo e a gente precisa mudar alguma coisa enxuta. Momento teria fazer se como se fosse essa presta����o de contas, mas num sentido burocr��ticas n��o traz o relat��rio, Nada assim voc��s transparente com os nossos dados. Ent��o estou sempre bastante excessiva, mas, no sentido de trazer o que est�� pegando e pediu ajuda nesse sentido, se apontou tamb��m o curso de Abel. Eu eu n��o sei, fiscal, pessoas sob lideran��a. Eu fiz alguns cursos aqui em Florian��polis, onde fico, mas eu N��o senti que seja algo assim, que seja realmente, que vai acrescentar assim uma interface recurso. Assim, eu indico realmente pessoal. D�� uma olhada nesses dois autores que eu comentei que essa vacina que penetrou e tempo e respeito da biografia deles, mas eles s��o realmente assim muito, muito bons mesmo. �� uma mudan��a bastante, bastante melhor de sete.

Gabriel:   36:58
Temos muitas pr��ticas e que j�� para todos os colegas, advogados e advogadas aplicarem seus escrit��rios de advocacia e Marcela para gente entrar aqui nas perguntas finais, quando a gente fala de gest��o Argentina inevitavelmente fala sobre software, jur��dicos e assim o crime Quando o que voc�� acha que �� o momento correto, o advogado de um advogado buscar um sofre jur��dico para o seu escrit��rio, que as vezes eu percebo que ��s vezes os escrit��rios buscam um sofre. Mas o problema deles �� outras vezes. Ele tem um problema de comunica����o, um problema estrutural que, talvez n��o vai ser a tecnologia que v��o resolver esse problema. Ent��o ��s vezes a necessidade, ela �� mais aparente do que real, apesar de que ��, obviamente outros casos, o sol que ele vai solucionar, o problema dessas pessoas que se acha sobre isso

Marcela:   37:49
Eu acho que s��o dois problemas em um s��, n��o vai resolver a quest��o de uma comunica����o quanto a equipe, Por mais que, muitas vezes, ele vai ter um recurso de comunica����o, mas se voc�� conseguir fazer saneamento pessoalmente, o software n��o vai estar. Mas do ponto de vista de entrega de valor, o que a gente acompanha aqui do nosso lado que a partir do momento em que o escrit��rio j�� trabalha com mais uma pessoa seja divulgado definisse autor que j�� tem mais uma outra pessoa ou j�� passou dos quarenta processos que t��m diferenciar um software de gest��o de processos e julgamentos, tarefas, sorteio, jur��dico e j�� entrega mais valor do que o gasto de tempo que ele tem tentar conseguir manter essas coisas organizadas e usou a palavra tentar conseguir, porque �� bem isso sim, para que n��o �� algo que vai realmente voc�� n��o vai, perdeu o prazo com quarenta processos. Assim, pelo menos espera que n��o pode consertar. Problemas acontecem, mas chega um momento em que a pr��pria qualidade da comunica����o e o tempo que voc�� gasta, tentando manter tudo isso organizado, ele j�� n��o vale mais A pena �� uma conta bastante simples. assim s��o horas que voc�� poderia trabalhar no teu naquilo ou trabalhando para fazer uma entrega de clientes, lembrando aparentemente trabalhando na fideliza����o do cliente, tentando retomar aquele contato que voc�� perdeu, que voc�� taria acessando tribunal para ver se tem casamento, organizando seus custos, uma partilha para ver se o trabalho que voc�� delegou foi feito. Isso aos poucos se torna uma bagun��a. Isso uma vez das seis tr��s. Desbloqueiem mais na d��cima vez que voc�� vai fazer isso, que j�� perdeu as contas de em andamento que est�� mais atualizado. Quem est�� fazendo isso se suspeita �� que se voc�� deixar isso na m��o da outra pessoa para conversar com que chegou a conversar, isso isso pode ser uma dor, sim. Mas uma coisa n��o se deu conta que o softbol e vai permitir que voc�� cres��a da equipe integrada e organizada e vai automatizado a maioria das opera����es que podem ser automatizadas. Ent��o, como eu disse assim hoje, dificilmente fosse bem como natal e para ficar, sendo que isso vai ser muito mais barato do que Massa. N��o sofreu jur��dico. Mas �� poss��vel verificar o trabalho, o trabalho de uma, definir as quest��es estrat��gicas do neg��cio. A manter embaixada define metas das seis PECs os bons e os ruins, os mais duros. E assim porque eu acho que o primeiro passo �� realmente identificar o que est�� no elenco, Mais geralmente as coisas, Elas acontecem em paralelo. Assim, o marcador do crescimento, essa desorganiza����o e uma subesta����o nos dois sentidos, as organiza����es de informa����o de estrutura que um s�� debate ajudar muito nisso. Mas tamb��m uma desorganiza����o no sentido de alinhamento �� equipe, e pode ser uma equipe de uma pessoa. Muitas vezes a gente acha que n��o precisa falar coisas, que elas s��o ��bvias e que est�� muito claro mas n��o est�� afim agora para voc��. Porque voc�� pensou nisso? Outra pessoa mentalmente cansado?

Gabriel:   41:23
Liga Legal. Acho que faz bastante sentido. Marcelo acho que �� inevit��vel. Assim s��o as dores do crescimento. No in��cio voc�� consegue dar conta de tudo no papel, fica um momento que vai precisar de uma planilha, fica o momento que as coisas est��o, v��o sair fora do controle, voc�� vai precisar de uma automa����o de um sol e que bom que a tecnologia est�� a�� para isso. Agora, o convite que fa��o tamb��m �� para voc��. Colega divulgado, �� que n��o se limite apenas a buscar as tecnologias, buscar os melhores softwares para o seu escrit��rio, porque �� importante que voc�� investigue tamb��m a causa raiz do problema que o escrit��rio possui. Porque, ��s vezes, o problema da falta de defini����o de processos na falta de alinhamento entre a equipe e isso num melhor sofre do mundo n��o vai resolver esse problema. Ent��o acho que �� importante a gente combinar a tecnologia. H�� tamb��m aos processos corretos para o seu escrit��rio, que se acha Marcelo, faz sentido

Marcela:   42:23
sim, com certeza, inclusive al��m do governo mostra que temos que �� o nosso produto nosso contato para escrit��rios, maiores departamentos, uma das nossas creches, entregas, assim como empresa, pelo sistema jur��dico, os caras, esses conte��dos em forma de, vem em forma de arte os v��deos para tentar aos poucos orientar o mercado nesse sentido. Ent��o, essa cria����o de processos, esse saneamento de lideran��a, como criar esse engajamento? Como voc�� conseguiu manter focada no processo em que a gente tenta trazer conte��do sobre isso e muitas vezes at�� conte��dos mais pr��ticos? Ent��o, a gente tem que uma pessoa, um advogado que tem trinta e cinco, quarenta processos. Ele ainda n��o est�� pronto para o jur��dico, mas ele precisa fazer uma gest��o que atividades da equipe da Justi��a desenvolver, outros recursos que v��o auxiliar o in��cio, recursos gratuitos, mesmo aquela que a gente pode ser uma portaria para que ele consiga criar ficha. Kristy de processos para cada uma das entregas, ent��o toda vez que se inicia um processo judicial que eu tenho a lhe uma sequ��ncia de entregas que passam diariamente pelo mesmo para os mesmos atividades, sustenta de alguma forma automatizar isso tomates automaticamente. Mas fazer com que isso seja mais facilitar um pouco isso para advogado ele conseguir realmente se dedicar mais a advogar, mesmo que atender.

Gabriel:   44:08
E como eu disse l�� no in��cio do epis��dio pessoal, podem acessar os conte��dos da aula em que os conte��dos realmente s��o muito bons. Nesse ponto Marcelo, acho que nossas estrat��gias e que se combinam um pouco, porque na fil��es tamb��m faz o mesmo, muito a produ����o de conte��do para ajudar os advogados nessa decis��o. J�� conscientizar �� o mercado, porque isso faz com que o mercado como um todo se torna mais madura. Marcelo, Algum recado final. Tivemos muito, muito conte��do, sim, desde lideran��a a uma an��lise do mercado, mas que se tem dizer e as palavras finais para os colegas ouvintes.

Marcela:   44:45
Eu agrade��o muito a disponibilidade de convite tamb��m foi muito engrandecedor e bastante orgulhoso. Est�� participando, pode querer, agrade��o muito ao p��blico que est�� o fim. Eu sou f�� da profiss��o, advogado, Eu acho que todo advogado �� essencial para a sociedade que a gente, a gente que a gente vive hoje e fica o meu convite para o pessoal que se est�� todos os materiais s��o essas infec����es que eu trouxe aqui, a gente possa compartilh�� la, escrever a nossa newsletter porque todos os conte��dos novos acabam indo para l��, os mais acessados, os mais comentados. Ent��o, esses procuradoria de um pouco maior do que s�� no rel��gio. E tamb��m convida todo mundo a trazer, trazer suas percep����es. Assim a gente tem se aberto a fim de Pequim. A gente tem uma proximidade muito grande, fundo p��blico, ent��o, por favor, fiquem bastante �� vontade para que Deus e meios para deixar coment��rios. Porque dessa maneira, que a gente cresce. E acho que dessa maneira que a gente luta, tanto �� que o sistema,

Gabriel:   45:54
obrigado novamente, Marcela continuem com o brilhante trabalho por a��, Viu? Agradece novamente aos colegas advogados e advogadas sempre presentes no Oeste. Olha o prazer contar com a audi��ncia de voc��s. Se voc�� ainda n��o deixou um al��vio para a gente ter vivido no seu player de ��udio favorito, deixo comentar alguma coisa que voc�� j�� aprendeu conosco. Tamb��m n��o se esque��a que se inscrever para que voc�� consiga receber esses depois, que estes sim em primeira m��o e compartilhar esse conte��do com outros colegas, advogados e advogadas da pr��xima quarta feira.