Lawyer to Lawyer, da Freelaw

#38: Direito Digital: passado, presente e futuro - c/ Alexandre Atheniense

February 12, 2020 Freelaw Season 2 Episode 18
Lawyer to Lawyer, da Freelaw
#38: Direito Digital: passado, presente e futuro - c/ Alexandre Atheniense
Chapters
Lawyer to Lawyer, da Freelaw
#38: Direito Digital: passado, presente e futuro - c/ Alexandre Atheniense
Feb 12, 2020 Season 2 Episode 18
Freelaw

O que é o Direito Digital?

Qual é a história do direito brasileiro?

Quais oportunidades jurídicas existem nessa área? E quais são os desafios?

Como se tornar um especialista em Direito Digital?

No episódio de hoje, Gabriel Magalhães entrevista Alexandre Atheniense, uma das maiores referências em Direito Digital do Brasil.

A história do Alexandre se confunde com a história do Direito Digital brasileiro e, ao longo do episódio, ele compartilha bastidores dessa jornada.

Alexandre Atheniense é advogado formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), especializado em Internet Law na Berkman Center na Harvard Law School e sócio fundador do Alexandre Atheniense Advogados.

Um dos precursores do Direito da Tecnologia da Informação no Brasil, conta com vasta experiência acadêmica e institucional, tendo exercido por oito anos (2002-2010) a presidência da Comissão de Tecnologia da Informação da OAB Federal, representando a entidade na discussão de projetos de lei no Congresso Nacional sobre os temas relacionados a Tecnologia da Informação, na interlocução sobre as práticas processuais por meio eletrônico no Conselho Nacional de Justiça e nos diversos tribunais brasileiros.

  • Coordenador da Comissão de Direito Digital do CESA - Centro de Estudos das Sociedades de Advogados. 
  • Membro da Comissão de Direito Digital do IAB - Instituto dos Advogados do Brasil
  • Árbitro em questões relacionadas à Propriedade Intelectual e Tecnologia da Informação na Camarb, CAMINAS e ABPI
  • Perito judicial na área de Tecnologia da Informação e propriedade intelectual
  • Autor de diversos livros sobre Direito Digital

Escute o episódio e compartilhe com seus colegas! Aproveite!

Comunidade da Freelaw no Telegram: https://t.me/comunidadefreelaw

Conheça o Blog da Freelaw: https://blog.freelaw.work/

Conheça o site da Freelaw: https://freelaw.work/

Acompanhe a Freelaw nas Redes Sociais

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/freelaw-work/

Facebook: https://www.facebook.com/Freelaw.work/

Instagram: https://www.instagram.com/freelaw.work/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCT6_26wyQV7GXriS0kogw1g

Música utilizada no Podcast: www.bensound.com

Show Notes Transcript

O que é o Direito Digital?

Qual é a história do direito brasileiro?

Quais oportunidades jurídicas existem nessa área? E quais são os desafios?

Como se tornar um especialista em Direito Digital?

No episódio de hoje, Gabriel Magalhães entrevista Alexandre Atheniense, uma das maiores referências em Direito Digital do Brasil.

A história do Alexandre se confunde com a história do Direito Digital brasileiro e, ao longo do episódio, ele compartilha bastidores dessa jornada.

Alexandre Atheniense é advogado formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), especializado em Internet Law na Berkman Center na Harvard Law School e sócio fundador do Alexandre Atheniense Advogados.

Um dos precursores do Direito da Tecnologia da Informação no Brasil, conta com vasta experiência acadêmica e institucional, tendo exercido por oito anos (2002-2010) a presidência da Comissão de Tecnologia da Informação da OAB Federal, representando a entidade na discussão de projetos de lei no Congresso Nacional sobre os temas relacionados a Tecnologia da Informação, na interlocução sobre as práticas processuais por meio eletrônico no Conselho Nacional de Justiça e nos diversos tribunais brasileiros.

  • Coordenador da Comissão de Direito Digital do CESA - Centro de Estudos das Sociedades de Advogados. 
  • Membro da Comissão de Direito Digital do IAB - Instituto dos Advogados do Brasil
  • Árbitro em questões relacionadas à Propriedade Intelectual e Tecnologia da Informação na Camarb, CAMINAS e ABPI
  • Perito judicial na área de Tecnologia da Informação e propriedade intelectual
  • Autor de diversos livros sobre Direito Digital

Escute o episódio e compartilhe com seus colegas! Aproveite!

Comunidade da Freelaw no Telegram: https://t.me/comunidadefreelaw

Conheça o Blog da Freelaw: https://blog.freelaw.work/

Conheça o site da Freelaw: https://freelaw.work/

Acompanhe a Freelaw nas Redes Sociais

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/freelaw-work/

Facebook: https://www.facebook.com/Freelaw.work/

Instagram: https://www.instagram.com/freelaw.work/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCT6_26wyQV7GXriS0kogw1g

Música utilizada no Podcast: www.bensound.com

Gabriel:   0:13
Rápido rápido Você ESTÁ Ouvindo Como Melhores Práticas de Gestão, Inovação e Tecnologia Nenhum Direito Meu Nome Gabriel Magalhães Bem vindo ao advogado para advogado. ISSO PODE that E oferecido Pela Freelaw. Uma forma mais segura para o seu escritório de advocacia contrata advogados on-line e sob demanda. Eu sei Que TALVEZ Rápido rápido Você Nunca pensou nessa possibilidade, mas ágora Rápido rápido Você PODE Realizar Parcerias com advogados Especializados em QUALQUÉR área fazer Direito da Acordo com a SUA necessidade. É só entrar no site da vida a habilidade do ponto frio ponto ou enviar uma descrição doserviço que precisa ser deputado, como orientações, ou prazo. E aí está tão aguardar mais acontecer e você pode visualizar como propostas dos profissionais. Faça parte agora da nossa comunidade realmente ou portifólio de serviços jurídicos que seu escritório oferece aos seus clientes.

Gabriel:   1:23


Gabriel:   1:23


Gabriel:   1:23
Para a advogada olá divulgados, VOCÊS pediram e uma frilot atendeu. NOS trouxemos O Alexandre Atheniense, um dos MAIORES Icones aí brasileiros não Que se Trata fazer Direito digitais para se juntar a seleta Lista de Convidados, o Royalty Joia, o Alexandre. Ele é advogadoFormado Pela UFRJ e ELE TEM Especialização Internet Lona Berkman Centre na Bosco e ELE E sócio Fundador fazer Alexandre Atheniense, advogado Alexandre. ELE FOI UM DOS Precursores fazer Direito da Tecnologia da Informação no Brasil. Ele conta com uma experiência acadêmica e institucionalMuito grande e autor de Vários Livros, ELE cita Alguns dos Livros Deles Aqui não Ao Longo fazer Episódio, e POR Oito ano ELE exerceu a Presidencia da Comissao de Tecnologia da Informação da OAB Federal. E, nessa Função Que ELE Fazia, ELE representava um OAB,um DISCUSSÃO de Projetos de lei nenhuma Congresso Nacional Sobre todos OS Temas Relacionados à Tecnologia da Informação e also na interlocução Sobre como Práticas processuais POR Meios Eletrônicos não CNJ e Nºs Diversos Tribunais brasileiros. Em resumo, Alexandre foi um dos responsáveis porFazer com Que OS NOSSOS Nosso Processo se tornasse Eletrônico Hoje. E ELE Conta Que Durante o Episódio Os Bastidores aí na parte final, Do Episódio, ELE fala UM POUCO dos bastidores aí Dessa fase da vida DELE, Dessa fase histórica e fazer Direito digitaisbrasileiro. Você, então, deseja saber mais sobre o direito digital e conhecer a história do Direito digital do Brasil. E TAMBÉM conhecer Mais uma História fazer Alexandre, Cão de MAIORES icones na área. Recomendo Fortemente that rápido Você escute Esse Episódio Até o finais e Algunsrecados Antes deixar e logotipo pra Episódio Primeiro Não sei se rápido Você SABE, mas ágora a gente ESTÁ transcrevendo todos OS episódios ELES estao todos episódios estao Sendo TRANSFORMADOS em Artigos estao Sendo publicados no Blog da Frilot. O link da transcrição nesse episódioESTÁ here nn nn Comentários here Desse Episódio, na Descrição here Nesse Episódio. Além Disso, se rápido Você achar Que a gente Já foi Útil para Você, de Alguma forma Que o lote salão Atingidos de Alguma forma e Pede para that rápido Você FAÇA UM Alívio para agente na Época, o Número PODE variar nenhum país that rápido Você estiver escutando E Muito Relevante para a gente para that a gente consiga Aumentar o Nosso alcance. Segue a gente aí não Seu prato favorito para that rápido Você garanta that rápido Você vai Receber como Próximas.Os Próximos episódios also Deixa de Sor horrivel. Se rápido Você acha Que contribuiu com rápido Você de Alguma forma, E ISSO Pessoal, aproveita o Episódio, torce, EUA e Pelos Comentários that vai Receber de VOCÊS TEM Certeza? Precisam gostar até

Gabriel:   4:11
OLa Alexandre seja bem vindo. Ao Lawyer to law yer é um prazer está te recebendo aqui. Não é todo o dia em que recebemos ou o maior especialista em Direito digital do Brasil assinou uma sede. É uma obra e estamos conseguindo aqui na hora de americanos bastante o seu trabalho. E eu Tenho Certeza Que ESSE Episódio that vai contribuir bastante para OS NOSSOS ouvintes vai Ser hum Episódio histórico, Porque vamos analisar a História fazer Direito digital. Uma ação foi mais interessante e certamente no mundo jurídico. Atualmente,

Alexandre:   4:49
olá Gabriel, Antes de Mais nada, gostaria de Dizer Que é um prazer estar aqui  com os ouvintes do Podcast Lawyer to lawyer, do qual eu  sigo desde OS Primeiros episódios. Para MIM foi Muito legal Receber Esse Convite, Sobretudo Falar a Respeito Dessa área Que eu sempre me empolguei sempre amei, em TERMOS de exercicio da advocacia. Queria Só Dizer o Seguinte, Que embora você tenha me elogiado, agradeço muito . Eu Acho Que no dia que eu me achar o Melhor,  o Cara, vou dar meu Primeiro Sinal de Decadência, Porque vou Ficar numa zona de conforto. e a inquietude dessa área de direito digital não permite isso. Por Esse Motivo eu agradeço o Reconhecimento, mas estou sempre Aprendendo n'uma curva de Aprendizado. Acho que esse momento da minha profissão, depois de trinta e quatro anos formado, nunca tive tanta ânsia de Aprender, e Graças a Deus Estamos se Dando bem com ISSO, Porque ESSE E o Ponto Que diferencia ESSA Nossa área. Costumo Dizer Que o advogado militante ELE ESTUDA Direito TODO dia nessa área Direito digitais vai hum POUCO Mais alem. Porque Você tem que estudar todo o dia o direito, às repercussões jurídicas do que acontece nas plataformas digitais. Mas TAMBÉM TEM de acompanhar Todas como evoluções, OS Padrões, como Tendências de Tecnologia. Se não  Você Não consegue interfacear  bem com com todos OS SEUS Clientes.  ISSO para Mim soa como um grande desafio bom domingo. Isso me empolga, e eu tento Passar ESSA MESMA empolgação para Toda a Equipe do Nosso escritório, Porque VOCÊS  São de Uma Época em que Já na Faculdade de Direito TEM grupos de estudos que debruçam sobre esse tema. Na minha época, nada disso existia. Eu comecei nessa História, eu era tratado como o menino do computador. Ninguem entendia bem o Que eu queria em relaçao um ESSES assuntos. Mas, passados trinta e quatro anos, chegamos no momento em que eu tive muita paciência e perseverança para poder chegar no momento em que a área ESTÁ SE Consolidando .a Partir fazer momento Que NÓS Já TEMOS marcos legislativos Recentes. Mas é interessante porque, ao mesmo tempo que isso vai avançando, se você for olhar no LinkedIn ,de Dois ano para cá. O Nós tivemos ASSIM, hum alargamento de milhares de Especialistas em Direito digital. Embora OS cursos Especialização fazer Brasil SEJA Muito poucos. Então, eu acho que tem muita gente aí que está pegando uma varinha de condão batendo na cabeça e falando, sou especialista em direito digital na tela do Computador, Como nenhum papel tudo cabe, MAS eu Acho Que o desafio E Muito grande, Sobretudo em Relação a Temas Novos Que Não foram Vistos na Graduação e Que exigem , sim,Muita Dedicação, Muito Interesse, Muito Estudo e, Sobretudo, em cima de Alguns Temas Que São pauta mundial Hoje. Entao Hoje a gente acompanha a Evolução da Legislação de forma global, ISSO Não acontecia, nessa Nossa área Direito digital. Entao NÓS ESTAMOS Hoje com o tema do momento, Que é a lei geral de proteção de dados. ENTAO  TEM Clientes Hoje, Que São de capitais estrangeiras, do Japão, da União européia, do Canadá, etc. E a gente TEM Que estar POR Dentro Dessa Legislação Toda de Proteção de Dados, Que essas leis São extraterritoriais. ISSO para MIM E hum grande desafio, é um grande Interesse . Chego a  AFIRMAR, com Toda Certeza, que estou acompanhando Tendências da Evolução do Mercado, as decisões e das repercussões Jurídicas envolvidas. Hoje, Dois Durante o dia, leio Muito Mais Conteúdo inglesa que em português,.Porque a gente tem que anteceder as situações, cujas referências estão lá fora, Conta ASSIM, imagine, POR Exemplo, ESSA parte, a Proteção de Dados Pessoais, o nosso Aprendizado é com benchmarks do que ESTÁ acontecendo na Europa. Então, nós temosAOS NOSSOS Robôs Que ficam TODO dia trazendo INFORMAÇÕES Sobre QUALQUÉR tipo de incidente, envolvendo Multas Aplicadas EM Relação à Proteção de Dados, Porque a gente para Fazer Disso hum grande Aprendizado, ISSO Não TEM Livro, ISSO Contém aula, curso NEM nada, mas TEM uma internet. Eu, em dois mil, escrevi um livro chamado Internet, o Direito. Esse livro ensinava o estudante ao jovem advogado a pesquisar conteúdo jurídico na internet dois mil e eu lembro de uma frase eu coloquei no livro logo no Cara, que é o seguinte tudo que você procura está na internet. Talvez você não saiba como encontrar, e em sua grande verdade. Eu me considero uma pessoa talentosa, esforçada, sobretudo em pesquisar conteúdos, os riscos da internet. E sempre gostei de eu vejo que esse é um talento que pode diferenciar muito jovem advogado. Sobretudo uma característica bem típica do direito digital, é a necessidade da gente contextualizar o assunto rápido e tomar decisões rápidas. Então nós temos as características diferentes, tanto no aspecto intelectual, com um aspecto operacional. Ninguém vem trabalhar conosco pronto porque não tem preenchido essas lacunas quanto a esses dois pontos que eu falei.  O intelectual justamente por causa dessa necessidade de atualização constante, pela carência total  dos cursos de Direito não tratarem isso com a profundidade que deveria.

Alexandre:   11:14
Operacional porque nós não trabalhamos com folha de papel. Isso requer um talento de lidar com a informação e desapegar do o papel. que as pessoas não têm,. pessoas ainda pensam como cabeça de papel. Então são grandes desafios que impulsionam a nova advocacia e que o jovem advogado, o estudante,  tem estar preparado para esse cenário.  

Gabriel:   11:37
muito bacana. Alexandre.  A gente vê que você está começando a contar um pouquinho da sua história. Já mencionou o livro que escreveu em 2000.

Gabriel:   11:45
E pude perceber que a sua história se confunde um pouco com a do direito digital no Brasil, né?  

Gabriel:   11:50
Eu queria que você contasse sua história, mas talvez antes falasse um pouco mais sobre  a teoria do direito digital.  

Gabriel:   12:00
que é o direito digital e também como que foi essa história do direito digital no Brasil.  

Alexandre:   12:05
Bom o direito digital hoje, é um ramo do direito que é multidisciplinar essencialmente. Não tem um assunto típico de direito digital. Isso é uma própria característica da tecnologia da informação. Muitos sabem que a tecnologia da informação,  através dos sistemas, existe o interfaceamento entre pessoas e máquinas.  

Alexandre:   12:35
A mesma coisa acontece com direito digital. Nós estamos interfaceando situações em que o grande jurista de uma determinada área, está com uma defasagem de conhecimento de tudo que ele aprendeu em relação a reproduzir os fatos jurídicos ocorridos no mundo presidencial e no mundo digital.  

Alexandre:   12:59
Então,  esse ato , essa lacuna que existe não está sendo preenchida pelos cursos jurídicos devidamente e isso abre uma oportunidade para que pessoas já de uma geração diferente já pensem justamente buscar isso como uma oportunidade como a chance de se diferenciar no mercado.  

Alexandre:   13:20
Então se eu for pegar exemplo do nosso escritório, a gente atua em várias frentes, consumo eletrônico, propriedade intelectual, fraudes eletrônicas, números de domínio, contratos, crimes cibernéticos.  

Alexandre:   13:41
Tudo isso tem a ver um pouco com de algum ramo tradicional do direito, só que com a leitura diferente. e  

Alexandre:   13:48
Até chegar nesse momento que você tem esse ramo do direito tão multifacetado como é o direito digital. Com o surgimento de um tema que antes não fazia parte se quer da legislação brasileira, que é a proteção de dados pessoais.  

Alexandre:   14:02
esse sim é  um tema novo, os demais são basicamente adaptações dos ramos tradicionais do direito. Porém, contextualizados com os fatos que acontecem no mundo digital.  

Gabriel:   14:15
A gente poderia dizer então que todos os direitos se tornarão digitais?

Alexandre:   14:20
Eu acho que sim. Coordenei uma pós graduação em São Paulo que a gente fazia essa provocação. O conteúdo programático do curso era pensar quais são os ramos do direito que a gente já consegue fazer interfaceamento com com o direito digital.

Alexandre:   14:40
Surgiram aulas interessantíssimas, como por exemplo sobre herança digital. Falando sobre direito ambiental e o mundo digital.  

Alexandre:   14:51
São coisas que as pessoas não ligam os pontos inicialmente, mas na hora que começa a estudar enxerga que tem tudo a ver.  

Alexandre:   14:58
Voltando a sua pergunta, o direito digital nasce no Brasil ligado exclusivamente a propriedade intelectual.  

Alexandre:   15:14
O primeiro curso que eu fiz, se chamava leis de informática no Brasil.  

Alexandre:   15:24
Um advogado do qual eu me tornei muito amigo, chamado Tarcísio, que se tornou professor do curso posteriormente, fazia um check list de todo o grupo normativo.

Alexandre:   15:41
Ele trabalhava na IDM na época, então, já sabia mais ou menos quais são as regulamentações que envolvem. 

Alexandre:   15:47
Mas eram coisas muito burocráticas. O máximo que a gente aprendia naquela época eram  questões muito relacionados a contratos de licenciamento software e contrafação. Essa situação perdurou durante muito tempo.  

Alexandre:   16:02
Nesse livro que eu escrevi no ano 2000, friso isso bem em uma passagem, que dizia o seguinte:  " o direito digital teve uma grande mudança no momento em que ocorreu a virada do século, porque a internet não entrou nos lares brasileiros em 1996.

Alexandre:   16:23
Então, 1996 até 2000.  Nós tivemos um perfil da internet cujo conteúdo era essencialmente institucional. Páginas para poder produzir o que a empresa faz.  Mas ainda não tinha serviços.  

Gabriel:   16:36
Têm muito escritório que ainda está nesse período.  

Alexandre:   16:38
Com certeza. É um contrassenso, porque o advogado investe tanto na aparência e quer mostrar uma boa postura. Mas porque não investe na roupagem e no mundo digital, na presença desse online que a gente vê?

Alexandre:   16:57
Por exemplo, advogados brilhantes, que ainda tem um site em construção. São amigos meus, inclusive, eu não vou falar nome para não constranger ninguém. 

Alexandre:   17:08
Enfim, é um relaxamento totalmente inexplicável. Acho que hoje o mundo digital é a extensão do mundo presencial.  

Alexandre:   17:18
costumo dizer aqui, o mundo digital é a reprodução do mundo presencial. Só que com uma diferença tudo o que ocorre lá é potencialmente maior, seja para o bem, ou seja, para o mal. Então, se por acaso a gente encontra um advogado hoje, que no momento que a gente vai fazer a busca do nome dele na ferramenta de busca do Google e não tem uma reverência interessantes a falar, ou para ter uma coisa que está estreando, tem que chegar referência por outro meio, porque depois o mínimo que o advogado poderia ter, a preocupação de ter uma primeira parte da firma de busca do Google, só com referências, nem outras ou positivas. E aqueles que esquecem e deixa uma referência negativa falsa, ofensiva, pior ainda. Agora, com essas estrelinhas que existe ranqueamento, então as pessoas não percebem que são situações cujas soluções merecem a máxima atenção diária para que qualquer excesso de liberdade de expressão possa ser enfrentada imediatamente ao longo desses trinta e quatro anos. Formado, eu posso dizer para você que aprendia que quanto mais rápido a gente reais, menos risco A gente vai ter. Então, nosso escritório a gente trabalha muito para não deixar que um fato se transforme numa crise e porque a gente sabe que a maioria dos enfrentamentos incidentes que acontece na internet tem um enfrentamento tardio e desordenado. Isso mostra que as pessoas não estão preparadas para esse tipo de situação, mas só complementando ali aquela questão quando teve a virada do século, então a houve a mudança. A mudança se deu porque porque fugiram no mercado naquela época. Em dois mil, final do ano, segundo semestre provedores com acesso gratuito à internet. Então começou a forma mercado e no que começou a formar o mercado não é o número. Vou que vai crescer mais gente. A sessão ainda que seja uma internet discada como tinha naquela época, mas vai interessando em cima desse mercado criar serviços e obviamente os serviços geram problemas. Os problemas são jurídicos e interface com vários ramos. Relação de consumo criminal, direitos de imagem que seja, e daí nesse momento é que é um divisor de águas do direito digital. Ele passa começa a formar essa característica multifacetada multidisciplinar que o que prepondera hoje cada vez mais. E hoje, assim como que um escritório pode, ele pode começar a atuar nessa área. E como que o escritório pode adquirir mais clientes? Na área de direito digital, atuar na área tem muitos escritórios que vem direto de tal. Como a situação muito simplória acha que a bom voltou aqui Rousseff se vários áreas há muito momento em direito digital tem oportunidade agora de mercado e tal. Quem sabe isso pode trazer uma receita para escritório e muitas vezes, até porque tem uma carteira de clientes boa. Ele até costuma ter o resultado inicial, mas chega um momento que as crianças têm que sair da sala, mas não consegue entrar no nível de profundidade de assunto, de medidas sugestivas de uma consultoria para poder explicar soluções jurídicas barra tecnológicas. Então, respondendo à pergunta é necessário que o escritório busca de talentos no mercado que já vem com Denny focado tanto o direito quanto à tecnologia. Não há como você enfrentar situações, seja nos tribunais, mas sobretudo em consultoria. Se você não tem o interesse disputar diariamente para poder aprofundar nessas duas frentes jurídica e tecnológica, e uma outra questão que me chama atenção aqui Assim, pelo que você trouxe ele anteriormente e me corrija se eu tiver cumprindo, liderado, mas eu estou inferior até então o direito digital como se fosse um braço ali de todas as outras áreas. Delito do direito à revisão vai ser um braço do direito societário, porém estiver tratando de relações societárias na internet. Relações contratuais na internet Você considera que é essencial que o profissional especialista em direito digital, ele também aprender essas outras áreas. Ele também se espera nessas outras áreas, porque se não caso contrário, o que foi uma pessoa que sabe muito ali sobre a internet, mas ela não tenha ele, o conhecimento jurídico, os advogados, ele geralmente especialista naquela hora tem, tem toda razão.

Alexandre:   0:00
Engana-se quem pensa o contrário. É necessário que a pessoa que tem um talento de gostar de estudar os problemas jurídicos que acontecem no meio digital tem tirar proveito disso contextualizando os problemas dentro da legislação pré existente.

Alexandre:   0:00
O que o bom advogado direito digital faz muito bem?  Ele analisa o fato e o contextualiza diretamente na lei já pré existentes, muitas vezes antes da internet.

Alexandre:   0:00
e detecta uma ambiguidade que pode ser aplicável. 

Alexandre:   0:00
Não só ao mundo presidencial, como foi previsto na época em que foi sancionada, mas também ao mundo digital.

Alexandre:   0:00
Então, ele precisa sim. Não existe essa questão de sou totalmente 100 % do Direito digital. Não é assim que funciona.

Alexandre:   0:00
O que funciona é : eu atuo na área de direito digital porque eu sei como contextualizar os problemas societários a partir das empresas que atuam na internet.

Alexandre:   0:00
Mas eu tenho que ter a base de conhecimento de societário, de contratos, de relação de consumo online de crimes cibernéticos.

Alexandre:   0:00
Eu coordenei durante dez anos, uma pós graduação em São Paulo. O objetivo que eu queria era justamente criar um conteúdo programático selecionando temas desses ramos tradicionais de direitos que não são tratadas na faculdade.

Alexandre:   0:00


Alexandre:   0:00
A parte no hiper com essas coisas que eu quero dizer para os ouvintes que estão, nos escutamos, é que você não pode achar que só o seu brilhante conhecimento tecnológico resolverá os problemas. Se você não entender de processo civil e tendo que defender uma ação relacionado a licenciamento de software Amanda Então engana se quem fica meio que inebriado só com essas questões tecnológicas é um diferencial. Mas é um diferencial que só se revelará quando for contextualizado com o ramo tradicional direito. Isso que faz a diferença e qual a velocidade com quais são as tendências assim, nesse mercado para o futuro. Assim pegando toda evolução, diz que você começou a atuar e a trinta e quatro anos, até hoje tem de diferente o que você acha partida que a cinco do que há dez anos? Muitas coisas mudaram. Como eu disse durante muito tempo a gente praticamente dedicava questões de licenciamento de software, começando por aí. O uso não autorizado de imagem e som era muito chato, até porque era muito restrito. Eu achava que tem também na faculdade, foi oitenta e dois, tempo, trinta e oito anos. Eu achava que um dia um de todos os ramos do direito que se entrelaça com essa área já vinha, inclusive as acusações de proteção de dados acontecer lá atrás. Mas o Brasil foi muito lento nessa mudança. Você ter ideia, nós somos sentença. Tem ser países do mundo que estão a lei de proteção de dados pessoais, sendo que hoje nós já temos cento e vinte países. Então assim a mudança começou a ocorrer, sobretudo desse divisor de águas que eu falei E aí a situação na medida que o público da internet vai aumentando, os problemas vão aumentando e as ofertas de serviços para os advogados também. Então, veja, nós vimos numa crescente, mas prescindindo de alguns marcos legais, esses marcos aconteceram. A gente sabe lidando diariamente com vários problemas jurídicos que a grande lacuna que existia até então era ter uma lei de proteção de dados pessoais. O dado no Brasil não tinha nenhuma proteção, embora algumas leis poderiam ser aplicadas e são, Nós estamos só dependendo dessa lei de proteção de dados pessoais para poder resolver problemas. Existe a Constituição quando se viu, quando o consumidor, além da criança e do adolescente, que isso tudo é aplicado. Porém nós estamos passando por impulsionamento que jamais que jamais existiu E a tendência futura, no meu ponto de vista, é enxergar o mundo como sendo um local onde o processamento de dados só vai crescer. O tratamento de dados só vai crescer porque nós estamos passando por diversos exemplos de corrupção. E aí você tem algumas forças tecnológicas que estão vindo por aí. Nós estamos hoje já prestando consultoria para algumas empresas estrangeiras de ponta, líder de mercado em cinco, que eu acho que vai ser uma revolução absurda em termos de uso da internet, pela velocidade, pelo fato de a gente ter uma latência mínima em termos de acesso de dados e, por outro lado, isso também vai impulsionar o que a internet das coisas além da inteligência artificial. Então pega esses três itens para poder dizer como é que vai potencializar, graças a Deus, a demanda de serviços nessa área de direito digital, As pessoas realmente investir nisso, ter talento para poder criar talento para poder lidar nessa área. Então as oportunidades são boas. Agora eu quero deixar aqui bem registrado. Uma coisa eu sou da época em que digitava, júris, procedimento de jurisprudência no computador, o meu pai chegada à tribuna e falar para o desembargador que já tinha julgado assim assado em determinado assunto e pulava da cadeira Sou da época que um desembargador ligava a gente um banco Primeira pelo escritório do Brasil, que tem um banco de dados, jurisprudência ligar para mim para o chão, tirando seu computador. Aí todos os meus votos de responsabilidade civil, ela imprimia neurológica setecentos e vinte matricial. Entregava ele pelo poder estudar, porque o próprio tribunal não tinha isso. Então, a lei para caramba, em termos de pesquisa, de estudo, tudo mais. Hoje eu vejo o pessoal em regra, está óbvio que tem exceções numa zona de conforto absurda, entendeu? Hoje existe uma certa o travamento assim de achar o seguinte para aí meu vade mexer com minha forma de pesquisar a ferramenta de busca do google ponto Entendeu pelo amor de Deus? Deu assim. Isso aí jamais pode ser o limite de uma pesquisa, de um estudo por um advogado que queira realmente desponta na sua área. Eu continuo comprando o livro todo dia. Graças a Deus, a gente tem uma biblioteca do escritório por volta de mil livros na área de edital brasileira estrangeiro e tentam motivar a minha aqui para poder também unificação na base operacional, para poder aprender. Então essa sede de saber ela sempre que acompanhar um jovem advogado que era se interessar a polícia porque eu acho que tem muita coisa boa para mim por aí. Mas o sucesso tem que ver com muita paciência. Existe uma falsa a compreensão de que essas coisas, todas rápidas, que acontece na internet, também vão acontecer rápido, sucesso, rápido, ganho, dinheiro em relação à carreira de advogado não caiam nessa armadilha. Tudo é construído, tijolo por tijolo. Passo a passo é um exercício da paciência. Quem não for paciente, não pode ser revogada. Então pensar que as coisas vão acontecer para o bem. Mas como, com muita perseverança com muita dedicação,

Alexandre:   0:00
Esse é o papel do advogado. Não pode achar que é só apertar um botão, colocar informações sobre o seu trabalho no perfil na internet que está tudo resolvido.

Alexandre:   0:00
 Até porque o currículo das pessoas não é formado apenas por aquilo que elas falam de si mesmo, mas sobretudo, a respeito dos comentários de terceiros a respeito delas. Muitas vezes a internet guarda surpresas.

Gabriel:   0:00
Eu acho que mais do que falar, hoje, também é muito o que se faz.  Está tudo muito exposto.

Gabriel:   0:00
Uma questão que a gente defende muito aqui na Freelaw. Aqui, na fila noite gosta muito de produção conteúdo até por isso que ele se pode, que a gente tem um blog 

Alexandre:   0:00
eu valorizo muito isso., Eu acho que eu também me considero um conteudista, eu sei o  trabalho que da. para você ter ideia eu fui o cara que em dois mil e quatro, criou o primeiro bloco jurídico no Brasil chamado Direito às novas tecnologias.

Alexandre:   0:00
Então são essencialmente um gerador de conteúdo de várias formas e valoriza muito como vocês fazem esse trabalho, porque não é fácil nem um pouco fácil.

Gabriel:   0:00
Obrigado pelas palavras e você é um dos blocos que eu pessoalmente, sempre acompanhei E o que eu vejo é  que quando  realmente criam blogs, cria podcast que a gente cria as iniciativas que a gente faz aqui. Não falou, por exemplo, os resultados. Eles são de longo prazo e eu vejo muita gente querendo capital mais clientes, sempre no curto prazo. Então vou investir um milhão de reais. Ele mim anúncio no Instagram no Facebook fazer completa tudo assim, automático,

Alexandre:   0:00
Tudo assim apertou. O botão resolve de certa, mas o fator humano é fundamental.

Gabriel:   0:00
É difícil a gente conseguir assim. É importante a gente pensar, obviamente, em soluções a curto prazo e tem escritórios que vão conseguir fazer com que isso dê certo também.

Gabriel:   0:00
Mas é muito importante a gente pensar no longo prazo.  pelo que o escuto de você, Alexandre. vez que você tem uma visão ao mesmo tempo pragmática desse lado, de que vamos com calma, as coisas demoram demandam um tempo, só que ao mesmo tempo de vez com uma visão assim otimista para o direito. Assim, nos próximos dos próximos anos, social, vamos ter várias oportunidades.

Alexandre:   0:00
Sou otimista porque é porque eu trabalho muito. Quem fica reclamando tempo tempo na vida é porque não se dedica tanto quanto a gente que está pegando pesado. Isso é que faz. A gente vê que as oportunidades estão surgindo, então em portas abertas, mas que você tem que ser perseverante, tem que acreditar que os resultados serão alcançados, mas nada tão instantâneo como as mudanças tecnológicas da Internet.

Gabriel:   0:00
Estou pensando no seguinte que eu também sou otimista. Só que como é que vai ser otimista com esse tanto de Faculdade de Direito no país com essa concorrência gigante e também ao mesmo tempo com pessoas falando que os advogados vão ser substituídos por robôs que se ver sobre essas coisas que é comum, que as pessoas dizem

Alexandre:   0:00
Olha falando primeiramente do  número de advogados e faculdades de direito que existem no Brasil.

Alexandre:   0:00
de um ano. É bom que estejam falando sobre isso. De outro, fala se muito sobre tecnologia, mais prática, se pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, eu acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não tem a felicidade a um índice advogado, talvez de uma empresa que tem uma banda cuidado jurídico, do Brasil, que sabe o mundo que é o jogo Brasil e convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investem em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui o pessoal acha que a inteligência artificial é editor, de ter. Se chega jogo texto lá e pronto computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não só no Brasil, mas outros amigos que também tiveram oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelaram que nós temos hoje o dado no no sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações numa linguagem figurada. Eu diria para vocês que nós temos hoje o pré sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento das diversas camadas, marcações e tal para poder virar do dado a informação da somatória da informação, conhecimento e da somatória do conhecimento. A sabedoria, então do pré sal, até virar petróleo, tem um longo caminho que as pessoas estão abreviando achando que é interessante. O Brasil tem o maior de gdapa juridico do mundo. Não existe nenhum país do mundo que os noventa e três tribunais produzem todas as suas decisões já um tempo na pele, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso que os resultados ainda não apareceram. Mas vão parecer que você teve uma parte grande para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa a entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque eu tive desde a primeira reunião de discussão representando a OAB federal na na lei do processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar um aspecto histórico aqui que talvez poucas pessoas saibam que, inclusive está muito bem narrado num outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relato ali de forma pormenorizada, que eu participei de tudo como negociador  da OAB definindo as prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois ocupando uma cadeira no CNJ perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, o processo judicial eletrônico nasceu apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na uma versão seguinte, resolveu, não vão encarar que vão fazer um projeto diferente. Vão fazer um sistema que permita fazer automação de todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é ousado em termos de tecnologia da informação. Sempre foi e lançamos, depois de renda, uma série de exemplos assim e aí levantamos voo numa nave que se dá que sem nenhuma referência a ela, que eu viajei na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito Tecnologia durante dez anos. Então, tive a oportunidade, a Espanha, a autoria ao Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinham um projeto tão usado quando o Brasil de querer enfrentar uma situação sem referência internacional, de criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais por meio eletrônico foi assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda tem muita coisa para mim. Eu estou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o Judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda o Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma mudança de a informatização do Judiciário para a informatização da justiça. Faz muita diferença antes essa informação de informatização do Judiciário, porque é isso. O departamento tem preocupado em resolver os problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, a informatização da Justiça tem que informar as práticas processuais não só do tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa. Só que eles não estavam acostumados a ouvir as pessoas e, por esse motivo, sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como que vários advogados reclamem do sistema. Razão só que assim, por outro lado, o papel assim de organização dos dados. Mas não se fosse tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então a simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está pelo menos tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já rodei praticamente tudo. Some falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que foi bacana demais? Foi um fato tem jogado essa sementinha aí de implantação de processo judicial eletrônico em todos os tribunais. Hoje, todos iguais são processo judicial eletrônico, então o Brasil não é a Suíça entendeu. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com diretores de tem de todos os tribunais conhecendo, explode perto, participa de evento do ano com eles a gente acompanhar essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, poder criticar que sempre redução positiva construtiva, mas não pode dizer do outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, a Simples foi criado um sistema para poder fazer todo o trâmite do processo digital, só que era muito difícil de Nice negociar com o juiz para poder dizer penhora. Só a rotina de trabalho vai mudar. Eu agora nós vamos criar um sistema que que vai fazer com que você tem que mudar o seu Rita de edital para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar a secretaria, Então pensamos em Os tribunais foram focados em todas as rotinas processuais ou porque a ministra ela ingresse na época. Assim temos que acabar com a inércia do papel que o papel impõe uma inércia, porque era que as rotinas burocráticas envolvidas. Só que o processo de petróleo só focou na secretaria em grande parte moral da história. Os processos tramitam mais rápido a secretaria chegam mais rápida conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo trabalho, da mesma forma como trabalhavam antes, estão estressados. Não se criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com a inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para poder fazer maior celeridade ainda não aconteceu e isso é que causa um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápido, isso vai acontecer na semana para todo mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas consertam essa situação e volta a entrar numa rota de ter mais performance. Ou então esses meios alternativos de solução, de detidos, vão estar sempre mais espaço, muito bacana, relata o seu histórico como entidade, disse lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, a um momento muito interessante que empolgaram muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, foram até na prisão E assim continua sendo. Você começou dizendo no início do episódio que você está no momento que estão mais aprendendo da sua vida. Agora você mencionou isto de novo? Quais são seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos assim, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudar ação, sistema novo? Que a proteção de dados pessoais estão a tutela importantíssimo, que o cidadão tem que ter um assunto pautado mundialmente hoje, um assunto em que nós temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, as grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Do outro lado, os governos, cada vez mais enfraquecidos de acesso à jurisdição, ou seja, dar força suas leis alternativa por essa experiência de participar da audiência pública do do WhatsApp representando a OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim que as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguinte horas conta que aplicar suas leis, beleza aplica, mas no mundo presencial, porque esses espaços de tal aqui eu aqui eu tenho um código, então faço as leis da minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois mil e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata a presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata que através do seu livro clássico famoso chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que ele fala assim decoud, ou seja, quem tem um código na mão tem mais eficiência de fazer mudança do que quem tem a lei a seu favor. Então, por esse motivo, nós temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionada por situações que a gente presenciou recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica ficar aqui para quem não assistiu ainda para esse os fantásticos privacidade, saqueadas na ordem e ela mandaria todos eles relacionados ao assunto de dados, vazamento de dados, etc. Esse tema que por muito tempo não ficou sequer sendo objeto de questionamento Então esse é o momento que mais empolga a gente a estudar no aspecto mundial que os problemas são os mesmos como um dos países. na nossa legislação, não chegam atrasados todos os nossos vizinhos aqui do consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem que, se pegar a legislação, a primeira diretiva de noventa e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires tiveram facilidade, tem a língua a seu favor. Mas isso mostra como é que a gente, Como é que isso essa represa, essa represa de assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar com a proteção de dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos interno, tira o atraso em relações, conhecimento, essa maturidade para dar como proteção de dados. Então essas mudanças estão acontecendo na forças, mas a gente tem que ver com calma. Eu vejo tantas pessoas assim já se colocando como doutores mentem e, por esse motivo a gente tem que ter mais paciência, porque essa é uma grande oportunidade para os próximos anos da Advocacia de Ladário de edital Tive o prazer de receber que a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia no trabalho dela fantástico, ela falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não executou episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestar consultoria de energia, pede mãe, poucas pessoas sabendo. E é uma responsabilidade muito grande e não de um habeas entendeu, Querem ser, mas não são, Então tenham humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e eu acho que falta muito disso. Não sei se é uma característica da geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendem três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de formada, se achando, entendeu, entregam, bem, trabalham bem, entendeu, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defende também a nossa geração a defenda defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que se está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como está no mar que poucas pessoas e analisaram as vezes quem tem um ano de experiência perto de para as pessoas que não tem ninguém? Essas pessoas estão se considerando experiente mais. Veja bem cuidado e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós temos sempre que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo de voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estou lendo três livre, fez um curso de nossa mãe, de São Paulo. No orçamento para aí não é assim, mas, muitas vezes acredita nisso Deus E pior agora para outro, apareceram quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunto algum efetivamente teve experiência prática de atuar para se candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são fizeram certificação aqui acolá. Tudo bem. Então, atrás de uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais dinâmica. É muito mais desafiadora do que parece. Se deu porque a falta experiência para acho que cá entre nós essa experiência efetiva vai rodar apenas depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas etc. Mas nós não temos tempo de rodagem ainda, pode-se dizer que se perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante aqui da de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio vezes até o escritório consolidado, mas atua em uma outra área, ainda não está no segmento digital de que se tem de indicar para essas pessoas também era de que é muito simples paciência, nada acontece com a velocidade que olá na internet, tem que se dedicar a estudar todo dia e, sobretudo, se você puder mudar, não só o que está acontecendo no Brasil, mas as tendências que vem de fora, que meses depois Chegam aqui saber lidar a informação desapegado Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhasse sem papel todas as atividades, escritório como já faça mais de dez anos, eu não tinha o tempo de reação rápido de decisão, que a característica, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque estou empolgado mesmo, gosto de que eu escolhi e me sinto cada dia que passa mais realizado no momento que nós estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo constante manter a atualização, não só o direito, mas com todas as tendências tecnológicas estão surgindo que vão impactar o direito e acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com a paciência nos esse nós e sucesso rápido pode subir rápido desse rápido. Eu acho que a grande é muito mais difícil você manter do que alcançar. Então, por esse motivo aqui um corajoso todos os ouvintes do Porto, quer não é a Tróia começar a se interessar mais França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são fruto de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer de ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso o episódio histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Aí eu tenho certeza que valeu bastante a pena. O tempo que vocês investiram aqui conosco agradece que verá novamente pela audiência. Se vocês gostaram do episódio, compartilhem também com outros colegas advogados que precisam de ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para a gente, produzia esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando a gravação. Já estou preocupado com a edição que a gente vai ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que a gente gosta muito de fazer e se tiver agregando de alguma forma, você fala com a gente nas redes sociais também. Fala que coincidisse com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força poder potencializar os ouvintes aí do pode questão, acha trabalho seus mais uma vez brilhante que sigam nessa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, a gente fonte de informação tão qualificada com as pessoas que se tem tido a oportunidade de interagir aqui onde são amigos meus, muitas pessoas que eu sou fá admiro mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então sessão trazendo para a gente conteúdo de qualidade e

Alexandre:   0:00
de um ano. É bom que estejam falando sobre isso. De outro, fala se muito sobre tecnologia, mais prática, se pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, eu acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não tem a felicidade a um índice advogado, talvez de uma empresa que tem uma banda cuidado jurídico, do Brasil, que sabe o mundo que é o jogo Brasil e convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investem em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui o pessoal acha que a inteligência artificial é editor, de ter. Se chega jogo texto lá e pronto computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não só no Brasil, mas outros amigos que também tiveram oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelaram que nós temos hoje o dado no no sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações numa linguagem figurada. Eu diria para vocês que nós temos hoje o pré sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento das diversas camadas, marcações e tal para poder virar do dado a informação da somatória da informação, conhecimento e da somatória do conhecimento. A sabedoria, então do pré sal, até virar petróleo, tem um longo caminho que as pessoas estão abreviando achando que é interessante. O Brasil tem o maior de gdapa juridico do mundo. Não existe nenhum país do mundo que os noventa e três tribunais produzem todas as suas decisões já um tempo na pele, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso que os resultados ainda não apareceram. Mas vão parecer que você teve uma parte grande para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa a entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque eu tive desde a primeira reunião de discussão representando a OAB federal na na lei do processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar um aspecto histórico aqui que talvez poucas pessoas saibam que, inclusive está muito bem narrado num outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relato ali de forma pormenorizada, que eu participei de tudo como negociador do da, definindo as prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois ocupando uma cadeira no CNJ perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, o processo judicial eletrônico nasceu apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na uma versão seguinte, resolveu, não vão encarar que vão fazer um projeto diferente. Vão fazer um sistema que permita fazer automação de todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é usado em termos de tecnologia da informação. Sempre foi e lançamos, depois de renda, uma série de exemplos assim e aí levantamos voo numa nave que se dá que sem nenhuma referência a ela, que eu viajei na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito Tecnologia durante dez anos. Então, tive a oportunidade, a Espanha, a autoria ao Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinham um projeto tão usado quando o Brasil de querer enfrentar uma situação sem referência internacional, de criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais por meio eletrônico foi assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda tem muita coisa para mim. Eu estou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o Judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda o Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma mudança de a informatização do Judiciário para a informatização da justiça. Faz muita diferença antes essa informação de informatização do Judiciário, porque é isso. O departamento tem preocupado em resolver os problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, a informatização da Justiça tem que informar as práticas processuais não só do tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa. Só que eles não estavam acostumados a ouvir as pessoas e, por esse motivo, sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como que vários advogados reclamem do sistema. Razão só que assim, por outro lado, o papel assim de organização dos dados. Mas não se fosse tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então a simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está pelo menos tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já rodei praticamente tudo. Some falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que foi bacana demais? Foi um fato tem jogado essa sementinha aí de implantação de processo judicial eletrônico em todos os tribunais. Hoje, todos iguais são processo judicial eletrônico, então o Brasil não é a Suíça entendeu. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com diretores de tem de todos os tribunais conhecendo, explode perto, participa de evento do ano com eles a gente acompanhar essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, poder criticar que sempre redução positiva construtiva, mas não pode dizer do outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, a Simples foi criado um sistema para poder fazer todo o trâmite do processo digital, só que era muito difícil de Nice negociar com o juiz para poder dizer penhora. Só a rotina de trabalho vai mudar. Eu agora nós vamos criar um sistema que que vai fazer com que você tem que mudar o seu Rita de edital para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar a secretaria, Então pensamos em Os tribunais foram focados em todas as rotinas processuais ou porque a ministra ela ingresse na época. Assim temos que acabar com a inércia do papel que o papel impõe uma inércia, porque era que as rotinas burocráticas envolvidas. Só que o processo de petróleo só focou na secretaria em grande parte moral da história. Os processos tramitam mais rápido a secretaria chegam mais rápida conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo trabalho, da mesma forma como trabalhavam antes, estão estressados. Não se criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com a inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para poder fazer maior celeridade ainda não aconteceu e isso é que causa um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápido, isso vai acontecer na semana para todo mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas consertam essa situação e volta a entrar numa rota de ter mais performance. Ou então esses meios alternativos de solução, de detidos, vão estar sempre mais espaço, muito bacana, relata o seu histórico como entidade, disse lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, a um momento muito interessante que empolgaram muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, foram até na prisão E assim continua sendo. Você começou dizendo no início do episódio que você está no momento que estão mais aprendendo da sua vida. Agora você mencionou isto de novo? Quais são seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos assim, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudar ação, sistema novo? Que a proteção de dados pessoais estão a tutela importantíssimo, que o cidadão tem que ter um assunto pautado mundialmente hoje, um assunto em que nós temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, as grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Do outro lado, os governos, cada vez mais enfraquecidos de acesso à jurisdição, ou seja, dar força suas leis alternativa por essa experiência de participar da audiência pública do do WhatsApp representando a OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim que as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguinte horas conta que aplicar suas leis, beleza aplica, mas no mundo presencial, porque esses espaços de tal aqui eu aqui eu tenho um código, então faço as leis da minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois mil e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata a presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata que através do seu livro clássico famoso chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que ele fala assim decoud, ou seja, quem tem um código na mão tem mais eficiência de fazer mudança do que quem tem a lei a seu favor. Então, por esse motivo, nós temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionada por situações que a gente presenciou recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica ficar aqui para quem não assistiu ainda para esse os fantásticos privacidade, saqueadas na ordem e ela mandaria todos eles relacionados ao assunto de dados, vazamento de dados, etc. Então esse é o momento que mais empolga a gente a estudar no aspecto mundial que os problemas são os mesmos como um dos países. Esse tema que por muito tempo não ficou sequer sendo objeto de questionamento na nossa legislação, não chegam atrasados todos os nossos vizinhos aqui do consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem que, se pegar a legislação, a primeira diretiva de noventa e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires tiveram facilidade, tem a língua a seu favor. Mas isso mostra como é que a gente, Como é que isso essa represa, essa represa de assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar com a proteção de dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos interno, tira o atraso em relações, conhecimento, essa maturidade para dar como proteção de dados. Então essas mudanças estão acontecendo na forças, mas a gente tem que ver com calma. Eu vejo tantas pessoas assim já se colocando como doutores mentem e, por esse motivo a gente tem que ter mais paciência, porque essa é uma grande oportunidade para os próximos anos da Advocacia de Ladário de edital Tive o prazer de receber que a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia no trabalho dela fantástico, ela falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não executou episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestar consultoria de energia, pede mãe, poucas pessoas sabendo. E é uma responsabilidade muito grande e não de um habeas entendeu, Querem ser, mas não são, Então tenham humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e eu acho que falta muito disso. Não sei se é uma característica da geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendem três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de formada, se achando, entendeu, entregam, bem, trabalham bem, entendeu, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defende também a nossa geração a defenda defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que se está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como está no mar que poucas pessoas e analisaram as vezes quem tem um ano de experiência perto de para as pessoas que não tem ninguém? Essas pessoas estão se considerando experiente mais. Veja bem cuidado e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós temos sempre que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo de voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estou lendo três livre, fez um curso de nossa mãe, de São Paulo. No orçamento para aí não é assim, mas, muitas vezes acredita nisso Deus E pior agora para outro, apareceram quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunto algum efetivamente teve experiência prática de atuar para se candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são fizeram certificação aqui acolá. Tudo bem. Então, atrás de uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais dinâmica. É muito mais desafiadora do que parece. Se deu porque a falta experiência para acho que cá entre nós essa experiência efetiva vai rodar apenas depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas etc. Mas nós não temos tempo de rodagem ainda, pode-se dizer que se perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante aqui da de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio vezes até o escritório consolidado, mas atua em uma outra área, ainda não está no segmento digital de que se tem de indicar para essas pessoas também era de que é muito simples paciência, nada acontece com a velocidade que olá na internet, tem que se dedicar a estudar todo dia e, sobretudo, se você puder mudar, não só o que está acontecendo no Brasil, mas as tendências que vem de fora, que meses depois Chegam aqui saber lidar a informação desapegado Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhasse sem papel todas as atividades, escritório como já faça mais de dez anos, eu não tinha o tempo de reação rápido de decisão, que a característica, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque estou empolgado mesmo, gosto de que eu escolhi e me sinto cada dia que passa mais realizado no momento que nós estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo constante manter a atualização, não só o direito, mas com todas as tendências tecnológicas estão surgindo que vão impactar o direito e acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com a paciência nos esse nós e sucesso rápido pode subir rápido desse rápido. Eu acho que a grande é muito mais difícil você manter do que alcançar. Então, por esse motivo aqui um corajoso todos os ouvintes do Porto, quer não é a Tróia começar a se interessar mais França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são fruto de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer de ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso o episódio histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Aí eu tenho certeza que valeu bastante a pena. O tempo que vocês investiram aqui conosco agradece que verá novamente pela audiência. Se vocês gostaram do episódio, compartilhem também com outros colegas advogados que precisam de ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para a gente, produzia esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando a gravação. Já estou preocupado com a edição que a gente vai ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que a gente gosta muito de fazer e se tiver agregando de alguma forma, você fala com a gente nas redes sociais também. Fala que coincidisse com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força poder potencializar os ouvintes aí do pode questão, acha trabalho seus mais uma vez brilhante que sigam nessa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, a gente fonte de informação tão qualificada com as pessoas que se tem tido a oportunidade de interagir aqui onde são amigos meus, muitas pessoas que eu sou fá admiro mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então sessão trazendo para a gente conteúdo de qualidade e

Alexandre:   0:00
Então, isso vai ter um impacto muito grande e ele me disse naquela oportunidade. Alexandre Hoje a OAB se conhece, ajudou, eu ajudei a montar o Cadastro Nacional de Advogados. Na época, coordenava uma grande equipe lá no departamento de TI. E hoje têm um milhão, duzentos mil advogados. Só que e olha esse número se não é impressionante. Impressionante a taxa de crescimento, que na faixa de vinte e cinco a trinta por cento por ano. Então estão para um negócio desse. Não existem uma classe profissional do mundo. Só fica uma dúvida meio com índia mais. Tenho minhas dúvidas que tem o número de advogados, como tem se ter ideia, o mercado de certificado digital, hoje emitidos só pela OAB já está chegando a setecentos e cinquenta mil advogados, o juiz o Brasil, por exemplo, hoje já deve ter cerca de novecentos mil advogados, sete por cento. E parece da advocacia brasileira, hoje público pagante do jogo Brasil e então essas questões. Mas em compensação, segundo área grande existem quatrocentos e cinquenta mil advogados que estão ganhando para pagar as contas. Então por que isso acontece? Porque as pessoas não podem ficar na vala comum, entendeu? Elas têm buscar alguma solução diferenciada. Nós temos aí a diga economia e nós temos aí uma série de alternativas de mercado que, não fazendo repensar completamente o exercício da advocacia. A forma de ganhar dinheiro advocacia, nos próximos anos é mudar. Como já mudou mais ainda. Radicalmente isso que as pessoas têm que saber. Tem que entender para que caminho de modelos de negócio, que o caminho que isso vai gerar. Então, a minha preocupação de que as pessoas não caiu nessa vala comum em relação ao segundo ponto. A sua pergunta sobre se máquina vai substituir advogado? Eu não concordo com essa forma, de jeito nenhum eu estudando tem um assunto de inteligência artificial. Inclusive, já que a arte Vital coloca muito bem minha posição a respeito disso. Eu acho que os sistemas de inteligência artificial tem talentos que os humanos não têm. Os humanos têm talentos que os sistemas de inteligência oficial não tem. Então quem fala que não vai matar o outro eu não concordo e acho que pagaria para ver se um dia essa situação vai se reverter. Eu acho que o melhor dos mundos que a gente vai alcançar daqui para frente é a somatória desses dois talentos em busca de algum resultado, mas não achando que uma coisa não substitui a outra, ninguém vai achar que vai dar a sentença. Automaticamente já pode usar a inteligência artificial, por exemplo, com o suporte de apoio decisório do magistrado, com base na predição dos votos da tendência com que ele já jogou, o que agora efetivamente isso nunca vai ser um ato isolado, automatizado, sem intervenção humana para poder fazer a validação final, Então, há muito ruído. Há muito bases em relação a essas ações, que eu acho que a gente tem que botar um pouco de termômetro a realidade de um ano. É bom que estejam falando sobre isso. De outro, fala se muito sobre tecnologia, mais prática, se pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, eu acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não tem a felicidade a um índice advogado, talvez de uma empresa que tem uma banda cuidado jurídico, do Brasil, que sabe o mundo que é o jogo Brasil e convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investem em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui o pessoal acha que a inteligência artificial é editor, de ter. Se chega jogo texto lá e pronto computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não só no Brasil, mas outros amigos que também tiveram oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelaram que nós temos hoje o dado no no sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações numa linguagem figurada. Eu diria para vocês que nós temos hoje o pré sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento das diversas camadas, marcações e tal para poder virar do dado a informação da somatória da informação, conhecimento e da somatória do conhecimento. A sabedoria, então do pré sal, até virar petróleo, tem um longo caminho que as pessoas estão abreviando achando que é interessante. O Brasil tem o maior de gdapa juridico do mundo. Não existe nenhum país do mundo que os noventa e três tribunais produzem todas as suas decisões já um tempo na pele, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso que os resultados ainda não apareceram. Mas vão parecer que você teve uma parte grande para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa a entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque eu tive desde a primeira reunião de discussão representando a OAB federal na na lei do processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar um aspecto histórico aqui que talvez poucas pessoas saibam que, inclusive está muito bem narrado num outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relato ali de forma pormenorizada, que eu participei de tudo como negociador do da, definindo as prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois ocupando uma cadeira no CNJ perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, o processo judicial eletrônico nasceu apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na uma versão seguinte, resolveu, não vão encarar que vão fazer um projeto diferente. Vão fazer um sistema que permita fazer automação de todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é usado em termos de tecnologia da informação. Sempre foi e lançamos, depois de renda, uma série de exemplos assim e aí levantamos voo numa nave que se dá que sem nenhuma referência a ela, que eu viajei na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito Tecnologia durante dez anos. Então, tive a oportunidade, a Espanha, a autoria ao Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinham um projeto tão usado quando o Brasil de querer enfrentar uma situação sem referência internacional, de criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais por meio eletrônico foi assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda tem muita coisa para mim. Eu estou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o Judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda o Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma mudança de a informatização do Judiciário para a informatização da justiça. Faz muita diferença antes essa informação de informatização do Judiciário, porque é isso. O departamento tem preocupado em resolver os problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, a informatização da Justiça tem que informar as práticas processuais não só do tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa. Só que eles não estavam acostumados a ouvir as pessoas e, por esse motivo, sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como que vários advogados reclamem do sistema. Razão só que assim, por outro lado, o papel assim de organização dos dados. Mas não se fosse tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então a simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está pelo menos tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já rodei praticamente tudo. Some falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que foi bacana demais? Foi um fato tem jogado essa sementinha aí de implantação de processo judicial eletrônico em todos os tribunais. Hoje, todos iguais são processo judicial eletrônico, então o Brasil não é a Suíça entendeu. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com diretores de tem de todos os tribunais conhecendo, explode perto, participa de evento do ano com eles a gente acompanhar essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, poder criticar que sempre redução positiva construtiva, mas não pode dizer do outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, a Simples foi criado um sistema para poder fazer todo o trâmite do processo digital, só que era muito difícil de Nice negociar com o juiz para poder dizer penhora. Só a rotina de trabalho vai mudar. Eu agora nós vamos criar um sistema que que vai fazer com que você tem que mudar o seu Rita de edital para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar a secretaria, Então pensamos em Os tribunais foram focados em todas as rotinas processuais ou porque a ministra ela ingresse na época. Assim temos que acabar com a inércia do papel que o papel impõe uma inércia, porque era que as rotinas burocráticas envolvidas. Só que o processo de petróleo só focou na secretaria em grande parte moral da história. Os processos tramitam mais rápido a secretaria chegam mais rápida conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo trabalho, da mesma forma como trabalhavam antes, estão estressados. Não se criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com a inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para poder fazer maior celeridade ainda não aconteceu e isso é que causa um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápido, isso vai acontecer na semana para todo mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas consertam essa situação e volta a entrar numa rota de ter mais performance. Ou então esses meios alternativos de solução, de detidos, vão estar sempre mais espaço, muito bacana, relata o seu histórico como entidade, disse lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, a um momento muito interessante que empolgaram muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, foram até na prisão E assim continua sendo. Você começou dizendo no início do episódio que você está no momento que estão mais aprendendo da sua vida. Agora você mencionou isto de novo? Quais são seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos assim, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudar ação, sistema novo? Que a proteção de dados pessoais estão a tutela importantíssimo, que o cidadão tem que ter um assunto pautado mundialmente hoje, um assunto em que nós temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, as grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Do outro lado, os governos, cada vez mais enfraquecidos de acesso à jurisdição, ou seja, dar força suas leis alternativa por essa experiência de participar da audiência pública do do WhatsApp representando a OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim que as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguinte horas conta que aplicar suas leis, beleza aplica, mas no mundo presencial, porque esses espaços de tal aqui eu aqui eu tenho um código, então faço as leis da minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois mil e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata a presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata que através do seu livro clássico famoso chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que ele fala assim decoud, ou seja, quem tem um código na mão tem mais eficiência de fazer mudança do que quem tem a lei a seu favor. Então, por esse motivo, nós temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionada por situações que a gente presenciou recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica ficar aqui para quem não assistiu ainda para esse os fantásticos privacidade, saqueadas na ordem e ela mandaria todos eles relacionados ao assunto de dados, vazamento de dados, etc. Então esse é o momento que mais empolga a gente a estudar no aspecto mundial que os problemas são os mesmos como um dos países. Esse tema que por muito tempo não ficou sequer sendo objeto de questionamento na nossa legislação, não chegam atrasados todos os nossos vizinhos aqui do consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem que, se pegar a legislação, a primeira diretiva de noventa e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires tiveram facilidade, tem a língua a seu favor. Mas isso mostra como é que a gente, Como é que isso essa represa, essa represa de assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar com a proteção de dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos interno, tira o atraso em relações, conhecimento, essa maturidade para dar como proteção de dados. Então essas mudanças estão acontecendo na forças, mas a gente tem que ver com calma. Eu vejo tantas pessoas assim já se colocando como doutores mentem e, por esse motivo a gente tem que ter mais paciência, porque essa é uma grande oportunidade para os próximos anos da Advocacia de Ladário de edital Tive o prazer de receber que a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia no trabalho dela fantástico, ela falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não executou episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestar consultoria de energia, pede mãe, poucas pessoas sabendo. E é uma responsabilidade muito grande e não de um habeas entendeu, Querem ser, mas não são, Então tenham humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e eu acho que falta muito disso. Não sei se é uma característica da geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendem três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de formada, se achando, entendeu, entregam, bem, trabalham bem, entendeu, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defende também a nossa geração a defenda defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que se está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como está no mar que poucas pessoas e analisaram as vezes quem tem um ano de experiência perto de para as pessoas que não tem ninguém? Essas pessoas estão se considerando experiente mais. Veja bem cuidado e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós temos sempre que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo de voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estou lendo três livre, fez um curso de nossa mãe, de São Paulo. No orçamento para aí não é assim, mas, muitas vezes acredita nisso Deus E pior agora para outro, apareceram quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunto algum efetivamente teve experiência prática de atuar para se candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são fizeram certificação aqui acolá. Tudo bem. Então, atrás de uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais dinâmica. É muito mais desafiadora do que parece. Se deu porque a falta experiência para acho que cá entre nós essa experiência efetiva vai rodar apenas depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas etc. Mas nós não temos tempo de rodagem ainda, pode-se dizer que se perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante aqui da de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio vezes até o escritório consolidado, mas atua em uma outra área, ainda não está no segmento digital de que se tem de indicar para essas pessoas também era de que é muito simples paciência, nada acontece com a velocidade que olá na internet, tem que se dedicar a estudar todo dia e, sobretudo, se você puder mudar, não só o que está acontecendo no Brasil, mas as tendências que vem de fora, que meses depois Chegam aqui saber lidar a informação desapegado Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhasse sem papel todas as atividades, escritório como já faça mais de dez anos, eu não tinha o tempo de reação rápido de decisão, que a característica, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque estou empolgado mesmo, gosto de que eu escolhi e me sinto cada dia que passa mais realizado no momento que nós estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo constante manter a atualização, não só o direito, mas com todas as tendências tecnológicas estão surgindo que vão impactar o direito e acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com a paciência nos esse nós e sucesso rápido pode subir rápido desse rápido. Eu acho que a grande é muito mais difícil você manter do que alcançar. Então, por esse motivo aqui um corajoso todos os ouvintes do Porto, quer não é a Tróia começar a se interessar mais França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são fruto de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer de ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso o episódio histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Aí eu tenho certeza que valeu bastante a pena. O tempo que vocês investiram aqui conosco agradece que verá novamente pela audiência. Se vocês gostaram do episódio, compartilhem também com outros colegas advogados que precisam de ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para a gente, produzia esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando a gravação. Já estou preocupado com a edição que a gente vai ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que a gente gosta muito de fazer e se tiver agregando de alguma forma, você fala com a gente nas redes sociais também. Fala que coincidisse com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força poder potencializar os ouvintes aí do pode questão, acha trabalho seus mais uma vez brilhante que sigam nessa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, a gente fonte de informação tão qualificada com as pessoas que se tem tido a oportunidade de interagir aqui onde são amigos meus, muitas pessoas que eu sou fá admiro mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então sessão trazendo para a gente conteúdo de qualidade e

Alexandre:   0:00
uma pessoa, vai ser algo muito mais potencializado o que aconteceu quando foi em mil novecentos e noventa com a entrada em vigor do colo do consumidor. Então, isso vai ter um impacto muito grande e ele me disse naquela oportunidade. Alexandre Hoje a OAB se conhece, ajudou, eu ajudei a montar o Cadastro Nacional de Advogados. Na época, coordenava uma grande equipe lá no departamento de TI. E hoje têm um milhão, duzentos mil advogados. Só que e olha esse número se não é impressionante. Impressionante a taxa de crescimento, que na faixa de vinte e cinco a trinta por cento por ano. Então estão para um negócio desse. Não existem uma classe profissional do mundo. Só fica uma dúvida meio com índia mais. Tenho minhas dúvidas que tem o número de advogados, como tem se ter ideia, o mercado de certificado digital, hoje emitidos só pela OAB já está chegando a setecentos e cinquenta mil advogados, o juiz o Brasil, por exemplo, hoje já deve ter cerca de novecentos mil advogados, sete por cento. E parece da advocacia brasileira, hoje público pagante do jogo Brasil e então essas questões. Mas em compensação, segundo área grande existem quatrocentos e cinquenta mil advogados que estão ganhando para pagar as contas. Então por que isso acontece? Porque as pessoas não podem ficar na vala comum, entendeu? Elas têm buscar alguma solução diferenciada. Nós temos aí a diga economia e nós temos aí uma série de alternativas de mercado que, não fazendo repensar completamente o exercício da advocacia. A forma de ganhar dinheiro advocacia, nos próximos anos é mudar. Como já mudou mais ainda. Radicalmente isso que as pessoas têm que saber. Tem que entender para que caminho de modelos de negócio, que o caminho que isso vai gerar. Então, a minha preocupação de que as pessoas não caiu nessa vala comum em relação ao segundo ponto. A sua pergunta sobre se máquina vai substituir advogado? Eu não concordo com essa forma, de jeito nenhum eu estudando tem um assunto de inteligência artificial. Inclusive, já que a arte Vital coloca muito bem minha posição a respeito disso. Eu acho que os sistemas de inteligência artificial tem talentos que os humanos não têm. Os humanos têm talentos que os sistemas de inteligência oficial não tem. Então quem fala que não vai matar o outro eu não concordo e acho que pagaria para ver se um dia essa situação vai se reverter. Eu acho que o melhor dos mundos que a gente vai alcançar daqui para frente é a somatória desses dois talentos em busca de algum resultado, mas não achando que uma coisa não substitui a outra, ninguém vai achar que vai dar a sentença. Automaticamente já pode usar a inteligência artificial, por exemplo, com o suporte de apoio decisório do magistrado, com base na predição dos votos da tendência com que ele já jogou, o que agora efetivamente isso nunca vai ser um ato isolado, automatizado, sem intervenção humana para poder fazer a validação final, Então, há muito ruído. Há muito bases em relação a essas ações, que eu acho que a gente tem que botar um pouco de termômetro a realidade de um ano. É bom que estejam falando sobre isso. De outro, fala se muito sobre tecnologia, mais prática, se pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, eu acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não tem a felicidade a um índice advogado, talvez de uma empresa que tem uma banda cuidado jurídico, do Brasil, que sabe o mundo que é o jogo Brasil e convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investem em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui o pessoal acha que a inteligência artificial é editor, de ter. Se chega jogo texto lá e pronto computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não só no Brasil, mas outros amigos que também tiveram oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelaram que nós temos hoje o dado no no sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações numa linguagem figurada. Eu diria para vocês que nós temos hoje o pré sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento das diversas camadas, marcações e tal para poder virar do dado a informação da somatória da informação, conhecimento e da somatória do conhecimento. A sabedoria, então do pré sal, até virar petróleo, tem um longo caminho que as pessoas estão abreviando achando que é interessante. O Brasil tem o maior de gdapa juridico do mundo. Não existe nenhum país do mundo que os noventa e três tribunais produzem todas as suas decisões já um tempo na pele, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso que os resultados ainda não apareceram. Mas vão parecer que você teve uma parte grande para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa a entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque eu tive desde a primeira reunião de discussão representando a OAB federal na na lei do processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar um aspecto histórico aqui que talvez poucas pessoas saibam que, inclusive está muito bem narrado num outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relato ali de forma pormenorizada, que eu participei de tudo como negociador do da, definindo as prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois ocupando uma cadeira no CNJ perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, o processo judicial eletrônico nasceu apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na uma versão seguinte, resolveu, não vão encarar que vão fazer um projeto diferente. Vão fazer um sistema que permita fazer automação de todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é usado em termos de tecnologia da informação. Sempre foi e lançamos, depois de renda, uma série de exemplos assim e aí levantamos voo numa nave que se dá que sem nenhuma referência a ela, que eu viajei na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito Tecnologia durante dez anos. Então, tive a oportunidade, a Espanha, a autoria ao Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinham um projeto tão usado quando o Brasil de querer enfrentar uma situação sem referência internacional, de criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais por meio eletrônico foi assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda tem muita coisa para mim. Eu estou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o Judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda o Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma mudança de a informatização do Judiciário para a informatização da justiça. Faz muita diferença antes essa informação de informatização do Judiciário, porque é isso. O departamento tem preocupado em resolver os problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, a informatização da Justiça tem que informar as práticas processuais não só do tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa. Só que eles não estavam acostumados a ouvir as pessoas e, por esse motivo, sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como que vários advogados reclamem do sistema. Razão só que assim, por outro lado, o papel assim de organização dos dados. Mas não se fosse tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então a simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está pelo menos tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já rodei praticamente tudo. Some falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que foi bacana demais? Foi um fato tem jogado essa sementinha aí de implantação de processo judicial eletrônico em todos os tribunais. Hoje, todos iguais são processo judicial eletrônico, então o Brasil não é a Suíça entendeu. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com diretores de tem de todos os tribunais conhecendo, explode perto, participa de evento do ano com eles a gente acompanhar essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, poder criticar que sempre redução positiva construtiva, mas não pode dizer do outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, a Simples foi criado um sistema para poder fazer todo o trâmite do processo digital, só que era muito difícil de Nice negociar com o juiz para poder dizer penhora. Só a rotina de trabalho vai mudar. Eu agora nós vamos criar um sistema que que vai fazer com que você tem que mudar o seu Rita de edital para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar a secretaria, Então pensamos em Os tribunais foram focados em todas as rotinas processuais ou porque a ministra ela ingresse na época. Assim temos que acabar com a inércia do papel que o papel impõe uma inércia, porque era que as rotinas burocráticas envolvidas. Só que o processo de petróleo só focou na secretaria em grande parte moral da história. Os processos tramitam mais rápido a secretaria chegam mais rápida conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo trabalho, da mesma forma como trabalhavam antes, estão estressados. Não se criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com a inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para poder fazer maior celeridade ainda não aconteceu e isso é que causa um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápido, isso vai acontecer na semana para todo mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas consertam essa situação e volta a entrar numa rota de ter mais performance. Ou então esses meios alternativos de solução, de detidos, vão estar sempre mais espaço, muito bacana, relata o seu histórico como entidade, disse lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, a um momento muito interessante que empolgaram muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, foram até na prisão E assim continua sendo. Você começou dizendo no início do episódio que você está no momento que estão mais aprendendo da sua vida. Agora você mencionou isto de novo? Quais são seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos assim, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudar ação, sistema novo? Que a proteção de dados pessoais estão a tutela importantíssimo, que o cidadão tem que ter um assunto pautado mundialmente hoje, um assunto em que nós temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, as grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Do outro lado, os governos, cada vez mais enfraquecidos de acesso à jurisdição, ou seja, dar força suas leis alternativa por essa experiência de participar da audiência pública do do WhatsApp representando a OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim que as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguinte horas conta que aplicar suas leis, beleza aplica, mas no mundo presencial, porque esses espaços de tal aqui eu aqui eu tenho um código, então faço as leis da minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois mil e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata a presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata que através do seu livro clássico famoso chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que ele fala assim decoud, ou seja, quem tem um código na mão tem mais eficiência de fazer mudança do que quem tem a lei a seu favor. Então, por esse motivo, nós temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionada por situações que a gente presenciou recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica ficar aqui para quem não assistiu ainda para esse os fantásticos privacidade, saqueadas na ordem e ela mandaria todos eles relacionados ao assunto de dados, vazamento de dados, etc. Então esse é o momento que mais empolga a gente a estudar no aspecto mundial que os problemas são os mesmos como um dos países. Esse tema que por muito tempo não ficou sequer sendo objeto de questionamento na nossa legislação, não chegam atrasados todos os nossos vizinhos aqui do consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem que, se pegar a legislação, a primeira diretiva de noventa e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires tiveram facilidade, tem a língua a seu favor. Mas isso mostra como é que a gente, Como é que isso essa represa, essa represa de assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar com a proteção de dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos interno, tira o atraso em relações, conhecimento, essa maturidade para dar como proteção de dados. Então essas mudanças estão acontecendo na forças, mas a gente tem que ver com calma. Eu vejo tantas pessoas assim já se colocando como doutores mentem e, por esse motivo a gente tem que ter mais paciência, porque essa é uma grande oportunidade para os próximos anos da Advocacia de Ladário de edital Tive o prazer de receber que a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia no trabalho dela fantástico, ela falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não executou episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestar consultoria de energia, pede mãe, poucas pessoas sabendo. E é uma responsabilidade muito grande e não de um habeas entendeu, Querem ser, mas não são, Então tenham humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e eu acho que falta muito disso. Não sei se é uma característica da geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendem três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de formada, se achando, entendeu, entregam, bem, trabalham bem, entendeu, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defende também a nossa geração a defenda defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que se está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como está no mar que poucas pessoas e analisaram as vezes quem tem um ano de experiência perto de para as pessoas que não tem ninguém? Essas pessoas estão se considerando experiente mais. Veja bem cuidado e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós temos sempre que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo de voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estou lendo três livre, fez um curso de nossa mãe, de São Paulo. No orçamento para aí não é assim, mas, muitas vezes acredita nisso Deus E pior agora para outro, apareceram quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunto algum efetivamente teve experiência prática de atuar para se candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são fizeram certificação aqui acolá. Tudo bem. Então, atrás de uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais dinâmica. É muito mais desafiadora do que parece. Se deu porque a falta experiência para acho que cá entre nós essa experiência efetiva vai rodar apenas depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas etc. Mas nós não temos tempo de rodagem ainda, pode-se dizer que se perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante aqui da de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio vezes até o escritório consolidado, mas atua em uma outra área, ainda não está no segmento digital de que se tem de indicar para essas pessoas também era de que é muito simples paciência, nada acontece com a velocidade que olá na internet, tem que se dedicar a estudar todo dia e, sobretudo, se você puder mudar, não só o que está acontecendo no Brasil, mas as tendências que vem de fora, que meses depois Chegam aqui saber lidar a informação desapegado Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhasse sem papel todas as atividades, escritório como já faça mais de dez anos, eu não tinha o tempo de reação rápido de decisão, que a característica, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque estou empolgado mesmo, gosto de que eu escolhi e me sinto cada dia que passa mais realizado no momento que nós estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo constante manter a atualização, não só o direito, mas com todas as tendências tecnológicas estão surgindo que vão impactar o direito e acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com a paciência nos esse nós e sucesso rápido pode subir rápido desse rápido. Eu acho que a grande é muito mais difícil você manter do que alcançar. Então, por esse motivo aqui um corajoso todos os ouvintes do Porto, quer não é a Tróia começar a se interessar mais França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são fruto de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer de ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso o episódio histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Aí eu tenho certeza que valeu bastante a pena. O tempo que vocês investiram aqui conosco agradece que verá novamente pela audiência. Se vocês gostaram do episódio, compartilhem também com outros colegas advogados que precisam de ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para a gente, produzia esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando a gravação. Já estou preocupado com a edição que a gente vai ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que a gente gosta muito de fazer e se tiver agregando de alguma forma, você fala com a gente nas redes sociais também. Fala que coincidisse com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força poder potencializar os ouvintes aí do pode questão, acha trabalho seus mais uma vez brilhante que sigam nessa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, a gente fonte de informação tão qualificada com as pessoas que se tem tido a oportunidade de interagir aqui onde são amigos meus, muitas pessoas que eu sou fá admiro mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então sessão trazendo para a gente conteúdo de qualidade e

Alexandre:   0:00
A parte no hiper com essas coisas que eu quero dizer para os ouvintes que estão, nos escutamos, é que você não pode achar que só o seu brilhante conhecimento tecnológico resolverá os problemas. Se você não entender de processo civil e tendo que defender uma ação relacionado a licenciamento de software Amanda Então engana se quem fica meio que inebriado só com essas questões tecnológicas é um diferencial. Mas é um diferencial que só se revelará quando for contextualizado com o ramo tradicional direito. Isso que faz a diferença e qual a velocidade com quais são as tendências assim, nesse mercado para o futuro. Assim pegando toda evolução, diz que você começou a atuar e a trinta e quatro anos, até hoje tem de diferente o que você acha partida que a cinco do que há dez anos? Muitas coisas mudaram. Como eu disse durante muito tempo a gente praticamente dedicava questões de licenciamento de software, começando por aí. O uso não autorizado de imagem e som era muito chato, até porque era muito restrito. Eu achava que tem também na faculdade, foi oitenta e dois, tempo, trinta e oito anos. Eu achava que um dia um de todos os ramos do direito que se entrelaça com essa área já vinha, inclusive as acusações de proteção de dados acontecer lá atrás. Mas o Brasil foi muito lento nessa mudança. Você ter ideia, nós somos sentença. Tem ser países do mundo que estão a lei de proteção de dados pessoais, sendo que hoje nós já temos cento e vinte países. Então assim a mudança começou a ocorrer, sobretudo desse divisor de águas que eu falei E aí a situação na medida que o público da internet vai aumentando, os problemas vão aumentando e as ofertas de serviços para os advogados também. Então, veja, nós vimos numa crescente, mas prescindindo de alguns marcos legais, esses marcos aconteceram. A gente sabe lidando diariamente com vários problemas jurídicos que a grande lacuna que existia até então era ter uma lei de proteção de dados pessoais. O dado no Brasil não tinha nenhuma proteção, embora algumas leis poderiam ser aplicadas e são, Nós estamos só dependendo dessa lei de proteção de dados pessoais para poder resolver problemas. Existe a Constituição quando se viu, quando o consumidor, além da criança e do adolescente, que isso tudo é aplicado. Porém nós estamos passando por impulsionamento que jamais que jamais existiu E a tendência futura, no meu ponto de vista, é enxergar o mundo como sendo um local onde o processamento de dados só vai crescer. O tratamento de dados só vai crescer porque nós estamos passando por diversos exemplos de corrupção. E aí você tem algumas forças tecnológicas que estão vindo por aí. Nós estamos hoje já prestando consultoria para algumas empresas estrangeiras de ponta, líder de mercado em cinco, que eu acho que vai ser uma revolução absurda em termos de uso da internet, pela velocidade, pelo fato de a gente ter uma latência mínima em termos de acesso de dados e, por outro lado, isso também vai impulsionar o que a internet das coisas além da inteligência artificial. Então pega esses três itens para poder dizer como é que vai potencializar, graças a Deus, a demanda de serviços nessa área de direito digital, As pessoas realmente investir nisso, ter talento para poder criar talento para poder lidar nessa área. Então as oportunidades são boas. Agora eu quero deixar aqui bem registrado. Uma coisa eu sou da época em que digitava, júris, procedimento de jurisprudência no computador, o meu pai chegada à tribuna e falar para o desembargador que já tinha julgado assim assado em determinado assunto e pulava da cadeira Sou da época que um desembargador ligava a gente um banco Primeira pelo escritório do Brasil, que tem um banco de dados, jurisprudência ligar para mim para o chão, tirando seu computador. Aí todos os meus votos de responsabilidade civil, ela imprimia neurológica setecentos e vinte matricial. Entregava ele pelo poder estudar, porque o próprio tribunal não tinha isso. Então, a lei para caramba, em termos de pesquisa, de estudo, tudo mais. Hoje eu vejo o pessoal em regra, está óbvio que tem exceções numa zona de conforto absurda, entendeu? Hoje existe uma certa o travamento assim de achar o seguinte para aí meu vade mexer com minha forma de pesquisar a ferramenta de busca do google ponto Entendeu pelo amor de Deus? Deu assim. Isso aí jamais pode ser o limite de uma pesquisa, de um estudo por um advogado que queira realmente desponta na sua área. Eu continuo comprando o livro todo dia. Graças a Deus, a gente tem uma biblioteca do escritório por volta de mil livros na área de edital brasileira estrangeiro e tentam motivar a minha aqui para poder também unificação na base operacional, para poder aprender. Então essa sede de saber ela sempre que acompanhar um jovem advogado que era se interessar a polícia porque eu acho que tem muita coisa boa para mim por aí. Mas o sucesso tem que ver com muita paciência. Existe uma falsa a compreensão de que essas coisas, todas rápidas, que acontece na internet, também vão acontecer rápido, sucesso, rápido, ganho, dinheiro em relação à carreira de advogado não caiam nessa armadilha. Tudo é construído, tijolo por tijolo. Passo a passo é um exercício da paciência. Quem não for paciente, não pode ser revogada. Então pensar que as coisas vão acontecer para o bem. Mas como, com muita perseverança com muita dedicação, porque sempre o papel de advogado não acha que apertar um botão, colocar uma informação sobre o seu perfil na internet está tudo resolvido. Então, até porque o currículo das pessoas na internet hoje não são formados apenas por aquilo que elas falam de si mesmo, mas, sobretudo, a respeito dos comentários de terceiro, que fala a respeito dela e, muitas vezes, aí a internet guarda surpresas. Eu acho que mais do que falar hoje também é muito que se faz é que está tudo exposto, uma questão que a gente defende muito aqui na Flona. Aqui, na fila noite gosta muito de produzir conteúdo até por isso que ele se pode, que a gente tem um blog E a gente sabe que eu valorizo muito e sabe, Eu acho que eu também me considero um conteúdo disso, O seu trabalho que dá para você ter ideia eu fui o cara que em dois mil e quatro, criou o primeiro bloco jurídico no Brasil chamado Direito às novas tecnologias. Então são essencialmente um gerador de conteúdo de várias formas e valoriza muito como vocês fazem esse trabalho, porque não é fácil nem um pouco fácil. Obrigado pelas palavras e você é um dos blocos que eu pessoalmente, sempre acompanhei E o que eu vi o que realmente criam blogs, cria um ponto que a gente cria as iniciativas que a gente faz aqui. Não falou, por exemplo, os resultados. Eles são de longo prazo e eu vejo muita gente querendo capital mais clientes, sempre no curto prazo. Então vou investir um milhão de reais. Ele mim anúncio no Instagram no Facebook fazer completa tudo assim, automático, Tudo assim apertou. O botão resolve de certa, mas o fator humano é fundamental. É difícil a gente conseguir assim. É importante a gente pensar golpe em soluções curto, prazo e tem escritórios que vão conseguir fazer com que isso, de certo também. Mas é muito importante a gente pensar no longo prazo, no longo prazo e pelo que o escuto de você, Alecsandro vez que você tem uma visão ao mesmo tempo pragmática desse lado, de que vamos com calma, as coisas demoram demandam um tempo, só que ao mesmo tempo de vez com uma visão assim otimista para o direito. Assim, nos próximos dos próximos anos, social, vamos ter várias oportunidades. Sou otimista porque é porque eu trabalho muito. Quem fica reclamando tempo tempo na vida é porque não se dedica tanto quanto a gente que está pegando pesado. Isso é que faz. A gente vê que as oportunidades estão surgindo, então em portas abertas, mas que você tem que ser perseverante, tem que acreditar que os resultados serão alcançados, mas nada tão instantâneo como as mudanças tecnológicas da Internet. Estou pensando no seguinte que eu também sou otimista. Só que como é que vai ser otimista com esse tanto de Faculdade de Direito no país com essa concorrência gigante e também ao mesmo tempo com pessoas falando que os advogados vão ser substituídos por robôs que se ver sobre essas coisas que é comum, que as pessoas dizem Olha falando primeiro, número de advogados que exista Faculdade de Direito. Eu estava um mês atrás que conversam no Conselho Federal da OAB em Brasília, com o subsecretário geral do Today Are Adiante. Indie. Pautou um assunto que era justamente esse mercado de advogados que podem inclusive se lançar ao mercado agora a vigência da lei de proteção de dados pessoais. Porque eu imagino que vai surgir um contencioso muito grande em relação a isso. Um tíquete premiado, porque houve desvio de finalidade dos dados pessoais de uma pessoa, vai ser algo muito mais potencializado o que aconteceu quando foi em mil novecentos e noventa com a entrada em vigor do colo do consumidor. Então, isso vai ter um impacto muito grande e ele me disse naquela oportunidade. Alexandre Hoje a OAB se conhece, ajudou, eu ajudei a montar o Cadastro Nacional de Advogados. Na época, coordenava uma grande equipe lá no departamento de TI. E hoje têm um milhão, duzentos mil advogados. Só que e olha esse número se não é impressionante. Impressionante a taxa de crescimento, que na faixa de vinte e cinco a trinta por cento por ano. Então estão para um negócio desse. Não existem uma classe profissional do mundo. Só fica uma dúvida meio com índia mais. Tenho minhas dúvidas que tem o número de advogados, como tem se ter ideia, o mercado de certificado digital, hoje emitidos só pela OAB já está chegando a setecentos e cinquenta mil advogados, o juiz o Brasil, por exemplo, hoje já deve ter cerca de novecentos mil advogados, sete por cento. E parece da advocacia brasileira, hoje público pagante do jogo Brasil e então essas questões. Mas em compensação, segundo área grande existem quatrocentos e cinquenta mil advogados que estão ganhando para pagar as contas. Então por que isso acontece? Porque as pessoas não podem ficar na vala comum, entendeu? Elas têm buscar alguma solução diferenciada. Nós temos aí a diga economia e nós temos aí uma série de alternativas de mercado que, não fazendo repensar completamente o exercício da advocacia. A forma de ganhar dinheiro advocacia, nos próximos anos é mudar. Como já mudou mais ainda. Radicalmente isso que as pessoas têm que saber. Tem que entender para que caminho de modelos de negócio, que o caminho que isso vai gerar. Então, a minha preocupação de que as pessoas não caiu nessa vala comum em relação ao segundo ponto. A sua pergunta sobre se máquina vai substituir advogado? Eu não concordo com essa forma, de jeito nenhum eu estudando tem um assunto de inteligência artificial. Inclusive, já que a arte Vital coloca muito bem minha posição a respeito disso. Eu acho que os sistemas de inteligência artificial tem talentos que os humanos não têm. Os humanos têm talentos que os sistemas de inteligência oficial não tem. Então quem fala que não vai matar o outro eu não concordo e acho que pagaria para ver se um dia essa situação vai se reverter. Eu acho que o melhor dos mundos que a gente vai alcançar daqui para frente é a somatória desses dois talentos em busca de algum resultado, mas não achando que uma coisa não substitui a outra, ninguém vai achar que vai dar a sentença. Automaticamente já pode usar a inteligência artificial, por exemplo, com o suporte de apoio decisório do magistrado, com base na predição dos votos da tendência com que ele já jogou, o que agora efetivamente isso nunca vai ser um ato isolado, automatizado, sem intervenção humana para poder fazer a validação final, Então, há muito ruído. Há muito bases em relação a essas ações, que eu acho que a gente tem que botar um pouco de termômetro a realidade de um ano. É bom que estejam falando sobre isso. De outro, fala se muito sobre tecnologia, mais prática, se pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, eu acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não tem a felicidade a um índice advogado, talvez de uma empresa que tem uma banda cuidado jurídico, do Brasil, que sabe o mundo que é o jogo Brasil e convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investem em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui o pessoal acha que a inteligência artificial é editor, de ter. Se chega jogo texto lá e pronto computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não só no Brasil, mas outros amigos que também tiveram oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelaram que nós temos hoje o dado no no sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações numa linguagem figurada. Eu diria para vocês que nós temos hoje o pré sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento das diversas camadas, marcações e tal para poder virar do dado a informação da somatória da informação, conhecimento e da somatória do conhecimento. A sabedoria, então do pré sal, até virar petróleo, tem um longo caminho que as pessoas estão abreviando achando que é interessante. O Brasil tem o maior de gdapa juridico do mundo. Não existe nenhum país do mundo que os noventa e três tribunais produzem todas as suas decisões já um tempo na pele, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso que os resultados ainda não apareceram. Mas vão parecer que você teve uma parte grande para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa a entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque eu tive desde a primeira reunião de discussão representando a OAB federal na na lei do processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar um aspecto histórico aqui que talvez poucas pessoas saibam que, inclusive está muito bem narrado num outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relato ali de forma pormenorizada, que eu participei de tudo como negociador do da, definindo as prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois ocupando uma cadeira no CNJ perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, o processo judicial eletrônico nasceu apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na uma versão seguinte, resolveu, não vão encarar que vão fazer um projeto diferente. Vão fazer um sistema que permita fazer automação de todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é usado em termos de tecnologia da informação. Sempre foi e lançamos, depois de renda, uma série de exemplos assim e aí levantamos voo numa nave que se dá que sem nenhuma referência a ela, que eu viajei na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito Tecnologia durante dez anos. Então, tive a oportunidade, a Espanha, a autoria ao Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinham um projeto tão usado quando o Brasil de querer enfrentar uma situação sem referência internacional, de criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais por meio eletrônico foi assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda tem muita coisa para mim. Eu estou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o Judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda o Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma mudança de a informatização do Judiciário para a informatização da justiça. Faz muita diferença antes essa informação de informatização do Judiciário, porque é isso. O departamento tem preocupado em resolver os problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, a informatização da Justiça tem que informar as práticas processuais não só do tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa. Só que eles não estavam acostumados a ouvir as pessoas e, por esse motivo, sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como que vários advogados reclamem do sistema. Razão só que assim, por outro lado, o papel assim de organização dos dados. Mas não se fosse tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então a simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está pelo menos tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já rodei praticamente tudo. Some falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que foi bacana demais? Foi um fato tem jogado essa sementinha aí de implantação de processo judicial eletrônico em todos os tribunais. Hoje, todos iguais são processo judicial eletrônico, então o Brasil não é a Suíça entendeu. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com diretores de tem de todos os tribunais conhecendo, explode perto, participa de evento do ano com eles a gente acompanhar essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, poder criticar que sempre redução positiva construtiva, mas não pode dizer do outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, a Simples foi criado um sistema para poder fazer todo o trâmite do processo digital, só que era muito difícil de Nice negociar com o juiz para poder dizer penhora. Só a rotina de trabalho vai mudar. Eu agora nós vamos criar um sistema que que vai fazer com que você tem que mudar o seu Rita de edital para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar a secretaria, Então pensamos em Os tribunais foram focados em todas as rotinas processuais ou porque a ministra ela ingresse na época. Assim temos que acabar com a inércia do papel que o papel impõe uma inércia, porque era que as rotinas burocráticas envolvidas. Só que o processo de petróleo só focou na secretaria em grande parte moral da história. Os processos tramitam mais rápido a secretaria chegam mais rápida conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo trabalho, da mesma forma como trabalhavam antes, estão estressados. Não se criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com a inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para poder fazer maior celeridade ainda não aconteceu e isso é que causa um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápido, isso vai acontecer na semana para todo mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas consertam essa situação e volta a entrar numa rota de ter mais performance. Ou então esses meios alternativos de solução, de detidos, vão estar sempre mais espaço, muito bacana, relata o seu histórico como entidade, disse lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, a um momento muito interessante que empolgaram muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, foram até na prisão E assim continua sendo. Você começou dizendo no início do episódio que você está no momento que estão mais aprendendo da sua vida. Agora você mencionou isto de novo? Quais são seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos assim, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudar ação, sistema novo? Que a proteção de dados pessoais estão a tutela importantíssimo, que o cidadão tem que ter um assunto pautado mundialmente hoje, um assunto em que nós temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, as grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Do outro lado, os governos, cada vez mais enfraquecidos de acesso à jurisdição, ou seja, dar força suas leis alternativa por essa experiência de participar da audiência pública do do WhatsApp representando a OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim que as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguinte horas conta que aplicar suas leis, beleza aplica, mas no mundo presencial, porque esses espaços de tal aqui eu aqui eu tenho um código, então faço as leis da minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois mil e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata a presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata que através do seu livro clássico famoso chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que ele fala assim decoud, ou seja, quem tem um código na mão tem mais eficiência de fazer mudança do que quem tem a lei a seu favor. Então, por esse motivo, nós temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionada por situações que a gente presenciou recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica ficar aqui para quem não assistiu ainda para esse os fantásticos privacidade, saqueadas na ordem e ela mandaria todos eles relacionados ao assunto de dados, vazamento de dados, etc. Então esse é o momento que mais empolga a gente a estudar no aspecto mundial que os problemas são os mesmos como um dos países. Esse tema que por muito tempo não ficou sequer sendo objeto de questionamento na nossa legislação, não chegam atrasados todos os nossos vizinhos aqui do consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem que, se pegar a legislação, a primeira diretiva de noventa e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires tiveram facilidade, tem a língua a seu favor. Mas isso mostra como é que a gente, Como é que isso essa represa, essa represa de assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar com a proteção de dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos interno, tira o atraso em relações, conhecimento, essa maturidade para dar como proteção de dados. Então essas mudanças estão acontecendo na forças, mas a gente tem que ver com calma. Eu vejo tantas pessoas assim já se colocando como doutores mentem e, por esse motivo a gente tem que ter mais paciência, porque essa é uma grande oportunidade para os próximos anos da Advocacia de Ladário de edital Tive o prazer de receber que a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia no trabalho dela fantástico, ela falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não executou episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestar consultoria de energia, pede mãe, poucas pessoas sabendo. E é uma responsabilidade muito grande e não de um habeas entendeu, Querem ser, mas não são, Então tenham humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e eu acho que falta muito disso. Não sei se é uma característica da geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendem três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de formada, se achando, entendeu, entregam, bem, trabalham bem, entendeu, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defende também a nossa geração a defenda defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que se está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como está no mar que poucas pessoas e analisaram as vezes quem tem um ano de experiência perto de para as pessoas que não tem ninguém? Essas pessoas estão se considerando experiente mais. Veja bem cuidado e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós temos sempre que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo de voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estou lendo três livre, fez um curso de nossa mãe, de São Paulo. No orçamento para aí não é assim, mas, muitas vezes acredita nisso Deus E pior agora para outro, apareceram quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunto algum efetivamente teve experiência prática de atuar para se candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são fizeram certificação aqui acolá. Tudo bem. Então, atrás de uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais dinâmica. É muito mais desafiadora do que parece. Se deu porque a falta experiência para acho que cá entre nós essa experiência efetiva vai rodar apenas depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas etc. Mas nós não temos tempo de rodagem ainda, pode-se dizer que se perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante aqui da de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio vezes até o escritório consolidado, mas atua em uma outra área, ainda não está no segmento digital de que se tem de indicar para essas pessoas também era de que é muito simples paciência, nada acontece com a velocidade que olá na internet, tem que se dedicar a estudar todo dia e, sobretudo, se você puder mudar, não só o que está acontecendo no Brasil, mas as tendências que vem de fora, que meses depois Chegam aqui saber lidar a informação desapegado Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhasse sem papel todas as atividades, escritório como já faça mais de dez anos, eu não tinha o tempo de reação rápido de decisão, que a característica, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque estou empolgado mesmo, gosto de que eu escolhi e me sinto cada dia que passa mais realizado no momento que nós estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo constante manter a atualização, não só o direito, mas com todas as tendências tecnológicas estão surgindo que vão impactar o direito e acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com a paciência nos esse nós e sucesso rápido pode subir rápido desse rápido. Eu acho que a grande é muito mais difícil você manter do que alcançar. Então, por esse motivo aqui um corajoso todos os ouvintes do Porto, quer não é a Tróia começar a se interessar mais França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são fruto de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer de ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso o episódio histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Aí eu tenho certeza que valeu bastante a pena. O tempo que vocês investiram aqui conosco agradece que verá novamente pela audiência. Se vocês gostaram do episódio, compartilhem também com outros colegas advogados que precisam de ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para a gente, produzia esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando a gravação. Já estou preocupado com a edição que a gente vai ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que a gente gosta muito de fazer e se tiver agregando de alguma forma, você fala com a gente nas redes sociais também. Fala que coincidisse com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força poder potencializar os ouvintes aí do pode questão, acha trabalho seus mais uma vez brilhante que sigam nessa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, a gente fonte de informação tão qualificada com as pessoas que se tem tido a oportunidade de interagir aqui onde são amigos meus, muitas pessoas que eu sou fá admiro mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então sessão trazendo para a gente conteúdo de qualidade e

Alexandre:   0:00
A questão de manifestação de vontade com contratos são mais, mas dá direito consumidor. Então saiba tudo sobre relação de consumo online. Não se vê que é uma extensão da área tradicional. Eu não me preocupo muito. Sabe ciência que é um, é um subproduto da área tradicional ou se é um ramo. A parte no hiper com essas coisas que eu quero dizer para os ouvintes que estão, nos escutamos, é que você não pode achar que só o seu brilhante conhecimento tecnológico resolverá os problemas. Se você não entender de processo civil e tendo que defender uma ação relacionado a licenciamento de software Amanda Então engana se quem fica meio que inebriado só com essas questões tecnológicas é um diferencial. Mas é um diferencial que só se revelará quando for contextualizado com o ramo tradicional direito. Isso que faz a diferença e qual a velocidade com quais são as tendências assim, nesse mercado para o futuro. Assim pegando toda evolução, diz que você começou a atuar e a trinta e quatro anos, até hoje tem de diferente o que você acha partida que a cinco do que há dez anos? Muitas coisas mudaram. Como eu disse durante muito tempo a gente praticamente dedicava questões de licenciamento de software, começando por aí. O uso não autorizado de imagem e som era muito chato, até porque era muito restrito. Eu achava que tem também na faculdade, foi oitenta e dois, tempo, trinta e oito anos. Eu achava que um dia um de todos os ramos do direito que se entrelaça com essa área já vinha, inclusive as acusações de proteção de dados acontecer lá atrás. Mas o Brasil foi muito lento nessa mudança. Você ter ideia, nós somos sentença. Tem ser países do mundo que estão a lei de proteção de dados pessoais, sendo que hoje nós já temos cento e vinte países. Então assim a mudança começou a ocorrer, sobretudo desse divisor de águas que eu falei E aí a situação na medida que o público da internet vai aumentando, os problemas vão aumentando e as ofertas de serviços para os advogados também. Então, veja, nós vimos numa crescente, mas prescindindo de alguns marcos legais, esses marcos aconteceram. A gente sabe lidando diariamente com vários problemas jurídicos que a grande lacuna que existia até então era ter uma lei de proteção de dados pessoais. O dado no Brasil não tinha nenhuma proteção, embora algumas leis poderiam ser aplicadas e são, Nós estamos só dependendo dessa lei de proteção de dados pessoais para poder resolver problemas. Existe a Constituição quando se viu, quando o consumidor, além da criança e do adolescente, que isso tudo é aplicado. Porém nós estamos passando por impulsionamento que jamais que jamais existiu E a tendência futura, no meu ponto de vista, é enxergar o mundo como sendo um local onde o processamento de dados só vai crescer. O tratamento de dados só vai crescer porque nós estamos passando por diversos exemplos de corrupção. E aí você tem algumas forças tecnológicas que estão vindo por aí. Nós estamos hoje já prestando consultoria para algumas empresas estrangeiras de ponta, líder de mercado em cinco, que eu acho que vai ser uma revolução absurda em termos de uso da internet, pela velocidade, pelo fato de a gente ter uma latência mínima em termos de acesso de dados e, por outro lado, isso também vai impulsionar o que a internet das coisas além da inteligência artificial. Então pega esses três itens para poder dizer como é que vai potencializar, graças a Deus, a demanda de serviços nessa área de direito digital, As pessoas realmente investir nisso, ter talento para poder criar talento para poder lidar nessa área. Então as oportunidades são boas. Agora eu quero deixar aqui bem registrado. Uma coisa eu sou da época em que digitava, júris, procedimento de jurisprudência no computador, o meu pai chegada à tribuna e falar para o desembargador que já tinha julgado assim assado em determinado assunto e pulava da cadeira Sou da época que um desembargador ligava a gente um banco Primeira pelo escritório do Brasil, que tem um banco de dados, jurisprudência ligar para mim para o chão, tirando seu computador. Aí todos os meus votos de responsabilidade civil, ela imprimia neurológica setecentos e vinte matricial. Entregava ele pelo poder estudar, porque o próprio tribunal não tinha isso. Então, a lei para caramba, em termos de pesquisa, de estudo, tudo mais. Hoje eu vejo o pessoal em regra, está óbvio que tem exceções numa zona de conforto absurda, entendeu? Hoje existe uma certa o travamento assim de achar o seguinte para aí meu vade mexer com minha forma de pesquisar a ferramenta de busca do google ponto Entendeu pelo amor de Deus? Deu assim. Isso aí jamais pode ser o limite de uma pesquisa, de um estudo por um advogado que queira realmente desponta na sua área. Eu continuo comprando o livro todo dia. Graças a Deus, a gente tem uma biblioteca do escritório por volta de mil livros na área de edital brasileira estrangeiro e tentam motivar a minha aqui para poder também unificação na base operacional, para poder aprender. Então essa sede de saber ela sempre que acompanhar um jovem advogado que era se interessar a polícia porque eu acho que tem muita coisa boa para mim por aí. Mas o sucesso tem que ver com muita paciência. Existe uma falsa a compreensão de que essas coisas, todas rápidas, que acontece na internet, também vão acontecer rápido, sucesso, rápido, ganho, dinheiro em relação à carreira de advogado não caiam nessa armadilha. Tudo é construído, tijolo por tijolo. Passo a passo é um exercício da paciência. Quem não for paciente, não pode ser revogada. Então pensar que as coisas vão acontecer para o bem. Mas como, com muita perseverança com muita dedicação, porque sempre o papel de advogado não acha que apertar um botão, colocar uma informação sobre o seu perfil na internet está tudo resolvido. Então, até porque o currículo das pessoas na internet hoje não são formados apenas por aquilo que elas falam de si mesmo, mas, sobretudo, a respeito dos comentários de terceiro, que fala a respeito dela e, muitas vezes, aí a internet guarda surpresas. Eu acho que mais do que falar hoje também é muito que se faz é que está tudo exposto, uma questão que a gente defende muito aqui na Flona. Aqui, na fila noite gosta muito de produzir conteúdo até por isso que ele se pode, que a gente tem um blog E a gente sabe que eu valorizo muito e sabe, Eu acho que eu também me considero um conteúdo disso, O seu trabalho que dá para você ter ideia eu fui o cara que em dois mil e quatro, criou o primeiro bloco jurídico no Brasil chamado Direito às novas tecnologias. Então são essencialmente um gerador de conteúdo de várias formas e valoriza muito como vocês fazem esse trabalho, porque não é fácil nem um pouco fácil. Obrigado pelas palavras e você é um dos blocos que eu pessoalmente, sempre acompanhei E o que eu vi o que realmente criam blogs, cria um ponto que a gente cria as iniciativas que a gente faz aqui. Não falou, por exemplo, os resultados. Eles são de longo prazo e eu vejo muita gente querendo capital mais clientes, sempre no curto prazo. Então vou investir um milhão de reais. Ele mim anúncio no Instagram no Facebook fazer completa tudo assim, automático, Tudo assim apertou. O botão resolve de certa, mas o fator humano é fundamental. É difícil a gente conseguir assim. É importante a gente pensar golpe em soluções curto, prazo e tem escritórios que vão conseguir fazer com que isso, de certo também. Mas é muito importante a gente pensar no longo prazo, no longo prazo e pelo que o escuto de você, Alecsandro vez que você tem uma visão ao mesmo tempo pragmática desse lado, de que vamos com calma, as coisas demoram demandam um tempo, só que ao mesmo tempo de vez com uma visão assim otimista para o direito. Assim, nos próximos dos próximos anos, social, vamos ter várias oportunidades. Sou otimista porque é porque eu trabalho muito. Quem fica reclamando tempo tempo na vida é porque não se dedica tanto quanto a gente que está pegando pesado. Isso é que faz. A gente vê que as oportunidades estão surgindo, então em portas abertas, mas que você tem que ser perseverante, tem que acreditar que os resultados serão alcançados, mas nada tão instantâneo como as mudanças tecnológicas da Internet. Estou pensando no seguinte que eu também sou otimista. Só que como é que vai ser otimista com esse tanto de Faculdade de Direito no país com essa concorrência gigante e também ao mesmo tempo com pessoas falando que os advogados vão ser substituídos por robôs que se ver sobre essas coisas que é comum, que as pessoas dizem Olha falando primeiro, número de advogados que exista Faculdade de Direito. Eu estava um mês atrás que conversam no Conselho Federal da OAB em Brasília, com o subsecretário geral do Today Are Adiante. Indie. Pautou um assunto que era justamente esse mercado de advogados que podem inclusive se lançar ao mercado agora a vigência da lei de proteção de dados pessoais. Porque eu imagino que vai surgir um contencioso muito grande em relação a isso. Um tíquete premiado, porque houve desvio de finalidade dos dados pessoais de uma pessoa, vai ser algo muito mais potencializado o que aconteceu quando foi em mil novecentos e noventa com a entrada em vigor do colo do consumidor. Então, isso vai ter um impacto muito grande e ele me disse naquela oportunidade. Alexandre Hoje a OAB se conhece, ajudou, eu ajudei a montar o Cadastro Nacional de Advogados. Na época, coordenava uma grande equipe lá no departamento de TI. E hoje têm um milhão, duzentos mil advogados. Só que e olha esse número se não é impressionante. Impressionante a taxa de crescimento, que na faixa de vinte e cinco a trinta por cento por ano. Então estão para um negócio desse. Não existem uma classe profissional do mundo. Só fica uma dúvida meio com índia mais. Tenho minhas dúvidas que tem o número de advogados, como tem se ter ideia, o mercado de certificado digital, hoje emitidos só pela OAB já está chegando a setecentos e cinquenta mil advogados, o juiz o Brasil, por exemplo, hoje já deve ter cerca de novecentos mil advogados, sete por cento. E parece da advocacia brasileira, hoje público pagante do jogo Brasil e então essas questões. Mas em compensação, segundo área grande existem quatrocentos e cinquenta mil advogados que estão ganhando para pagar as contas. Então por que isso acontece? Porque as pessoas não podem ficar na vala comum, entendeu? Elas têm buscar alguma solução diferenciada. Nós temos aí a diga economia e nós temos aí uma série de alternativas de mercado que, não fazendo repensar completamente o exercício da advocacia. A forma de ganhar dinheiro advocacia, nos próximos anos é mudar. Como já mudou mais ainda. Radicalmente isso que as pessoas têm que saber. Tem que entender para que caminho de modelos de negócio, que o caminho que isso vai gerar. Então, a minha preocupação de que as pessoas não caiu nessa vala comum em relação ao segundo ponto. A sua pergunta sobre se máquina vai substituir advogado? Eu não concordo com essa forma, de jeito nenhum eu estudando tem um assunto de inteligência artificial. Inclusive, já que a arte Vital coloca muito bem minha posição a respeito disso. Eu acho que os sistemas de inteligência artificial tem talentos que os humanos não têm. Os humanos têm talentos que os sistemas de inteligência oficial não tem. Então quem fala que não vai matar o outro eu não concordo e acho que pagaria para ver se um dia essa situação vai se reverter. Eu acho que o melhor dos mundos que a gente vai alcançar daqui para frente é a somatória desses dois talentos em busca de algum resultado, mas não achando que uma coisa não substitui a outra, ninguém vai achar que vai dar a sentença. Automaticamente já pode usar a inteligência artificial, por exemplo, com o suporte de apoio decisório do magistrado, com base na predição dos votos da tendência com que ele já jogou, o que agora efetivamente isso nunca vai ser um ato isolado, automatizado, sem intervenção humana para poder fazer a validação final, Então, há muito ruído. Há muito bases em relação a essas ações, que eu acho que a gente tem que botar um pouco de termômetro a realidade de um ano. É bom que estejam falando sobre isso. De outro, fala se muito sobre tecnologia, mais prática, se pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, eu acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não tem a felicidade a um índice advogado, talvez de uma empresa que tem uma banda cuidado jurídico, do Brasil, que sabe o mundo que é o jogo Brasil e convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investem em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui o pessoal acha que a inteligência artificial é editor, de ter. Se chega jogo texto lá e pronto computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não só no Brasil, mas outros amigos que também tiveram oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelaram que nós temos hoje o dado no no sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações numa linguagem figurada. Eu diria para vocês que nós temos hoje o pré sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento das diversas camadas, marcações e tal para poder virar do dado a informação da somatória da informação, conhecimento e da somatória do conhecimento. A sabedoria, então do pré sal, até virar petróleo, tem um longo caminho que as pessoas estão abreviando achando que é interessante. O Brasil tem o maior de gdapa juridico do mundo. Não existe nenhum país do mundo que os noventa e três tribunais produzem todas as suas decisões já um tempo na pele, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso que os resultados ainda não apareceram. Mas vão parecer que você teve uma parte grande para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa a entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque eu tive desde a primeira reunião de discussão representando a OAB federal na na lei do processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar um aspecto histórico aqui que talvez poucas pessoas saibam que, inclusive está muito bem narrado num outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relato ali de forma pormenorizada, que eu participei de tudo como negociador do da, definindo as prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois ocupando uma cadeira no CNJ perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, o processo judicial eletrônico nasceu apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na uma versão seguinte, resolveu, não vão encarar que vão fazer um projeto diferente. Vão fazer um sistema que permita fazer automação de todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é usado em termos de tecnologia da informação. Sempre foi e lançamos, depois de renda, uma série de exemplos assim e aí levantamos voo numa nave que se dá que sem nenhuma referência a ela, que eu viajei na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito Tecnologia durante dez anos. Então, tive a oportunidade, a Espanha, a autoria ao Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinham um projeto tão usado quando o Brasil de querer enfrentar uma situação sem referência internacional, de criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais por meio eletrônico foi assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda tem muita coisa para mim. Eu estou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o Judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda o Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma mudança de a informatização do Judiciário para a informatização da justiça. Faz muita diferença antes essa informação de informatização do Judiciário, porque é isso. O departamento tem preocupado em resolver os problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, a informatização da Justiça tem que informar as práticas processuais não só do tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa. Só que eles não estavam acostumados a ouvir as pessoas e, por esse motivo, sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como que vários advogados reclamem do sistema. Razão só que assim, por outro lado, o papel assim de organização dos dados. Mas não se fosse tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então a simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está pelo menos tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já rodei praticamente tudo. Some falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que foi bacana demais? Foi um fato tem jogado essa sementinha aí de implantação de processo judicial eletrônico em todos os tribunais. Hoje, todos iguais são processo judicial eletrônico, então o Brasil não é a Suíça entendeu. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com diretores de tem de todos os tribunais conhecendo, explode perto, participa de evento do ano com eles a gente acompanhar essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, poder criticar que sempre redução positiva construtiva, mas não pode dizer do outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, a Simples foi criado um sistema para poder fazer todo o trâmite do processo digital, só que era muito difícil de Nice negociar com o juiz para poder dizer penhora. Só a rotina de trabalho vai mudar. Eu agora nós vamos criar um sistema que que vai fazer com que você tem que mudar o seu Rita de edital para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar a secretaria, Então pensamos em Os tribunais foram focados em todas as rotinas processuais ou porque a ministra ela ingresse na época. Assim temos que acabar com a inércia do papel que o papel impõe uma inércia, porque era que as rotinas burocráticas envolvidas. Só que o processo de petróleo só focou na secretaria em grande parte moral da história. Os processos tramitam mais rápido a secretaria chegam mais rápida conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo trabalho, da mesma forma como trabalhavam antes, estão estressados. Não se criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com a inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para poder fazer maior celeridade ainda não aconteceu e isso é que causa um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápido, isso vai acontecer na semana para todo mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas consertam essa situação e volta a entrar numa rota de ter mais performance. Ou então esses meios alternativos de solução, de detidos, vão estar sempre mais espaço, muito bacana, relata o seu histórico como entidade, disse lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, a um momento muito interessante que empolgaram muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, foram até na prisão E assim continua sendo. Você começou dizendo no início do episódio que você está no momento que estão mais aprendendo da sua vida. Agora você mencionou isto de novo? Quais são seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos assim, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudar ação, sistema novo? Que a proteção de dados pessoais estão a tutela importantíssimo, que o cidadão tem que ter um assunto pautado mundialmente hoje, um assunto em que nós temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, as grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Do outro lado, os governos, cada vez mais enfraquecidos de acesso à jurisdição, ou seja, dar força suas leis alternativa por essa experiência de participar da audiência pública do do WhatsApp representando a OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim que as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguinte horas conta que aplicar suas leis, beleza aplica, mas no mundo presencial, porque esses espaços de tal aqui eu aqui eu tenho um código, então faço as leis da minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois mil e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata a presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata que através do seu livro clássico famoso chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que ele fala assim decoud, ou seja, quem tem um código na mão tem mais eficiência de fazer mudança do que quem tem a lei a seu favor. Então, por esse motivo, nós temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionada por situações que a gente presenciou recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica ficar aqui para quem não assistiu ainda para esse os fantásticos privacidade, saqueadas na ordem e ela mandaria todos eles relacionados ao assunto de dados, vazamento de dados, etc. Então esse é o momento que mais empolga a gente a estudar no aspecto mundial que os problemas são os mesmos como um dos países. Esse tema que por muito tempo não ficou sequer sendo objeto de questionamento na nossa legislação, não chegam atrasados todos os nossos vizinhos aqui do consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem que, se pegar a legislação, a primeira diretiva de noventa e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires tiveram facilidade, tem a língua a seu favor. Mas isso mostra como é que a gente, Como é que isso essa represa, essa represa de assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar com a proteção de dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos interno, tira o atraso em relações, conhecimento, essa maturidade para dar como proteção de dados. Então essas mudanças estão acontecendo na forças, mas a gente tem que ver com calma. Eu vejo tantas pessoas assim já se colocando como doutores mentem e, por esse motivo a gente tem que ter mais paciência, porque essa é uma grande oportunidade para os próximos anos da Advocacia de Ladário de edital Tive o prazer de receber que a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia no trabalho dela fantástico, ela falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não executou episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestar consultoria de energia, pede mãe, poucas pessoas sabendo. E é uma responsabilidade muito grande e não de um habeas entendeu, Querem ser, mas não são, Então tenham humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e eu acho que falta muito disso. Não sei se é uma característica da geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendem três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de formada, se achando, entendeu, entregam, bem, trabalham bem, entendeu, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defende também a nossa geração a defenda defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que se está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como está no mar que poucas pessoas e analisaram as vezes quem tem um ano de experiência perto de para as pessoas que não tem ninguém? Essas pessoas estão se considerando experiente mais. Veja bem cuidado e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós temos sempre que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo de voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estou lendo três livre, fez um curso de nossa mãe, de São Paulo. No orçamento para aí não é assim, mas, muitas vezes acredita nisso Deus E pior agora para outro, apareceram quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunto algum efetivamente teve experiência prática de atuar para se candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são fizeram certificação aqui acolá. Tudo bem. Então, atrás de uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais dinâmica. É muito mais desafiadora do que parece. Se deu porque a falta experiência para acho que cá entre nós essa experiência efetiva vai rodar apenas depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas etc. Mas nós não temos tempo de rodagem ainda, pode-se dizer que se perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante aqui da de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio vezes até o escritório consolidado, mas atua em uma outra área, ainda não está no segmento digital de que se tem de indicar para essas pessoas também era de que é muito simples paciência, nada acontece com a velocidade que olá na internet, tem que se dedicar a estudar todo dia e, sobretudo, se você puder mudar, não só o que está acontecendo no Brasil, mas as tendências que vem de fora, que meses depois Chegam aqui saber lidar a informação desapegado Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhasse sem papel todas as atividades, escritório como já faça mais de dez anos, eu não tinha o tempo de reação rápido de decisão, que a característica, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque estou empolgado mesmo, gosto de que eu escolhi e me sinto cada dia que passa mais realizado no momento que nós estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo constante manter a atualização, não só o direito, mas com todas as tendências tecnológicas estão surgindo que vão impactar o direito e acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com a paciência nos esse nós e sucesso rápido pode subir rápido desse rápido. Eu acho que a grande é muito mais difícil você manter do que alcançar. Então, por esse motivo aqui um corajoso todos os ouvintes do Porto, quer não é a Tróia começar a se interessar mais França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são fruto de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer de ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso o episódio histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Aí eu tenho certeza que valeu bastante a pena. O tempo que vocês investiram aqui conosco agradece que verá novamente pela audiência. Se vocês gostaram do episódio, compartilhem também com outros colegas advogados que precisam de ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para a gente, produzia esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando a gravação. Já estou preocupado com a edição que a gente vai ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que a gente gosta muito de fazer e se tiver agregando de alguma forma, você fala com a gente nas redes sociais também. Fala que coincidisse com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força poder potencializar os ouvintes aí do pode questão, acha trabalho seus mais uma vez brilhante que sigam nessa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, a gente fonte de informação tão qualificada com as pessoas que se tem tido a oportunidade de interagir aqui onde são amigos meus, muitas pessoas que eu sou fá admiro mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então sessão trazendo para a gente conteúdo de qualidade e

Alexandre:   0:00
vamos supor, vai estudar provas, agora se estuda provas eletrônicos digitais, mas dar contratos analisa. A questão de manifestação de vontade com contratos são mais, mas dá direito consumidor. Então saiba tudo sobre relação de consumo online. Não se vê que é uma extensão da área tradicional. Eu não me preocupo muito. Sabe ciência que é um, é um subproduto da área tradicional ou se é um ramo. A parte no hiper com essas coisas que eu quero dizer para os ouvintes que estão, nos escutamos, é que você não pode achar que só o seu brilhante conhecimento tecnológico resolverá os problemas. Se você não entender de processo civil e tendo que defender uma ação relacionado a licenciamento de software Amanda Então engana se quem fica meio que inebriado só com essas questões tecnológicas é um diferencial. Mas é um diferencial que só se revelará quando for contextualizado com o ramo tradicional direito. Isso que faz a diferença e qual a velocidade com quais são as tendências assim, nesse mercado para o futuro. Assim pegando toda evolução, diz que você começou a atuar e a trinta e quatro anos, até hoje tem de diferente o que você acha partida que a cinco do que há dez anos? Muitas coisas mudaram. Como eu disse durante muito tempo a gente praticamente dedicava questões de licenciamento de software, começando por aí. O uso não autorizado de imagem e som era muito chato, até porque era muito restrito. Eu achava que tem também na faculdade, foi oitenta e dois, tempo, trinta e oito anos. Eu achava que um dia um de todos os ramos do direito que se entrelaça com essa área já vinha, inclusive as acusações de proteção de dados acontecer lá atrás. Mas o Brasil foi muito lento nessa mudança. Você ter ideia, nós somos sentença. Tem ser países do mundo que estão a lei de proteção de dados pessoais, sendo que hoje nós já temos cento e vinte países. Então assim a mudança começou a ocorrer, sobretudo desse divisor de águas que eu falei E aí a situação na medida que o público da internet vai aumentando, os problemas vão aumentando e as ofertas de serviços para os advogados também. Então, veja, nós vimos numa crescente, mas prescindindo de alguns marcos legais, esses marcos aconteceram. A gente sabe lidando diariamente com vários problemas jurídicos que a grande lacuna que existia até então era ter uma lei de proteção de dados pessoais. O dado no Brasil não tinha nenhuma proteção, embora algumas leis poderiam ser aplicadas e são, Nós estamos só dependendo dessa lei de proteção de dados pessoais para poder resolver problemas. Existe a Constituição quando se viu, quando o consumidor, além da criança e do adolescente, que isso tudo é aplicado. Porém nós estamos passando por impulsionamento que jamais que jamais existiu E a tendência futura, no meu ponto de vista, é enxergar o mundo como sendo um local onde o processamento de dados só vai crescer. O tratamento de dados só vai crescer porque nós estamos passando por diversos exemplos de corrupção. E aí você tem algumas forças tecnológicas que estão vindo por aí. Nós estamos hoje já prestando consultoria para algumas empresas estrangeiras de ponta, líder de mercado em cinco, que eu acho que vai ser uma revolução absurda em termos de uso da internet, pela velocidade, pelo fato de a gente ter uma latência mínima em termos de acesso de dados e, por outro lado, isso também vai impulsionar o que a internet das coisas além da inteligência artificial. Então pega esses três itens para poder dizer como é que vai potencializar, graças a Deus, a demanda de serviços nessa área de direito digital, As pessoas realmente investir nisso, ter talento para poder criar talento para poder lidar nessa área. Então as oportunidades são boas. Agora eu quero deixar aqui bem registrado. Uma coisa eu sou da época em que digitava, júris, procedimento de jurisprudência no computador, o meu pai chegada à tribuna e falar para o desembargador que já tinha julgado assim assado em determinado assunto e pulava da cadeira Sou da época que um desembargador ligava a gente um banco Primeira pelo escritório do Brasil, que tem um banco de dados, jurisprudência ligar para mim para o chão, tirando seu computador. Aí todos os meus votos de responsabilidade civil, ela imprimia neurológica setecentos e vinte matricial. Entregava ele pelo poder estudar, porque o próprio tribunal não tinha isso. Então, a lei para caramba, em termos de pesquisa, de estudo, tudo mais. Hoje eu vejo o pessoal em regra, está óbvio que tem exceções numa zona de conforto absurda, entendeu? Hoje existe uma certa o travamento assim de achar o seguinte para aí meu vade mexer com minha forma de pesquisar a ferramenta de busca do google ponto Entendeu pelo amor de Deus? Deu assim. Isso aí jamais pode ser o limite de uma pesquisa, de um estudo por um advogado que queira realmente desponta na sua área. Eu continuo comprando o livro todo dia. Graças a Deus, a gente tem uma biblioteca do escritório por volta de mil livros na área de edital brasileira estrangeiro e tentam motivar a minha aqui para poder também unificação na base operacional, para poder aprender. Então essa sede de saber ela sempre que acompanhar um jovem advogado que era se interessar a polícia porque eu acho que tem muita coisa boa para mim por aí. Mas o sucesso tem que ver com muita paciência. Existe uma falsa a compreensão de que essas coisas, todas rápidas, que acontece na internet, também vão acontecer rápido, sucesso, rápido, ganho, dinheiro em relação à carreira de advogado não caiam nessa armadilha. Tudo é construído, tijolo por tijolo. Passo a passo é um exercício da paciência. Quem não for paciente, não pode ser revogada. Então pensar que as coisas vão acontecer para o bem. Mas como, com muita perseverança com muita dedicação, porque sempre o papel de advogado não acha que apertar um botão, colocar uma informação sobre o seu perfil na internet está tudo resolvido. Então, até porque o currículo das pessoas na internet hoje não são formados apenas por aquilo que elas falam de si mesmo, mas, sobretudo, a respeito dos comentários de terceiro, que fala a respeito dela e, muitas vezes, aí a internet guarda surpresas. Eu acho que mais do que falar hoje também é muito que se faz é que está tudo exposto, uma questão que a gente defende muito aqui na Flona. Aqui, na fila noite gosta muito de produzir conteúdo até por isso que ele se pode, que a gente tem um blog E a gente sabe que eu valorizo muito e sabe, Eu acho que eu também me considero um conteúdo disso, O seu trabalho que dá para você ter ideia eu fui o cara que em dois mil e quatro, criou o primeiro bloco jurídico no Brasil chamado Direito às novas tecnologias. Então são essencialmente um gerador de conteúdo de várias formas e valoriza muito como vocês fazem esse trabalho, porque não é fácil nem um pouco fácil. Obrigado pelas palavras e você é um dos blocos que eu pessoalmente, sempre acompanhei E o que eu vi o que realmente criam blogs, cria um ponto que a gente cria as iniciativas que a gente faz aqui. Não falou, por exemplo, os resultados. Eles são de longo prazo e eu vejo muita gente querendo capital mais clientes, sempre no curto prazo. Então vou investir um milhão de reais. Ele mim anúncio no Instagram no Facebook fazer completa tudo assim, automático, Tudo assim apertou. O botão resolve de certa, mas o fator humano é fundamental. É difícil a gente conseguir assim. É importante a gente pensar golpe em soluções curto, prazo e tem escritórios que vão conseguir fazer com que isso, de certo também. Mas é muito importante a gente pensar no longo prazo, no longo prazo e pelo que o escuto de você, Alecsandro vez que você tem uma visão ao mesmo tempo pragmática desse lado, de que vamos com calma, as coisas demoram demandam um tempo, só que ao mesmo tempo de vez com uma visão assim otimista para o direito. Assim, nos próximos dos próximos anos, social, vamos ter várias oportunidades. Sou otimista porque é porque eu trabalho muito. Quem fica reclamando tempo tempo na vida é porque não se dedica tanto quanto a gente que está pegando pesado. Isso é que faz. A gente vê que as oportunidades estão surgindo, então em portas abertas, mas que você tem que ser perseverante, tem que acreditar que os resultados serão alcançados, mas nada tão instantâneo como as mudanças tecnológicas da Internet. Estou pensando no seguinte que eu também sou otimista. Só que como é que vai ser otimista com esse tanto de Faculdade de Direito no país com essa concorrência gigante e também ao mesmo tempo com pessoas falando que os advogados vão ser substituídos por robôs que se ver sobre essas coisas que é comum, que as pessoas dizem Olha falando primeiro, número de advogados que exista Faculdade de Direito. Eu estava um mês atrás que conversam no Conselho Federal da OAB em Brasília, com o subsecretário geral do Today Are Adiante. Indie. Pautou um assunto que era justamente esse mercado de advogados que podem inclusive se lançar ao mercado agora a vigência da lei de proteção de dados pessoais. Porque eu imagino que vai surgir um contencioso muito grande em relação a isso. Um tíquete premiado, porque houve desvio de finalidade dos dados pessoais de uma pessoa, vai ser algo muito mais potencializado o que aconteceu quando foi em mil novecentos e noventa com a entrada em vigor do colo do consumidor. Então, isso vai ter um impacto muito grande e ele me disse naquela oportunidade. Alexandre Hoje a OAB se conhece, ajudou, eu ajudei a montar o Cadastro Nacional de Advogados. Na época, coordenava uma grande equipe lá no departamento de TI. E hoje têm um milhão, duzentos mil advogados. Só que e olha esse número se não é impressionante. Impressionante a taxa de crescimento, que na faixa de vinte e cinco a trinta por cento por ano. Então estão para um negócio desse. Não existem uma classe profissional do mundo. Só fica uma dúvida meio com índia mais. Tenho minhas dúvidas que tem o número de advogados, como tem se ter ideia, o mercado de certificado digital, hoje emitidos só pela OAB já está chegando a setecentos e cinquenta mil advogados, o juiz o Brasil, por exemplo, hoje já deve ter cerca de novecentos mil advogados, sete por cento. E parece da advocacia brasileira, hoje público pagante do jogo Brasil e então essas questões. Mas em compensação, segundo área grande existem quatrocentos e cinquenta mil advogados que estão ganhando para pagar as contas. Então por que isso acontece? Porque as pessoas não podem ficar na vala comum, entendeu? Elas têm buscar alguma solução diferenciada. Nós temos aí a diga economia e nós temos aí uma série de alternativas de mercado que, não fazendo repensar completamente o exercício da advocacia. A forma de ganhar dinheiro advocacia, nos próximos anos é mudar. Como já mudou mais ainda. Radicalmente isso que as pessoas têm que saber. Tem que entender para que caminho de modelos de negócio, que o caminho que isso vai gerar. Então, a minha preocupação de que as pessoas não caiu nessa vala comum em relação ao segundo ponto. A sua pergunta sobre se máquina vai substituir advogado? Eu não concordo com essa forma, de jeito nenhum eu estudando tem um assunto de inteligência artificial. Inclusive, já que a arte Vital coloca muito bem minha posição a respeito disso. Eu acho que os sistemas de inteligência artificial tem talentos que os humanos não têm. Os humanos têm talentos que os sistemas de inteligência oficial não tem. Então quem fala que não vai matar o outro eu não concordo e acho que pagaria para ver se um dia essa situação vai se reverter. Eu acho que o melhor dos mundos que a gente vai alcançar daqui para frente é a somatória desses dois talentos em busca de algum resultado, mas não achando que uma coisa não substitui a outra, ninguém vai achar que vai dar a sentença. Automaticamente já pode usar a inteligência artificial, por exemplo, com o suporte de apoio decisório do magistrado, com base na predição dos votos da tendência com que ele já jogou, o que agora efetivamente isso nunca vai ser um ato isolado, automatizado, sem intervenção humana para poder fazer a validação final, Então, há muito ruído. Há muito bases em relação a essas ações, que eu acho que a gente tem que botar um pouco de termômetro a realidade de um ano. É bom que estejam falando sobre isso. De outro, fala se muito sobre tecnologia, mais prática, se pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, eu acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não tem a felicidade a um índice advogado, talvez de uma empresa que tem uma banda cuidado jurídico, do Brasil, que sabe o mundo que é o jogo Brasil e convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investem em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui o pessoal acha que a inteligência artificial é editor, de ter. Se chega jogo texto lá e pronto computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não só no Brasil, mas outros amigos que também tiveram oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelaram que nós temos hoje o dado no no sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações numa linguagem figurada. Eu diria para vocês que nós temos hoje o pré sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento das diversas camadas, marcações e tal para poder virar do dado a informação da somatória da informação, conhecimento e da somatória do conhecimento. A sabedoria, então do pré sal, até virar petróleo, tem um longo caminho que as pessoas estão abreviando achando que é interessante. O Brasil tem o maior de gdapa juridico do mundo. Não existe nenhum país do mundo que os noventa e três tribunais produzem todas as suas decisões já um tempo na pele, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso que os resultados ainda não apareceram. Mas vão parecer que você teve uma parte grande para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa a entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque eu tive desde a primeira reunião de discussão representando a OAB federal na na lei do processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar um aspecto histórico aqui que talvez poucas pessoas saibam que, inclusive está muito bem narrado num outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relato ali de forma pormenorizada, que eu participei de tudo como negociador do da, definindo as prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois ocupando uma cadeira no CNJ perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, o processo judicial eletrônico nasceu apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na uma versão seguinte, resolveu, não vão encarar que vão fazer um projeto diferente. Vão fazer um sistema que permita fazer automação de todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é usado em termos de tecnologia da informação. Sempre foi e lançamos, depois de renda, uma série de exemplos assim e aí levantamos voo numa nave que se dá que sem nenhuma referência a ela, que eu viajei na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito Tecnologia durante dez anos. Então, tive a oportunidade, a Espanha, a autoria ao Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinham um projeto tão usado quando o Brasil de querer enfrentar uma situação sem referência internacional, de criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais por meio eletrônico foi assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda tem muita coisa para mim. Eu estou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o Judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda o Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma mudança de a informatização do Judiciário para a informatização da justiça. Faz muita diferença antes essa informação de informatização do Judiciário, porque é isso. O departamento tem preocupado em resolver os problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, a informatização da Justiça tem que informar as práticas processuais não só do tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa. Só que eles não estavam acostumados a ouvir as pessoas e, por esse motivo, sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como que vários advogados reclamem do sistema. Razão só que assim, por outro lado, o papel assim de organização dos dados. Mas não se fosse tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então a simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está pelo menos tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já rodei praticamente tudo. Some falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que foi bacana demais? Foi um fato tem jogado essa sementinha aí de implantação de processo judicial eletrônico em todos os tribunais. Hoje, todos iguais são processo judicial eletrônico, então o Brasil não é a Suíça entendeu. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com diretores de tem de todos os tribunais conhecendo, explode perto, participa de evento do ano com eles a gente acompanhar essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, poder criticar que sempre redução positiva construtiva, mas não pode dizer do outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, a Simples foi criado um sistema para poder fazer todo o trâmite do processo digital, só que era muito difícil de Nice negociar com o juiz para poder dizer penhora. Só a rotina de trabalho vai mudar. Eu agora nós vamos criar um sistema que que vai fazer com que você tem que mudar o seu Rita de edital para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar a secretaria, Então pensamos em Os tribunais foram focados em todas as rotinas processuais ou porque a ministra ela ingresse na época. Assim temos que acabar com a inércia do papel que o papel impõe uma inércia, porque era que as rotinas burocráticas envolvidas. Só que o processo de petróleo só focou na secretaria em grande parte moral da história. Os processos tramitam mais rápido a secretaria chegam mais rápida conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo trabalho, da mesma forma como trabalhavam antes, estão estressados. Não se criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com a inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para poder fazer maior celeridade ainda não aconteceu e isso é que causa um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápido, isso vai acontecer na semana para todo mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas consertam essa situação e volta a entrar numa rota de ter mais performance. Ou então esses meios alternativos de solução, de detidos, vão estar sempre mais espaço, muito bacana, relata o seu histórico como entidade, disse lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, a um momento muito interessante que empolgaram muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, foram até na prisão E assim continua sendo. Você começou dizendo no início do episódio que você está no momento que estão mais aprendendo da sua vida. Agora você mencionou isto de novo? Quais são seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos assim, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudar ação, sistema novo? Que a proteção de dados pessoais estão a tutela importantíssimo, que o cidadão tem que ter um assunto pautado mundialmente hoje, um assunto em que nós temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, as grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Do outro lado, os governos, cada vez mais enfraquecidos de acesso à jurisdição, ou seja, dar força suas leis alternativa por essa experiência de participar da audiência pública do do WhatsApp representando a OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim que as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguinte horas conta que aplicar suas leis, beleza aplica, mas no mundo presencial, porque esses espaços de tal aqui eu aqui eu tenho um código, então faço as leis da minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois mil e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata a presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata que através do seu livro clássico famoso chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que ele fala assim decoud, ou seja, quem tem um código na mão tem mais eficiência de fazer mudança do que quem tem a lei a seu favor. Então, por esse motivo, nós temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionada por situações que a gente presenciou recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica ficar aqui para quem não assistiu ainda para esse os fantásticos privacidade, saqueadas na ordem e ela mandaria todos eles relacionados ao assunto de dados, vazamento de dados, etc. Então esse é o momento que mais empolga a gente a estudar no aspecto mundial que os problemas são os mesmos como um dos países. Esse tema que por muito tempo não ficou sequer sendo objeto de questionamento na nossa legislação, não chegam atrasados todos os nossos vizinhos aqui do consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem que, se pegar a legislação, a primeira diretiva de noventa e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires tiveram facilidade, tem a língua a seu favor. Mas isso mostra como é que a gente, Como é que isso essa represa, essa represa de assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar com a proteção de dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos interno, tira o atraso em relações, conhecimento, essa maturidade para dar como proteção de dados. Então essas mudanças estão acontecendo na forças, mas a gente tem que ver com calma. Eu vejo tantas pessoas assim já se colocando como doutores mentem e, por esse motivo a gente tem que ter mais paciência, porque essa é uma grande oportunidade para os próximos anos da Advocacia de Ladário de edital Tive o prazer de receber que a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia no trabalho dela fantástico, ela falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não executou episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestar consultoria de energia, pede mãe, poucas pessoas sabendo. E é uma responsabilidade muito grande e não de um habeas entendeu, Querem ser, mas não são, Então tenham humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e eu acho que falta muito disso. Não sei se é uma característica da geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendem três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de formada, se achando, entendeu, entregam, bem, trabalham bem, entendeu, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defende também a nossa geração a defenda defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que se está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como está no mar que poucas pessoas e analisaram as vezes quem tem um ano de experiência perto de para as pessoas que não tem ninguém? Essas pessoas estão se considerando experiente mais. Veja bem cuidado e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós temos sempre que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo de voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estou lendo três livre, fez um curso de nossa mãe, de São Paulo. No orçamento para aí não é assim, mas, muitas vezes acredita nisso Deus E pior agora para outro, apareceram quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunto algum efetivamente teve experiência prática de atuar para se candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são fizeram certificação aqui acolá. Tudo bem. Então, atrás de uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais dinâmica. É muito mais desafiadora do que parece. Se deu porque a falta experiência para acho que cá entre nós essa experiência efetiva vai rodar apenas depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas etc. Mas nós não temos tempo de rodagem ainda, pode-se dizer que se perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante aqui da de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio vezes até o escritório consolidado, mas atua em uma outra área, ainda não está no segmento digital de que se tem de indicar para essas pessoas também era de que é muito simples paciência, nada acontece com a velocidade que olá na internet, tem que se dedicar a estudar todo dia e, sobretudo, se você puder mudar, não só o que está acontecendo no Brasil, mas as tendências que vem de fora, que meses depois Chegam aqui saber lidar a informação desapegado Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhasse sem papel todas as atividades, escritório como já faça mais de dez anos, eu não tinha o tempo de reação rápido de decisão, que a característica, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque estou empolgado mesmo, gosto de que eu escolhi e me sinto cada dia que passa mais realizado no momento que nós estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo constante manter a atualização, não só o direito, mas com todas as tendências tecnológicas estão surgindo que vão impactar o direito e acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com a paciência nos esse nós e sucesso rápido pode subir rápido desse rápido. Eu acho que a grande é muito mais difícil você manter do que alcançar. Então, por esse motivo aqui um corajoso todos os ouvintes do Porto, quer não é a Tróia começar a se interessar mais França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são fruto de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer de ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso o episódio histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Aí eu tenho certeza que valeu bastante a pena. O tempo que vocês investiram aqui conosco agradece que verá novamente pela audiência. Se vocês gostaram do episódio, compartilhem também com outros colegas advogados que precisam de ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para a gente, produzia esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando a gravação. Já estou preocupado com a edição que a gente vai ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que a gente gosta muito de fazer e se tiver agregando de alguma forma, você fala com a gente nas redes sociais também. Fala que coincidisse com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força poder potencializar os ouvintes aí do pode questão, acha trabalho seus mais uma vez brilhante que sigam nessa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, a gente fonte de informação tão qualificada com as pessoas que se tem tido a oportunidade de interagir aqui onde são amigos meus, muitas pessoas que eu sou fá admiro mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então sessão trazendo para a gente conteúdo de qualidade e

Alexandre:   0:00
custo dizer aqui, o mundo digital é uma reprodução do mundo presencial. Só que com uma diferença tudo ou que ocorre lá é potencialmente maior, seja para o bem, seja para o mal. Então, por exemplo, se alguém encontrar um advogado hoje, que nenhum momento em que alguém fará uma busca com o nome dele na ferramenta de busca do Google e não tiver uma reverência interessante para falar, ou para uma coisa que está sendo criada, tem que chegar a referência por outro meio, porque depois do mínimo que o advogado pode ter, uma preocupação é a primeira parte da empresa de busca do Google, apenas com referências, nem outras ou positivas. E aqueles que esquecem e deixam uma referência negativa falsa, ofensiva, pior ainda. Agora, com essas estrelinhas que existem ranqueamento, então, como as pessoas não percebem quais são as situações que causam soluções, a atenção diária máxima para qualquer excesso de liberdade de expressão pode ser enfrentada com o passar dessas décadas e quatro anos. Formado, eu posso dizer para você que aprendeu o quanto mais rápido as pessoas reais, menos risco A gente vai ter. Então, nosso escritório trabalha para não deixar que um fato se transforme numa crise e porque alguém sabe que a maioria dos enfrentamentos incidentes que acontecem na internet têm um atraso e desordem na Internet. Isso mostra que as pessoas não estão preparadas para esse tipo de situação, mas complementam toda a questão quando tiveram a virada do século, então houve uma mudança. A mudança se deu porque fugiu no mercado nessa época. Em dois mil, final do ano, segundo semestre provedores com acesso gratuito à internet. Então, começou a formar mercado e não começou a formar o mercado não é o número. Vou que vai crescer mais gente. Uma sessão ainda que seja uma internet discada como naquela época, mas será interessante em cima desse mercado criar serviços e obviamente os serviços geram problemas. Os problemas são jurídicos e a interface com vários ramos. Relação de consumo criminal, direitos de imagem que são, e nesse momento é um divisor de águas do direito digital. Ele passa a formar esse recurso multifacetado multidisciplinar que prepondera hoje cada vez mais. E hoje, assim como um escritório pode, ele pode começar a atuar nessa área. E como o escritório pode adquirir mais clientes? Na área de direito digital, atuar na área de muitos escritórios que vem direto de tal. Como uma situação muito simplória, encontra-se aqui Rousseff se há várias áreas há muito tempo no direito digital, agora oportunidade de mercado e tal. Quem sabe isso pode trazer uma receita para escritórios e muitas vezes, até porque tem uma carteira de clientes boa. Ele até usa o resultado inicial, mas chega um momento em que as crianças saem da sala, mas não consegue entrar no nível de profundidade do assunto, medidas sugeridas para uma consultoria para o poder explicar soluções barra de ferramentas tecnológicas. Então, respondendo à pergunta é necessário que o escritório busque talentos no mercado que já vem com Denny focado tanto quanto direito quanto a tecnologia. Não há como você enfrentar situações, seja nos tribunais, mas principalmente em consultoria. Se você não tiver interesse em discutir diariamente para poder aprofundar nessas questões legais e tecnológicas, e uma outra questão que me chama atenção aqui Assim, por que você enviou anteriormente e me corrija se tiver cumprido, liderado, mas eu estou abaixo até então o direito digital como se fosse um braço ali de todas as outras áreas. O delito de direito à revisão será um braço do direito social, mas estará tratando de relações sociais na Internet. Relações Contratuais na Internet Você considera essencial o profissional especialista em direito digital, além de aprender essas outras áreas. Ele também espera nessas áreas, porque não é o caso contrário, o que era uma pessoa que sabe muito sobre a Internet, mas ela não tinha o conhecimento jurídico, os advogados, ele é especialista nesta hora, tem toda razão. Engana se quem pensa o contrário. É necessário que uma pessoa que tenha um talento especial para estudar os problemas jurídicos que esteja ocorrendo no meio digital tenha a possibilidade de contextualizar os problemas dentro da legislação existente. O que direito de advogado e tal faz muito bem ao bom advogado de direito digital. Ele analisa o fato e contextualiza diretamente. Não há lei já existente, muito onde a Internet muitas vezes e falou por aí a lei aqui ambígua. Ela também pode ser aplicável. Não apenas no mundo presidencial, como foi previsto na época em que foi sancionada, mas também no mundo digital. Então, ele precisa sim. Não existe essa questão de sou totalmente cem por cento digital. Peraí, não é assim que funciona. O que funciona eu sou Direito Digital, atuou na área de direito digital porque eu sei como contextualizar os problemas sociais a partir das empresas que atuam na internet. Mas eu tenho que ter uma base de conhecimento social, de contratos, de relação de consumo na linha de crimes cibernéticos. Então, coordenei, durante dez anos, uma pós-graduação em São Paulo. Qual o objetivo que eu queria justamente, criar um conteúdo programático Aplicar temas desses ramos tradicionais de direitos que não são tratados na faculdade? Então, como é que foi montada o recurso? Isso já foi justamente os pontos. Como é que as pessoas têm que começar a se preocupar com isso? Por mais que dá provas, agora se estuda provas eletrônicas digitais, mas dá contratos analisa. A questão da manifestação de vontade com contratos são mais, mas dá direito ao consumidor. Então saiba tudo sobre a relação de consumo online. Não vê que é uma extensão da área tradicional. Eu não me preocupo muito. Sabe ciência que é um, é um subproduto da área tradicional ou é um ramo. Uma parte não é com essas coisas que eu quero dizer para os que estão ouvindo, nos escutamos, e se você não consegue encontrar o que é o seu conhecimento avançado sobre os problemas tecnológicos. Se você não entender o processo civil e ter que defender uma ação relacionada ao licenciamento de software Amanda Então, engane-se quem fica meio que inebriado com essas questões tecnológicas e um diferencial. Mas é um diferencial que será revelado quando for contextualizado com o ramo tradicional direito. Isso faz diferença e qual a velocidade com quais são as tendências, nesse mercado para o futuro. Assim pegando toda evolução, diz que você começou a atuar e trinta e quatro anos, até hoje tem diferença ou que você acha que partida há cinco anos? Muitas coisas mudaram. Como eu disse durante muito tempo as pessoas praticamente deduzem questões de licenciamento de software, começando por aí. O uso não autorizado de imagem e era muito chato, até porque era muito restrito. Eu acho que também tem faculdade, foi oitenta e dois, tempo, trinta e oito anos. Eu acho que um dia é um de todos os ramos do direito que entra com essa área já vinha, inclusive como acusações de proteção de dados que acontecem atrás. Mas o Brasil foi muito lento nessa mudança. Você tem ideia, nós somos sentença. Os países do mundo que possuem lei de proteção de dados pessoais, sendo que hoje já temos cento e vinte países. Então, como a mudança começou a ocorrer, principalmente desse divisor de águas que eu falei E aí uma situação na medida em que o público da internet vai cair, os problemas vão cair e as ofertas de serviços para os advogados também. Então, veja, nós vimos numa crescente, mas prescindindo de alguns marcos legais, esses marcos acontecem. A gente sabe lidando diariamente com vários problemas jurídicos que existem em grandes lacunas que até então eram uma lei de proteção de dados pessoais. O dado no Brasil não teve nenhuma proteção, embora alguns direitos sejam aplicados e sejam, Nós somos tão dependentes dessa lei de proteção de dados pessoais para resolver problemas. Existe uma Constituição quando se vê, quando o consumidor, além da criança e do adolescente, que tudo é aplicado. No entanto, estamos passando por um impulso que nunca existirá. E uma tendência futura, sem meu ponto de vista, é enxergar ou mundo, como sendo um local onde o processamento de dados só vai crescer. O tratamento de dados só vai crescer porque estamos passando por diversos exemplos de corrupção. E aí você tem algumas forças tecnológicas que estão vindo por aí. Hoje estamos prestando consultoria para algumas empresas estrangeiras de ponta, líder de mercado em cinco, que eu acho que vai ser uma revolução absurda em termos de uso da internet, pela velocidade, pelo fato de uma pessoa ter uma latência mínima em termos de acesso a dados e, por outro lado, isso também irá impulsionar ou acessar a Internet das coisas além da inteligência artificial. Então pega esses três itens para poder dizer como é possível, graças a Deus, uma demanda de serviços nessa área de direito digital, como as pessoas realmente investem nisso, tem talento para criar talento para poder lidar nessa área. Então as oportunidades são boas. Agora eu quero deixar aqui bem registrado. Uma coisa que eu sou da época em que digita, júris, procedimento de jurisprudência no computador, meu pai chega à tribuna e fala para o desembargador que já tinha sido julgado como assado em determinado assunto e pulava da cadeira Sou da época que um desembargador ligava a gente um banco Primeiro pelo escritório do Brasil, que tem um banco de dados, jurisprudência ligar para mim para o chão, tirando seu computador. Todos os meus votos de responsabilidade civil, ela imprimia neurológica setecentos e vinte matricial. Entregava ele pelo poder estudar, porque o próprio tribunal não tinha isso. Então, uma lei para caramba, em termos de pesquisa, estudo, tudo mais. Hoje eu vejo o pessoal em regra, está óbvio que tem exceções em uma zona de conforto absurdo, entendeu? Hoje existe uma maneira de seguir o caminho para encontrar o seguinte para o meu vade mexer com minha forma de usar a ferramenta de busca do google ponto Entender pelo amor de Deus? Deu assim. Isso aí pode ser o limite de uma pesquisa, um estudo para um advogado que realmente deseja desassociar sua área. Eu continuo compreendendo o livro todo dia. Graças a Deus, uma pessoa tem uma biblioteca do escritório por volta de mil livros na área de edital brasileiro estrangeiro e tenta motivar a minha aqui para poder também unificar na base operacional, para poder aprender. Então essa sede de sabre ela sempre acompanha um advogado jovem que era interessado na polícia porque eu acho que tem muita coisa boa para mim por lá. Mas o sucesso tem que ver com muita paciência. Existe uma falha na compreensão do que essas coisas, todas as rápidas, o que acontece na internet, também passam rápido, sucesso, rápido, ganho, dinheiro em relação à carreira de advogado que não pode ser praticado nessa armadilha. Tudo é construído, tijolo por tijolo. Passo a passo é um exercício de paciência. Quem não é paciente, não pode ser revogada. Então pense como as coisas vão acontecer para o bem. Mas como, com muita perseverança com muita dedicação, porque sempre o papel do advogado não encontra o botão de abertura, colocar uma informação sobre o seu perfil na internet está tudo resolvido. Então, até porque o currículo das pessoas na internet hoje não é apenas o que elas falam, mas, principalmente, o respeito dos comentários do terceiro, que fala sobre o respeito dela e, muitas vezes, a Internet guarda estranhas. Eu acho que mais do que falar hoje também é muito ruim se tudo estiver exposto, uma questão que alguém defende muito aqui na Flona. Aqui, na fila da noite gosta muito de produzir conteúdo até que ele possa, quem tem um blog e quem sabe valorizar muito, sabe também acho que eu também considero um conteúdo, o seu trabalho que dá para você ter idéia de que eu fui o cara que em dois e quatro meses, criou o primeiro bloco jurídico no Brasil chamado Direito às novas tecnologias. Então, nós somos um gerador de conteúdo de várias formas e valorizamos muito como vocês fazem esse trabalho, porque não é fácil nem um pouco fácil. Obrigado pelas palavras e você é um dos blocos que eu personalizo, sempre acompanhei E que eu vi ou que realmente criam blogs, cria um ponto que as pessoas criam como iniciativas que as pessoas fazem aqui. Não falou, por exemplo, os resultados. Eles são de longo prazo e eu vejo muitas pessoas buscando mais clientes, sempre no curto prazo. Então você vai investir um milhão de reais. Ele me anuncia no Instagram no Facebook fazer tudo completo assim, automático, Tudo assim abertura. O botão resolver, mas o fator humano é fundamental. É difícil gente assim conseguir. É importante que as pessoas pensem em soluções curtas, prazos e armazenamentos que vão conseguir fazer com isso, com certeza também. Mas é muito importante que as pessoas pensem no longo prazo, no longo prazo e no escopo de você, Alecsandro vez que você tem uma visão ao mesmo tempo pragmática desse lado, que vamos com calma, como coisas que exigem um tempo, apenas que ao mesmo tempo de uma vez com uma visão tão otimista para o direito. Assim, nos próximos anos próximos, sociais, vamos ter várias oportunidades. Sou otimista porque é porque eu trabalho muito. Quem fica recuperando o tempo na vida é porque não se dedica tanto a quem está pegando pesado. Isso é que faz. As pessoas vêem que as oportunidades estão surgindo, então nas portas abertas, mas que você tem que ser perseverante, que acredita que os resultados são alcançados, mas nada tão instantâneo como as mudanças tecnológicas da Internet. Estou pensando em seguir que eu também sou otimista. Só que como é que vai ser otimista com tanto faculdade de direito no país com essa concorrência gigante e também com o mesmo tempo com pessoas falando que os advogados vão ser substituídos por filtros que podem ver sobre essas coisas que são comuns, como as pessoas diz Olha primeiro, número de advogados que existem na Faculdade de Direito. Há um mês atrás, conversei no Conselho Federal da OAB em Brasília, com o subsecretário geral do Today Are Adiante. Indie. Pautou um assunto que era apenas o mercado de advogados que pode incluir, se lançar no mercado agora, a vigilância da lei de proteção de dados pessoais. Porque eu imagino que vai surgir um contencioso muito grande em relação a isso. Um tíquete premiado, porque houve desvio dos dados pessoais de uma pessoa, vai ser algo muito mais potencializado ou acontecido quando foi encontrado em mil novecentos e noventa com entrada em vigor no consumidor. Então, isso vai ter um impacto muito grande e ele disse que essa oportunidade. Alexandre Hoje, da OAB, conhece, ajudou, ajudou a montar o Cadastro Nacional de Advogados. Na época, coordena uma grande equipe no departamento de TI. E hoje eles têm um milhão, milhões de advogados. Só que e esse número se não é impressionante. Impressionante taxa de crescimento, que faixa de vinte e cinco a trinta por cento por ano. Então, estão para um negócio desse tipo. Não existe uma classe profissional do mundo. Só fica uma dúvida no meio da Índia. Tenho minhas dúvidas sobre o número de advogados, como tem ideia, o mercado de certificado digital, hoje emitido apenas pela OAB já está chegando a setecentos e cinquenta mil advogados, o juiz o Brasil, por exemplo, hoje já deve ter cerca de novecentos mil advogados, sete por cento. Parece ser a advocacia brasileira, hoje o público pagante do jogo Brasil e então essas questões. Mas em compensação, o segundo grande número de quatrocentos e cinquenta mil advogados que estão ganhando para pagar como contas. Então, por que isso acontece? Porque as pessoas não podem ficar na vala comum, entendeu? Elas têm alguma solução diferenciada. Nós temos aqui uma dica de economia e nós temos uma série de alternativas de mercado que não fazem reembolso completo ou exercício de advocacia. A forma de ganhar dinheiro advocacia, nos próximos anos é mudar. Como já mudou mais ainda. Radicalmente isso que as pessoas têm que saber. Tem que entender o caminho do modelo de negócio, o caminho que isso gera. Então, minha preocupação de quem não caiu nessa vala comum em relação ao segundo ponto. A sua pergunta sobre a máquina vai substituir um advogado? Eu não concordo com essa forma, não sei como estudar um assunto de inteligência artificial. Inclusive, já que a arte Vital coloca muito bem minha posição no respeito. Eu acho que os sistemas de inteligência artificial têm talentos que os humanos não têm. Os humanos têm talentos que os sistemas de inteligência oficial não têm. Então, quem fala que não vai matar o outro eu não concorda e acha que paginação para ver se um dia essa situação vai reverter. Eu acho que o melhor dos mundos que a gente vai seguir daqui para frente é a somatória desses dois talentos em busca de algum resultado, mas não achando que uma coisa não substitui outra, ninguém vai achar que vai dar uma sentença. Automaticamente já pode usar inteligência artificial, por exemplo, com suporte a suporte de decisão decidido, com base na predição de votos de tendência com que ele já é jogado, ou com agora efetivamente isso nunca será um ato isolado, automatizado, sem intervenção humano para poder fazer uma validação final, Então, há muito ruído. Há muitas bases em relação a essas ações, que eu acho que as pessoas têm que botar um pouco de termômetro na realidade de um ano. É bom que esteja falando sobre isso. De outro, fala muito sobre tecnologia, mais prática, e pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não existe um índice de felicidade, talvez uma empresa que tenha uma banda de atendimento jurídico, do Brasil, que saiba o mundo que é o jogo Brasil e a convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investir em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui, o pessoal acha que um editor de inteligência artificial é, de ter. Se chegar jogo texto lá e pronto, o computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não apenas no Brasil, mas outros amigos que também tiveram a oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelamos que temos hoje o dado sem sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações em uma linguagem figurada. Eu diria para vocês que temos hoje o pré-sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento de diversas camadas, marcações e tal para poder virar dados a informações da somatória da informação, conhecimento e somatória do conhecimento. A sabedoria, então faça o pré-sal, até virar petróleo, e um longo caminho que as pessoas estão abrindo rapidamente que é interessante. O Brasil tem o maior número de gdapa jurídicos do mundo. Não existe nenhum país do mundo que inicie e três tribunais produzam todas as suas decisões já em andamento, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e, se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso os resultados ainda não aparecem. Mas vai parecer que você teve uma grande parte para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa uma entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque desde a primeira reunião de discussão que representa a lei federal da OAB sobre o processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar sobre um aspecto histórico aqui, que talvez tenha poucas pessoas que, inclusive, está muito bem narrado em outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relacionamento com toda a forma detalhada, que eu participo de tudo como negociador da, definindo como prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois de ocupar uma cadeira no CNJ, perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, ou o processo judicial eletrônico nascido apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na versão a seguir, solução, não vai encarar o que vai fazer um projeto diferente. Faça um sistema que permita automatizar todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é usada em termos de tecnologia da informação. Sempre foi lançado, depois de renda, uma série de testes assim e já foi levantado em uma nave que dá sem nenhuma referência a ela, que viajou na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito de Tecnologia durante dez anos . Então, tive uma oportunidade, uma Espanha, uma autoria para o Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinha um projeto tão usado quando o Brasil quisesse enfrentar uma situação sem referência internacional, criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais pelo meio eletrônico foram assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda há muita coisa para mim. Eu sou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda no Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma alteração na informação do Judiciário para a informação da justiça. Faz muita diferença antes dessa informação de informação do Judiciário, porque é isso. O departamento está preocupado em resolver problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, uma informação da Justiça tem que informar como práticas processuais não somente no tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa forma. Só que eles não estavam acostumados a ouvir como pessoas e, por esse motivo, os sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como vários advogados reclamem o sistema. Razão só assim, por outro lado, ou papel assim de organização dos dados. Mas não sejamos tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então, um simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está com menos de tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já andamos praticamente tudo. Alguns falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que bacana demais? Foi um fato que ocorreu quando a implantação do processo judicial eletrônico em todos os tribunais foi implementada. Hoje, todos são iguais nos processos judiciais eletrônicos, então o Brasil não é uma Suíça entendida. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com que os diretores de todos os tribunais conheçam, explodam perto, participem de eventos do ano com eles e outras pessoas acompanhem essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, pode criticar sempre a redução positiva construtiva, mas não pode dizer outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, o Simples foi criado como um sistema para poder executar todo o processo digital, então era muito difícil Nice negociar com o juiz para poder dizer a namorada. Só a rotina de trabalho vai mudar. Agora, vamos criar um sistema que faça com que você altere o seu Rita de edição para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar uma secretaria, então pensava em Os tribunais eram focados em todas as rotinas processuais ou porque um ministério ela ingressou na época. Assim, temos que terminar com inércia de papel que ou papel impõe uma inércia, porque era como as rotinas burocráticas aplicadas. Só que o processo de petróleo focou na secretaria em grande parte da história moral. Os processos tramitam mais rapidamente a secretaria chegar mais rapidamente conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo no trabalho, da mesma forma como trabalha antes, está estressado. Não criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para obter maior celeridade ainda não aconteceu e isso é causa de um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápidos, isso acontece na semana para todo o mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas são confirmadas nessa situação e volta a entrar em uma rota de desempenho superior. Ou então, esses métodos alternativos de solução, de detecção, de estar sempre mais espaço, muito bacana, relacionados ao seu histórico de objetos, disseram lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, um momento muito interessante que empolgou muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, fomos até a prisão e assim continua sendo. Você começou a escrever no início do episódio que você não está no momento em que está aprendendo mais sobre sua vida. Agora você mencionou isso de novo? Quais são os seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos, como, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudando ação, sistema novo? Que proteção de dados pessoais está tutela importante, que cidadão tem que ter um assunto mundialmente hoje, um assunto em que temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, como grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Outro lado, os governos, cada vez mais vinculado ao acesso à jurisdição, ou seja, força de ação alternativa por essa experiência de participação da audiência pública do WhatsApp, representa o OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim, pois as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguir as horas que aplicam seus direitos, a beleza aplica-se, mas não o mundo presencial, porque esses espaços aqui, aqui, aqui eu tenho um código, então faço como direito minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois milhões e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata ao presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata, que passou pelo seu livro clássico chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que fala assim, ou seja, quem tem um código na mão que tem mais eficiência econômica para fazer alterações do que quem tem lei em seu favor. Então, por esse motivo, temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionado por situações que ocorrem recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica, fique aqui para quem não assistiu ainda para esse tipo de privacidade fantástica, saqueado na ordem e ela manda todos eles quando assunto de dados, vazamento de dados, etc. Então, esse é o momento em que mais pessoas estudam sem aspecto mundial os problemas que são os mesmos como um dos países. O tema por muito tempo não ficou único como objeto de questionamento na legislação, não chega atrasado a todos os nossos vizinhos aqui no consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem, se você pegar uma legislação, uma primeira diretiva de inovação e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires teve facilidade, tem uma língua a seu favor. Mas isso mostra como é que as pessoas, como é que isso representa, esse representa o assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar proteção a dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos internos, retira ou atrasa em relações, conhecimento, essa maturidade para proteção de dados. Então essas mudanças estão ocorrendo nas forças, mas as pessoas têm que ver com calma. Eu vejo quantas pessoas já estão colocando como doutores mentem e, por esse motivo, as pessoas têm mais paciência, por que essa é uma grande oportunidade para os próximos anos do Advocacia de Ladário de Edital Tive o prazer de receber a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia em um trabalho fantástico, falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não execute episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestando consultoria em energia, pede mãe, poucas pessoas sabem. É uma responsabilidade muito grande e não é um habeas entendido, Querem ser, mas não são, Então, você deve humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e acho que falta muito disso. Não sei se é um elemento de geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendemos três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de composição, se houver, entrado, entregue, bem, trabalha bem, entendido, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defender também a nossa geração defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como não há mar em que poucas pessoas são analisadas como vezes quem tem um ano de experiência próximo a pessoas que não têm ninguém? Essas pessoas estão se considerando mais experiente. Veja bem-estar e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós sempre temos que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo do voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí, que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estava lendo três livros, fez um curso de nossa mãe, em São Paulo. No orçamento para lá não é assim, mas muitas vezes acredita nisso Deus e o pior agora para outro, aparece quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunte em algum lugar efetivamente teve uma experiência de atuação para candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são feitas aqui certificação. Tudo bem. Então, há uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais necessária. É muito mais desafiador do que parece. Se você tiver experimentado uma falta de experiência para pensar em que tipo de experiência, essa experiência efetiva só será possível depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Nós temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas, etc. Mas nós não temos tempo de rodar ainda, pode-se dizer que perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como uma reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio até o escritório consolidado, mas atua em outra área, mas ainda não está no segmento digital de que tem indicação para essas pessoas também era a paciência muito simples, nada acontece com a velocidade da Internet, ele se dedica a estudar todo o dia e, principalmente, você pode mudar, não é o que está acontecendo no Brasil, mas como tendências que vêm de fóruns, meses depois Chegamos aqui saber lidar com informações desapegadas Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhar com papel todas as atividades, escritório como já faz mais de dez anos, não tive o tempo reação rápida à decisão, que, em caso de recurso, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque está empolgado mesmo, gosto de que eu escolho e sinto cada dia que passa mais realizado no momento em que estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo mantém constante a atualização, não apenas o direito, mas todas as tendências tecnológicas estão surgindo, o que afeta o direito e o acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com paciência nos que somos e sucesso rápido, podemos subir rapidamente rápido. Eu acho que é muito mais difícil manter o alcance. Então, por esse motivo, aqui, como todos os ouvintes do Porto, não é como Tróia começar a interessar mais a França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são frutos de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso ou histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Eu tenho certeza de que valeu bastante pena. O tempo que vocês investiram aqui, agradecemos por exibir novamente pela audiência. Se você gostou do episódio, compartilhe também com outros colegas advogados que precisam ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para pessoas, produz esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando uma gravação. Já estou preocupado com uma edição que as pessoas vão ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que as pessoas gostam muito de fazer e se tiver agregado alguma forma, você também fala com as pessoas nas redes sociais. Fala que coincide com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força potencial para os ouvintes que estão em questão, acha que seus trabalhos são mais uma vez brilhantes que sigam nessa faixa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas que eu sou admira o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e Um trabalho que as pessoas gostam muito de fazer e se tiver agregado alguma forma, você também fala com as pessoas nas redes sociais. Fala que coincide com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força potencial para os ouvintes que estão em questão, acha que seus trabalhos são mais uma vez brilhantes que sigam nessa faixa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas que eu sou admira o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e Um trabalho que as pessoas gostam muito de fazer e se tiver agregado alguma forma, você também fala com as pessoas nas redes sociais. Fala que coincide com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força potencial para os ouvintes que estão em questão, acha que seus trabalhos são mais uma vez brilhantes que sigam nessa faixa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas com quem sou eu admiro o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força potencial para os ouvintes que estão em questão, acha que seus trabalhos são mais uma vez brilhantes que sigam nessa faixa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas com quem sou eu admiro o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força potencial para os ouvintes que estão em questão, acha que seus trabalhos são mais uma vez brilhantes que sigam nessa faixa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas com quem sou eu admiro o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e

Alexandre:   0:00
Se você usar bem, se você tiver uma boa aparência, se você tiver uma boa postura, não haverá porque você simplesmente girará as costas para uma presença on-line adequada. custo dizer aqui, o mundo digital é uma reprodução do mundo presencial. Só que com uma diferença tudo ou que ocorre lá é potencialmente maior, seja para o bem, seja para o mal. Então, por exemplo, se alguém encontrar um advogado hoje, que nenhum momento em que alguém fará uma busca com o nome dele na ferramenta de busca do Google e não tiver uma reverência interessante para falar, ou para uma coisa que está sendo criada, tem que chegar a referência por outro meio, porque depois do mínimo que o advogado pode ter, uma preocupação é a primeira parte da empresa de busca do Google, apenas com referências, nem outras ou positivas. E aqueles que esquecem e deixam uma referência negativa falsa, ofensiva, pior ainda. Agora, com essas estrelinhas que existem ranqueamento, então, como as pessoas não percebem que são situações, essas soluções são perigosas com uma intensidade máxima diária para qualquer excesso de liberdade de expressão que possa ser enfrentada durante os últimos trinta e quatro anos. Formado, eu posso dizer para você que aprendeu o quanto mais rápido as pessoas reais, menos risco A gente vai ter. Então, nosso escritório trabalha para não deixar que um fato se transforme numa crise e porque alguém sabe que a maioria dos enfrentamentos incidentes que acontecem na internet têm um atraso e desordem na Internet. Isso mostra que as pessoas não estão preparadas para esse tipo de situação, mas complementam toda a questão quando tiveram a virada do século, então houve uma mudança. A mudança se deu porque fugiu no mercado nessa época. Em dois mil, final do ano, segundo semestre provedores com acesso gratuito à internet. Então, começou a formar mercado e não começou a formar o mercado não é o número. Vou que vai crescer mais gente. Uma sessão ainda que seja uma internet discada como naquela época, mas será interessante em cima desse mercado criar serviços e obviamente os serviços geram problemas. Os problemas são jurídicos e a interface com vários ramos. Relação de consumo criminal, direitos de imagem que são, e nesse momento é um divisor de águas do direito digital. Ele passa a formar esse recurso multifacetado multidisciplinar que prepondera hoje cada vez mais. E hoje, assim como um escritório pode, ele pode começar a atuar nessa área. E como o escritório pode adquirir mais clientes? Na área de direito digital, atua na área de muitos escritórios que vem direto de tal. Como uma situação muito simplória, encontra-se aqui Rousseff se há várias áreas há muito tempo no direito digital, agora oportunidade de mercado e tal. Quem sabe isso pode trazer uma receita para escritórios e muitas vezes, até porque tem uma carteira de clientes boa. Ele até usa o resultado inicial, mas chega um momento em que as crianças saem da sala, mas não consegue entrar no nível de profundidade do assunto, medidas sugeridas para uma consultoria para o poder explicar soluções barra de ferramentas tecnológicas. Então, respondendo à pergunta é necessário que o escritório busque talentos no mercado que já vem com Denny focado tanto quanto direito quanto a tecnologia. Não há como você enfrentar situações, seja nos tribunais, mas principalmente em consultoria. Se você não tiver interesse em discutir diariamente para poder aprofundar nessas questões legais e tecnológicas, e uma outra questão que me chama atenção aqui Assim, por que você enviou anteriormente e me corrija se tiver cumprido, liderado, mas eu estou abaixo até então o direito digital como se fosse um braço ali de todas as outras áreas. O delito de direito à revisão será um braço do direito social, mas estará tratando de relações sociais na Internet. Relações Contratuais na Internet Você considera essencial o profissional especialista em direito digital, além de aprender essas outras áreas. Ele também espera nessas áreas, porque não é o caso contrário, o que era uma pessoa que sabe muito sobre a Internet, mas ela não tem ele, o conhecimento jurídico, os advogados, ele é especialista especialista nessa hora, tem toda a razão. Engana se quem pensa o contrário. É necessário que uma pessoa que tenha um talento especial para estudar os problemas jurídicos que esteja ocorrendo no meio digital tenha a possibilidade de contextualizar os problemas dentro da legislação existente. O que direito de advogado e tal faz muito bem ao bom advogado de direito digital. Ele analisa o fato e contextualiza diretamente. Não há lei já existente, muito onde a Internet muitas vezes e falou por aí a lei aqui ambígua. Ela também pode ser aplicável. Não apenas no mundo presidencial, como foi previsto na época em que foi sancionada, mas também no mundo digital. Então, ele precisa sim. Não existe essa questão de sou totalmente cem por cento digital. Peraí, não é assim que funciona. O que funciona no Direito Digital, atua na área de direito digital, porque eu sei como contextualizar os problemas sociais a partir das empresas que atuam na Internet. Mas eu tenho que ter uma base de conhecimento social, de contratos, de relação de consumo na linha de crimes cibernéticos. Então, coordenei, durante dez anos, uma pós-graduação em São Paulo. Qual o objetivo que eu queria justamente, criar um conteúdo programático Aplicar temas desses ramos tradicionais de direitos que não são tratados na faculdade? Então, como é que foi montada o recurso? Isso já foi justamente os pontos. Como é que as pessoas têm que começar a se preocupar com isso? Por mais que dá provas, agora se estuda provas eletrônicas digitais, mas dá contratos analisa. A questão da manifestação de vontade com contratos são mais, mas dá direito ao consumidor. Então saiba tudo sobre a relação de consumo online. Não vê que é uma extensão da área tradicional. Eu não me preocupo muito. Sabe ciência que é um, é um subproduto da área tradicional ou é um ramo. Uma parte não é com essas coisas que eu quero dizer para os que estão ouvindo, nos escutamos, e se você não consegue encontrar o que é o seu conhecimento avançado sobre os problemas tecnológicos. Se você não entender o processo civil e ter que defender uma ação relacionada ao licenciamento de software Amanda Então, engane-se quem fica meio que inebriado com essas questões tecnológicas e um diferencial. Mas é um diferencial que será revelado quando for contextualizado com o ramo tradicional direito. Isso faz diferença e qual a velocidade com quais são as tendências, nesse mercado para o futuro. Assim, pegando toda a evolução, diz que você começou a atuar e trinta e quatro anos, até hoje tem diferença ou que acha que começa cinco anos há dez anos? Muitas coisas mudaram. Como eu disse durante muito tempo as pessoas praticamente deduzem questões de licenciamento de software, começando por aí. O uso não autorizado de imagem e era muito chato, até porque era muito restrito. Eu acho que também tem faculdade, foi oitenta e dois, tempo, trinta e oito anos. Eu acho que um dia é um de todos os ramos do direito que entra com essa área já vinha, inclusive como acusações de proteção de dados que acontecem atrás. Mas o Brasil foi muito lento nessa mudança. Você tem ideia, nós somos sentença. Os países do mundo que possuem lei de proteção de dados pessoais, sendo que hoje já temos cento e vinte países. Então, a mudança começou a ocorrer, principalmente a partir do divisor de águas que eu falei e aí a situação na medida em que o público da internet vai sofrer alterações, os problemas vão cair e as ofertas de serviços para os advogados também. Então, veja, nós vimos numa crescente, mas prescindindo de alguns marcos legais, esses marcos acontecem. A gente sabe lidando diariamente com vários problemas jurídicos que existem em grandes lacunas que até então eram uma lei de proteção de dados pessoais. O dado no Brasil não teve nenhuma proteção, embora alguns direitos sejam aplicados e sejam, Nós somos tão dependentes dessa lei de proteção de dados pessoais para resolver problemas. Existe uma Constituição quando se viu, quando o consumidor, além da criança e do adolescente, isso é aplicado. No entanto, estamos passando por um impulso que nunca existirá. E uma tendência futura, sem meu ponto de vista, é enxergar ou mundo, como sendo um local onde o processamento de dados só vai crescer. O tratamento de dados só vai crescer porque estamos passando por diversos exemplos de corrupção. E aí você tem algumas forças tecnológicas que estão vindo por aí. Hoje estamos prestando consultoria para algumas empresas estrangeiras de ponta, líder de mercado em cinco, que eu acho que vai ser uma revolução absurda em termos de uso da internet, pela velocidade, pelo fato de uma pessoa ter uma latência mínima em termos de acesso a dados e, por outro lado, isso também irá impulsionar ou acessar a Internet das coisas além da inteligência artificial. Então pega esses três itens para poder dizer como é possível, graças a Deus, a demanda de serviços nessa área de direito digital, como as pessoas realmente investem nisso, ter talento para criar talento para poder lidar com essa área. Então as oportunidades são boas. Agora eu quero deixar aqui bem registrado. Uma coisa que eu sou da época em que digita, júris, procedimento de jurisprudência no computador, meu pai chega à tribuna e fala para o desembargador que já tinha sido julgado como assado em determinado assunto e pulava da cadeira Sou da época que um desembargador ligava a gente um banco Primeiro pelo escritório do Brasil, que tem um banco de dados, jurisprudência ligar para mim para o chão, tirando seu computador. Todos os meus votos de responsabilidade civil, ela imprimia neurológica setecentos e vinte matricial. Entregava ele pelo poder estudar, porque o próprio tribunal não tinha isso. Então, uma lei para caramba, em termos de pesquisa, estudo, tudo mais. Hoje eu vejo o pessoal em regra, está óbvio que tem exceções em uma zona de conforto absurdo, entendeu? Hoje existe uma maneira de seguir o caminho para encontrar o seguinte para o meu vade mexer com minha forma de usar a ferramenta de busca do google ponto Entender pelo amor de Deus? Deu assim. Isso aí pode ser o limite de uma pesquisa, um estudo para um advogado que realmente deseja desassociar sua área. Eu continuo compreendendo o livro todo dia. Graças a Deus, uma pessoa tem uma biblioteca do escritório por volta de mil livros na área de edital brasileiro estrangeiro e tenta motivar a minha aqui para poder também unificar na base operacional, para poder aprender. Então essa sede de sabre ela sempre acompanha um advogado jovem que era interessado na polícia porque eu acho que tem muita coisa boa para mim por lá. Mas o sucesso tem que ver com muita paciência. Existe uma falha na compreensão do que essas coisas, todas as rápidas, o que acontece na internet, também passam rápido, sucesso, rápido, ganho, dinheiro em relação à carreira de advogado que não pode ser praticado nessa armadilha. Tudo é construído, tijolo por tijolo. Passo a passo é um exercício de paciência. Quem não é paciente, não pode ser revogada. Então pense como as coisas vão acontecer para o bem. Mas como, com muita perseverança com muita dedicação, porque sempre o papel do advogado não encontra o botão de abertura, colocar uma informação sobre o seu perfil na internet está tudo resolvido. Então, até porque o currículo das pessoas na internet hoje não é apenas o que elas falam, mas, principalmente, o respeito dos comentários do terceiro, que fala sobre o respeito dela e, muitas vezes, a Internet guarda estranhas. Eu acho que mais do que falar hoje também é muito ruim se tudo estiver exposto, uma questão que alguém defende muito aqui na Flona. Aqui, na fila da noite gosta muito de produzir conteúdo até que ele possa, quem tem um blog e quem sabe valorizar muito, sabe também acho que eu também considero um conteúdo, o seu trabalho que dá para você ter idéia de que eu fui o cara que em dois e quatro meses, criou o primeiro bloco jurídico no Brasil chamado Direito às novas tecnologias. Então, nós somos um gerador de conteúdo de várias formas e valorizamos muito como vocês fazem esse trabalho, porque não é fácil nem um pouco fácil. Obrigado pelas palavras e você é um dos blocos que eu personalizo, sempre acompanhei E que eu vi ou que realmente criam blogs, cria um ponto que as pessoas criam como iniciativas que as pessoas fazem aqui. Não falou, por exemplo, os resultados. Eles são de longo prazo e eu vejo muitas pessoas buscando mais clientes, sempre no curto prazo. Então você vai investir um milhão de reais. Ele me anuncia no Instagram no Facebook fazer tudo completo assim, automático, Tudo assim abertura. O botão resolver, mas o fator humano é fundamental. É difícil gente assim conseguir. É importante que as pessoas pensem em soluções curtas, prazos e armazenamentos que vão conseguir fazer com isso, com certeza também. Mas é muito importante que as pessoas pensem no longo prazo, no longo prazo e no escopo de você, Alecsandro vez que você tem uma visão ao mesmo tempo pragmática desse lado, que vamos com calma, como coisas que exigem um tempo, apenas que ao mesmo tempo de uma vez com uma visão tão otimista para o direito. Assim, nos próximos anos próximos, sociais, vamos ter várias oportunidades. Sou otimista porque é porque eu trabalho muito. Quem fica recuperando o tempo na vida é porque não se dedica tanto a quem está pegando pesado. Isso é que faz. As pessoas vêem que as oportunidades estão surgindo, então nas portas abertas, mas que você tem que ser perseverante, que acredita que os resultados são alcançados, mas nada tão instantâneo como as mudanças tecnológicas da Internet. Estou pensando em seguir que eu também sou otimista. Só que como é que vai ser otimista com tanto faculdade de direito no país com essa concorrência gigante e também com o mesmo tempo com pessoas falando que os advogados vão ser substituídos por filtros que podem ver sobre essas coisas que são comuns, como as pessoas diz Olha primeiro, número de advogados que existem na Faculdade de Direito. Há um mês atrás, conversei no Conselho Federal da OAB em Brasília, com o subsecretário geral do Today Are Adiante. Indie. Pautou um assunto que era apenas o mercado de advogados que pode incluir, se lançar no mercado agora, a vigilância da lei de proteção de dados pessoais. Porque eu imagino que vai surgir um contencioso muito grande em relação a isso. Um tíquete premiado, porque houve desvio dos dados pessoais de uma pessoa, vai ser algo muito mais potencializado ou acontecido quando foi encontrado em mil novecentos e noventa com entrada em vigor no consumidor. Então, isso vai ter um impacto muito grande e ele disse que essa oportunidade. Alexandre Hoje, da OAB, conhece, ajudou, ajudou a montar o Cadastro Nacional de Advogados. Na época, coordena uma grande equipe no departamento de TI. E hoje eles têm um milhão, milhões de advogados. Só que e esse número se não é impressionante. Impressionante taxa de crescimento, que faixa de vinte e cinco a trinta por cento por ano. Então, estão para um negócio desse tipo. Não existe uma classe profissional do mundo. Só fica uma dúvida no meio da Índia. Tenho minhas dúvidas sobre o número de advogados, como tem ideia, o mercado de certificado digital, hoje emitido apenas pela OAB já está chegando a setecentos e cinquenta mil advogados, o juiz o Brasil, por exemplo, hoje já deve ter cerca de novecentos mil advogados, sete por cento. Parece ser a advocacia brasileira, hoje o público pagante do jogo Brasil e então essas questões. Mas em compensação, o segundo grande número de quatrocentos e cinquenta mil advogados que estão ganhando para pagar como contas. Então, por que isso acontece? Porque as pessoas não podem ficar na vala comum, entendeu? Elas têm alguma solução diferenciada. Nós temos aqui uma dica de economia e nós temos uma série de alternativas de mercado que não fazem reembolso completo ou exercício de advocacia. A forma de ganhar dinheiro advocacia, nos próximos anos é mudar. Como já mudou mais ainda. Radicalmente isso que as pessoas têm que saber. Tem que entender o caminho do modelo de negócio, o caminho que isso gera. Então, minha preocupação de quem não caiu nessa vala comum em relação ao segundo ponto. A sua pergunta sobre a máquina vai substituir um advogado? Eu não concordo com essa forma, não sei como estudar um assunto de inteligência artificial. Inclusive, já que a arte Vital coloca muito bem minha posição no respeito. Eu acho que os sistemas de inteligência artificial têm talentos que os humanos não têm. Os humanos têm talentos que os sistemas de inteligência oficial não têm. Então, quem fala que não vai matar o outro eu não concorda e acha que paginação para ver se um dia essa situação vai reverter. Eu acho que o melhor dos mundos que a gente vai seguir daqui para frente é a somatória desses dois talentos em busca de algum resultado, mas não achando que uma coisa não substitui outra, ninguém vai achar que vai dar uma sentença. Automaticamente já pode usar inteligência artificial, por exemplo, com suporte a suporte de decisão decidido, com base na predição de votos de tendência com que ele já é jogado, ou com agora efetivamente isso nunca será um ato isolado, automatizado, sem intervenção humano para poder fazer uma validação final, Então, há muito ruído. Há muitas bases em relação a essas ações, que eu acho que as pessoas têm que botar um pouco de termômetro na realidade de um ano. É bom que esteja falando sobre isso. De outro, fala muito sobre tecnologia, mais prática, e pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não existe um índice de felicidade, talvez uma empresa que tenha uma banda de atendimento jurídico, do Brasil, que saiba o mundo que é o jogo Brasil e a convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investir em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui, o pessoal acha que um editor de inteligência artificial é, de ter. Se chegar jogo texto lá e pronto, o computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não apenas no Brasil, mas outros amigos que também tiveram a oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelamos que temos hoje o dado sem sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações em uma linguagem figurada. Eu diria para vocês que temos hoje o pré-sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento de diversas camadas, marcações e tal para poder virar dados a informações da somatória da informação, conhecimento e somatória do conhecimento. A sabedoria, então faça o pré-sal, até virar petróleo, e um longo caminho que as pessoas estão abrindo rapidamente que é interessante. O Brasil tem o maior número de gdapa jurídicos do mundo. Não existe nenhum país do mundo que inicie e três tribunais produzam todas as suas decisões já em andamento, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e, se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso os resultados ainda não aparecem. Mas vai parecer que você teve uma grande parte para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa uma entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque desde a primeira reunião de discussão que representa a lei federal da OAB sobre o processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar sobre um aspecto histórico aqui, que talvez tenha poucas pessoas que, inclusive, está muito bem narrado em outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relacionamento com toda a forma detalhada, que eu participo de tudo como negociador da, definindo como prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois de ocupar uma cadeira no CNJ, perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, ou o processo judicial eletrônico nascido apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na versão a seguir, solução, não vai encarar o que vai fazer um projeto diferente. Faça um sistema que permita automatizar todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é usada em termos de tecnologia da informação. Sempre foi lançado, depois de renda, uma série de testes assim e já foi levantado em uma nave que dá sem nenhuma referência a ela, que viajou na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito de Tecnologia durante dez anos . Então, tive uma oportunidade, uma Espanha, uma autoria para o Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinha um projeto tão usado quando o Brasil quisesse enfrentar uma situação sem referência internacional, criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais pelo meio eletrônico foram assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda há muita coisa para mim. Eu sou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda no Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma alteração na informação do Judiciário para a informação da justiça. Faz muita diferença antes dessa informação de informação do Judiciário, porque é isso. O departamento está preocupado em resolver problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, uma informação da Justiça tem que informar como práticas processuais não somente no tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa forma. Só que eles não estavam acostumados a ouvir como pessoas e, por esse motivo, os sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como vários advogados reclamem o sistema. Razão só assim, por outro lado, ou papel assim de organização dos dados. Mas não sejamos tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então, um simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está com menos de tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já andamos praticamente tudo. Alguns falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que bacana demais? Foi um fato que ocorreu quando a implantação do processo judicial eletrônico em todos os tribunais foi implementada. Hoje, todos são iguais nos processos judiciais eletrônicos, então o Brasil não é uma Suíça entendida. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com que os diretores de todos os tribunais conheçam, explodam perto, participem de eventos do ano com eles e outras pessoas acompanhem essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, pode criticar sempre a redução positiva construtiva, mas não pode dizer outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, o Simples foi criado como um sistema para poder executar todo o processo digital, então era muito difícil Nice negociar com o juiz para poder dizer a namorada. Só a rotina de trabalho vai mudar. Agora, vamos criar um sistema que faça com que você altere o seu Rita de edição para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar uma secretaria, então pensava em Os tribunais eram focados em todas as rotinas processuais ou porque um ministério ela ingressou na época. Assim, temos que terminar com inércia de papel que ou papel impõe uma inércia, porque era como as rotinas burocráticas aplicadas. Só que o processo de petróleo focou na secretaria em grande parte da história moral. Os processos tramitam mais rapidamente a secretaria chegar mais rapidamente conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo no trabalho, da mesma forma como trabalha antes, está estressado. Não criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para obter maior celeridade ainda não aconteceu e isso é causa de um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápidos, isso acontece na semana para todo o mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas são confirmadas nessa situação e volta a entrar em uma rota de desempenho superior. Ou então, esses métodos alternativos de solução, de detecção, de estar sempre mais espaço, muito bacana, relacionados ao seu histórico de objetos, disseram lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, um momento muito interessante que empolgou muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, fomos até a prisão e assim continua sendo. Você começou a escrever no início do episódio que você não está no momento em que está aprendendo mais sobre sua vida. Agora você mencionou isso de novo? Quais são os seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos, como, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudando ação, sistema novo? Que proteção de dados pessoais está tutela importante, que cidadão tem que ter um assunto mundialmente hoje, um assunto em que temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, como grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Outro lado, os governos, cada vez mais vinculado ao acesso à jurisdição, ou seja, força de ação alternativa por essa experiência de participação da audiência pública do WhatsApp, representa o OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim, pois as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguir as horas que aplicam seus direitos, a beleza aplica-se, mas não o mundo presencial, porque esses espaços aqui, aqui, aqui, aqui, eu tenho um código, então faço como direito da minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois milhões e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata ao presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata, que passou pelo seu livro clássico chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que fala assim, ou seja, quem tem um código na mão que tem mais eficiência econômica para fazer alterações do que quem tem lei em seu favor. Então, por esse motivo, temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionado por situações que ocorrem recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica, fique aqui para quem não assistiu ainda para esse tipo de privacidade fantástica, saqueada na ordem e ela manda todos eles quando assunto de dados, vazamento de dados, etc. Então, esse é o momento em que mais pessoas estudam sem aspecto mundial os problemas que são os mesmos como um dos países. O tema por muito tempo não ficou único como objeto de questionamento na legislação, não chega atrasado a todos os nossos vizinhos aqui no consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem, se você pegar uma legislação, uma primeira diretiva de inovação e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires teve facilidade, tem uma língua a seu favor. Mas isso mostra como é que as pessoas, como é que isso representa, esse representa o assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar proteção a dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos internos, retira ou atrasa em relações, conhecimento, essa maturidade para proteção de dados. Então essas mudanças estão ocorrendo nas forças, mas as pessoas têm que ver com calma. Eu vejo quantas pessoas já estão colocando como doutores mentem e, por esse motivo, as pessoas têm mais paciência, por que essa é uma grande oportunidade para os próximos anos do Advocacia de Ladário de Edital Tive o prazer de receber a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia em um trabalho fantástico, falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não execute episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestando consultoria em energia, pede mãe, poucas pessoas sabem. É uma responsabilidade muito grande e não é um habeas entendido, Querem ser, mas não são, Então, você deve humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e acho que falta muito disso. Não sei se é um elemento de geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendemos três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de composição, se houver, entrado, entregue, bem, trabalha bem, entendido, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defender também a nossa geração defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como não há mar em que poucas pessoas são analisadas como vezes quem tem um ano de experiência próximo a pessoas que não têm ninguém? Essas pessoas estão se considerando mais experiente. Veja bem-estar e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós sempre temos que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo do voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí, que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estava lendo três livros, fez um curso de nossa mãe, em São Paulo. No orçamento para lá não é assim, mas muitas vezes acredita nisso Deus e o pior agora para outro, aparece quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunte em algum lugar efetivamente teve uma experiência de atuação para candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são feitas aqui certificação. Tudo bem. Então, há uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais necessária. É muito mais desafiador do que parece. Se você tiver experimentado uma falta de experiência para pensar em que tipo de experiência, essa experiência efetiva só será possível depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Nós temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas, etc. Mas nós não temos tempo de rodar ainda, pode-se dizer que perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como uma reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio até o escritório consolidado, mas atua em outra área, mas ainda não está no segmento digital de que tem indicação para essas pessoas também era a paciência muito simples, nada acontece com a velocidade da Internet, ele se dedica a estudar todo o dia e, principalmente, você pode mudar, não é o que está acontecendo no Brasil, mas como tendências que vêm de fóruns, meses depois Chegamos aqui saber lidar com informações desapegadas Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhar com todas as atividades, escritório como já faz mais de dez anos, eu não tive o tempo reação rápida à decisão, que, em caso de recurso, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque está empolgado mesmo, gosto de que eu escolho e sinto cada dia que passa mais realizado no momento em que estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo mantém constante a atualização, não apenas o direito, mas todas as tendências tecnológicas estão surgindo, o que afeta o direito e o acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com paciência nos que somos e sucesso rápido, podemos subir rapidamente rápido. Eu acho que é muito mais difícil manter o alcance. Então, por esse motivo, aqui, como todos os ouvintes do Porto, não é como Tróia começar a interessar mais a França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são frutos de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso ou histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Eu tenho certeza de que valeu bastante pena. O tempo que vocês investiram aqui, agradecemos por exibir novamente pela audiência. Se você gostou do episódio, compartilhe também com outros colegas advogados que precisam ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para pessoas, produz esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando uma gravação. Já estou preocupado com uma edição que as pessoas vão ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que as pessoas gostam muito de fazer e se tiver agregado alguma forma, você também fala com as pessoas nas redes sociais. Fala que coincide com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força potencial para os ouvintes que estão em questão, acha que seus trabalhos são mais uma vez brilhantes que sigam nessa faixa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas que eu sou admira o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e Um trabalho que as pessoas gostam muito de fazer e se tiver agregado alguma forma, você também fala com as pessoas nas redes sociais. Fala que coincide com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Quando você faz mais força, o potencial de ouvir coisas pode causar problemas, acha-se mais uma vez brilhante o que significa, e está preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas que eu sou admira o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e Um trabalho que as pessoas gostam muito de fazer e se tiver agregado alguma forma, você também fala com as pessoas nas redes sociais. Fala que coincide com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força potencial para os ouvintes que estão em questão, acha que seus trabalhos são mais uma vez brilhantes que sigam nessa faixa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas que eu sou admira o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força potencial para os ouvintes que estão em questão, acha que seus trabalhos são mais uma vez brilhantes que sigam nessa faixa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas que eu sou admira o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força potencial para os ouvintes que estão em questão, acha que seus trabalhos são mais uma vez brilhantes que sigam nessa faixa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, uma fonte de informação tão qualificada com pessoas que tiveram a oportunidade de interagir aqui onde estão meus amigos, muitas pessoas que eu sou admira o mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então mostra como gente conteúdo de qualidade e

Alexandre:   58:48
Até porque costumo dizer aqui, o mundo digital é a reprodução do mundo presencial. Só que com uma diferença tudo o que ocorre lá é potencialmente maior, seja para o bem, ou seja, para o mal. Então, se por acaso a gente encontra um advogado hoje, que no momento que a gente vai fazer a busca do nome dele na ferramenta de busca do Google e não tem uma reverência interessantes a falar, ou para ter uma coisa que está estreando, tem que chegar referência por outro meio, porque depois o mínimo que o advogado poderia ter, a preocupação de ter uma primeira parte da firma de busca do Google, só com referências, nem outras ou positivas. E aqueles que esquecem e deixa uma referência negativa falsa, ofensiva, pior ainda. Agora, com essas estrelinhas que existe ranqueamento, então as pessoas não percebem que são situações cujas soluções merecem a máxima atenção diária para que qualquer excesso de liberdade de expressão possa ser enfrentada imediatamente ao longo desses trinta e quatro anos. Formado, eu posso dizer para você que aprendia que quanto mais rápido a gente reais, menos risco A gente vai ter. Então, nosso escritório a gente trabalha muito para não deixar que um fato se transforme numa crise e porque a gente sabe que a maioria dos enfrentamentos incidentes que acontece na internet tem um enfrentamento tardio e desordenado. Isso mostra que as pessoas não estão preparadas para esse tipo de situação, mas só complementando ali aquela questão quando teve a virada do século, então a houve a mudança. A mudança se deu porque porque fugiram no mercado naquela época. Em dois mil, final do ano, segundo semestre provedores com acesso gratuito à internet. Então começou a forma mercado e no que começou a formar o mercado não é o número. Vou que vai crescer mais gente. A sessão ainda que seja uma internet discada como tinha naquela época, mas vai interessando em cima desse mercado criar serviços e obviamente os serviços geram problemas. Os problemas são jurídicos e interface com vários ramos. Relação de consumo criminal, direitos de imagem que seja, e daí nesse momento é que é um divisor de águas do direito digital. Ele passa começa a formar essa característica multifacetada multidisciplinar que o que prepondera hoje cada vez mais. E hoje, assim como que um escritório pode, ele pode começar a atuar nessa área. E como que o escritório pode adquirir mais clientes? Na área de direito digital, atuar na área tem muitos escritórios que vem direto de tal. Como a situação muito simplória acha que a bom voltou aqui Rousseff se vários áreas há muito momento em direito digital tem oportunidade agora de mercado e tal. Quem sabe isso pode trazer uma receita para escritório e muitas vezes, até porque tem uma carteira de clientes boa. Ele até costuma ter o resultado inicial, mas chega um momento que as crianças têm que sair da sala, mas não consegue entrar no nível de profundidade de assunto, de medidas sugestivas de uma consultoria para poder explicar soluções jurídicas barra tecnológicas. Então, respondendo à pergunta é necessário que o escritório busca de talentos no mercado que já vem com Denny focado tanto o direito quanto à tecnologia. Não há como você enfrentar situações, seja nos tribunais, mas sobretudo em consultoria. Se você não tem o interesse disputar diariamente para poder aprofundar nessas doze frentes jurídica e tecnológica, e uma outra questão que me chama atenção aqui Assim, pelo que você trouxe ele anteriormente e me corrija se eu tiver cumprindo, liderado, mas eu estou inferior até então o direito digital como se fosse um braço ali de todas as outras áreas. Delito do direito à revisão vai ser um braço do direito societário, porém estiver tratando de relações societárias na internet. Relações contratuais na internet Você considera que é essencial que o profissional especialista em direito digital, ele também aprender essas outras áreas. Ele também se espera nessas outras áreas, porque se não caso contrário, o que foi uma pessoa que sabe muito ali sobre a internet, mas ela não tenha ele, o conhecimento jurídico, os advogados, ele geralmente especialista naquela hora tem, tem toda razão. Engana se quem pensa o contrário. É necessário que a pessoa que tem um talento de gostar de estudar os problemas jurídicos que acontecem no meio digital tem tirar proveito disso contextualizando os problemas dentro da legislação para existente. O que que o advogado direito e tal faz muito bem ao bom advogado direito digital. Ele analisa o fato e contextualiza diretamente. Não há lei já para existentes, muito onde internet muitas vezes e falou para por aí a lei aqui ambígua. Ela pode ser aplicável também. Não só o mundo presidencial, como foi previsto na época em que foi sancionada, mas também ao mundo digital. Então, ele precisa sim. Não existe essa questão de sou totalmente cem por cento digital. Peraí, não é assim que funciona. O que funciona eu sou Direito Digital, atuou na área de direito digital porque eu sei como contextualizar os problemas societários a partir das empresas que atuam na internet. Mas eu tenho que ter a base de conhecimento de societário, de contratos, de relação de consumo on line de crimes cibernéticos. Então, coordenei, durante dez anos, uma pós graduação em São Paulo. Que que o que o objetivo que eu queria justamente, de criar um conteúdo programático selecionando temas desses ramos tradicionais de direitos que não são tratadas na faculdade? Então, como é que era montada recurso? Isso aí já era justamente os pontos. Como é que as pessoas têm que se começar a se preocupar com isso? Por mais que dá provas, agora se estuda provas eletrônicos digitais, mas dar contratos analisa. A questão de manifestação de vontade com contratos são mais, mas dá direito consumidor. Então saiba tudo sobre relação de consumo online. Não se vê que é uma extensão da área tradicional. Eu não me preocupo muito. Sabe ciência que é um, é um subproduto da área tradicional ou se é um ramo. A parte no hiper com essas coisas que eu quero dizer para os ouvintes que estão, nos escutamos, é que você não pode achar que só o seu brilhante conhecimento tecnológico resolverá os problemas. Se você não entender de processo civil e tendo que defender uma ação relacionado a licenciamento de software Amanda Então engana se quem fica meio que inebriado só com essas questões tecnológicas é um diferencial. Mas é um diferencial que só se revelará quando for contextualizado com o ramo tradicional direito. Isso que faz a diferença e qual a velocidade com quais são as tendências assim, nesse mercado para o futuro. Assim pegando toda evolução, diz que você começou a atuar e a trinta e quatro anos, até hoje tem de diferente o que você acha partida que a cinco do que há dez anos? Muitas coisas mudaram. Como eu disse durante muito tempo a gente praticamente dedicava questões de licenciamento de software, começando por aí. O uso não autorizado de imagem e som era muito chato, até porque era muito restrito. Eu achava que tem também na faculdade, foi oitenta e dois, tempo, trinta e oito anos. Eu achava que um dia um de todos os ramos do direito que se entrelaça com essa área já vinha, inclusive as acusações de proteção de dados acontecer lá atrás. Mas o Brasil foi muito lento nessa mudança. Você ter ideia, nós somos sentença. Tem ser países do mundo que estão a lei de proteção de dados pessoais, sendo que hoje nós já temos cento e vinte países. Então assim a mudança começou a ocorrer, sobretudo desse divisor de águas que eu falei E aí a situação na medida que o público da internet vai aumentando, os problemas vão aumentando e as ofertas de serviços para os advogados também. Então, veja, nós vimos numa crescente, mas prescindindo de alguns marcos legais, esses marcos aconteceram. A gente sabe lidando diariamente com vários problemas jurídicos que a grande lacuna que existia até então era ter uma lei de proteção de dados pessoais. O dado no Brasil não tinha nenhuma proteção, embora algumas leis poderiam ser aplicadas e são, Nós estamos só dependendo dessa lei de proteção de dados pessoais para poder resolver problemas. Existe a Constituição quando se viu, quando o consumidor, além da criança e do adolescente, que isso tudo é aplicado. Porém nós estamos passando por impulsionamento que jamais que jamais existiu E a tendência futura, no meu ponto de vista, é enxergar o mundo como sendo um local onde o processamento de dados só vai crescer. O tratamento de dados só vai crescer porque nós estamos passando por diversos exemplos de corrupção. E aí você tem algumas forças tecnológicas que estão vindo por aí. Nós estamos hoje já prestando consultoria para algumas empresas estrangeiras de ponta, líder de mercado em cinco, que eu acho que vai ser uma revolução absurda em termos de uso da internet, pela velocidade, pelo fato de a gente ter uma latência mínima em termos de acesso de dados e, por outro lado, isso também vai impulsionar o que a internet das coisas além da inteligência artificial. Então pega esses três itens para poder dizer como é que vai potencializar, graças a Deus, a demanda de serviços nessa área de direito digital, As pessoas realmente investir nisso, ter talento para poder criar talento para poder lidar nessa área. Então as oportunidades são boas. Agora eu quero deixar aqui bem registrado. Uma coisa eu sou da época em que digitava, júris, procedimento de jurisprudência no computador, o meu pai chegada à tribuna e falar para o desembargador que já tinha julgado assim assado em determinado assunto e pulava da cadeira Sou da época que um desembargador ligava a gente um banco Primeira pelo escritório do Brasil, que tem um banco de dados, jurisprudência ligar para mim para o chão, tirando seu computador. Aí todos os meus votos de responsabilidade civil, ela imprimia neurológica setecentos e vinte matricial. Entregava ele pelo poder estudar, porque o próprio tribunal não tinha isso. Então, a lei para caramba, em termos de pesquisa, de estudo, tudo mais. Hoje eu vejo o pessoal em regra, está óbvio que tem exceções numa zona de conforto absurda, entendeu? Hoje existe uma certa o travamento assim de achar o seguinte para aí meu vade mexer com minha forma de pesquisar a ferramenta de busca do google ponto Entendeu pelo amor de Deus? Deu assim. Isso aí jamais pode ser o limite de uma pesquisa, de um estudo por um advogado que queira realmente desponta na sua área. Eu continuo comprando o livro todo dia. Graças a Deus, a gente tem uma biblioteca do escritório por volta de mil livros na área de edital brasileira estrangeiro e tentam motivar a minha aqui para poder também unificação na base operacional, para poder aprender. Então essa sede de saber ela sempre que acompanhar um jovem advogado que era se interessar a polícia porque eu acho que tem muita coisa boa para mim por aí. Mas o sucesso tem que ver com muita paciência. Existe uma falsa a compreensão de que essas coisas, todas rápidas, que acontece na internet, também vão acontecer rápido, sucesso, rápido, ganho, dinheiro em relação à carreira de advogado não caiam nessa armadilha. Tudo é construído, tijolo por tijolo. Passo a passo é um exercício da paciência. Quem não for paciente, não pode ser revogada. Então pensar que as coisas vão acontecer para o bem. Mas como, com muita perseverança com muita dedicação, porque sempre o papel de advogado não acha que apertar um botão, colocar uma informação sobre o seu perfil na internet está tudo resolvido. Então, até porque o currículo das pessoas na internet hoje não são formados apenas por aquilo que elas falam de si mesmo, mas, sobretudo, a respeito dos comentários de terceiro, que fala a respeito dela e, muitas vezes, aí a internet guarda surpresas. Eu acho que mais do que falar hoje também é muito que se faz é que está tudo exposto, uma questão que a gente defende muito aqui na Flona. Aqui, na fila noite gosta muito de produzir conteúdo até por isso que ele se pode, que a gente tem um blog E a gente sabe que eu valorizo muito e sabe, Eu acho que eu também me considero um conteúdo disso, O seu trabalho que dá para você ter ideia eu fui o cara que em dois mil e quatro, criou o primeiro bloco jurídico no Brasil chamado Direito às novas tecnologias. Então são essencialmente um gerador de conteúdo de várias formas e valoriza muito como vocês fazem esse trabalho, porque não é fácil nem um pouco fácil. Obrigado pelas palavras e você é um dos blocos que eu pessoalmente, sempre acompanhei E o que eu vi o que realmente criam blogs, cria um ponto que a gente cria as iniciativas que a gente faz aqui. Não falou, por exemplo, os resultados. Eles são de longo prazo e eu vejo muita gente querendo capital mais clientes, sempre no curto prazo. Então vou investir um milhão de reais. Ele mim anúncio no Instagram no Facebook fazer completa tudo assim, automático, Tudo assim apertou. O botão resolve de certa, mas o fator humano é fundamental. É difícil a gente conseguir assim. É importante a gente pensar golpe em soluções curto, prazo e tem escritórios que vão conseguir fazer com que isso, de certo também. Mas é muito importante a gente pensar no longo prazo, no longo prazo e pelo que o escuto de você, Alecsandro vez que você tem uma visão ao mesmo tempo pragmática desse lado, de que vamos com calma, as coisas demoram demandam um tempo, só que ao mesmo tempo de vez com uma visão assim otimista para o direito. Assim, nos próximos dos próximos anos, social, vamos ter várias oportunidades. Sou otimista porque é porque eu trabalho muito. Quem fica reclamando tempo tempo na vida é porque não se dedica tanto quanto a gente que está pegando pesado. Isso é que faz. A gente vê que as oportunidades estão surgindo, então em portas abertas, mas que você tem que ser perseverante, tem que acreditar que os resultados serão alcançados, mas nada tão instantâneo como as mudanças tecnológicas da Internet. Estou pensando no seguinte que eu também sou otimista. Só que como é que vai ser otimista com esse tanto de Faculdade de Direito no país com essa concorrência gigante e também ao mesmo tempo com pessoas falando que os advogados vão ser substituídos por robôs que se ver sobre essas coisas que é comum, que as pessoas dizem Olha falando primeiro, número de advogados que exista Faculdade de Direito. Eu estava um mês atrás que conversam no Conselho Federal da OAB em Brasília, com o subsecretário geral do Today Are Adiante. Indie. Pautou um assunto que era justamente esse mercado de advogados que podem inclusive se lançar ao mercado agora a vigência da lei de proteção de dados pessoais. Porque eu imagino que vai surgir um contencioso muito grande em relação a isso. Um tíquete premiado, porque houve desvio de finalidade dos dados pessoais de uma pessoa, vai ser algo muito mais potencializado o que aconteceu quando foi em mil novecentos e noventa com a entrada em vigor do colo do consumidor. Então, isso vai ter um impacto muito grande e ele me disse naquela oportunidade. Alexandre Hoje a OAB se conhece, ajudou, eu ajudei a montar o Cadastro Nacional de Advogados. Na época, coordenava uma grande equipe lá no departamento de TI. E hoje têm um milhão, duzentos mil advogados. Só que e olha esse número se não é impressionante. Impressionante a taxa de crescimento, que na faixa de vinte e cinco a trinta por cento por ano. Então estão para um negócio desse. Não existem uma classe profissional do mundo. Só fica uma dúvida meio com índia mais. Tenho minhas dúvidas que tem o número de advogados, como tem se ter ideia, o mercado de certificado digital, hoje emitidos só pela OAB já está chegando a setecentos e cinquenta mil advogados, o juiz o Brasil, por exemplo, hoje já deve ter cerca de novecentos mil advogados, sete por cento. E parece da advocacia brasileira, hoje público pagante do jogo Brasil e então essas questões. Mas em compensação, segundo área grande existem quatrocentos e cinquenta mil advogados que estão ganhando para pagar as contas. Então por que isso acontece? Porque as pessoas não podem ficar na vala comum, entendeu? Elas têm buscar alguma solução diferenciada. Nós temos aí a diga economia e nós temos aí uma série de alternativas de mercado que, não fazendo repensar completamente o exercício da advocacia. A forma de ganhar dinheiro advocacia, nos próximos anos é mudar. Como já mudou mais ainda. Radicalmente isso que as pessoas têm que saber. Tem que entender para que caminho de modelos de negócio, que o caminho que isso vai gerar. Então, a minha preocupação de que as pessoas não caiu nessa vala comum em relação ao segundo ponto. A sua pergunta sobre se máquina vai substituir advogado? Eu não concordo com essa forma, de jeito nenhum eu estudando tem um assunto de inteligência artificial. Inclusive, já que a arte Vital coloca muito bem minha posição a respeito disso. Eu acho que os sistemas de inteligência artificial tem talentos que os humanos não têm. Os humanos têm talentos que os sistemas de inteligência oficial não tem. Então quem fala que não vai matar o outro eu não concordo e acho que pagaria para ver se um dia essa situação vai se reverter. Eu acho que o melhor dos mundos que a gente vai alcançar daqui para frente é a somatória desses dois talentos em busca de algum resultado, mas não achando que uma coisa não substitui a outra, ninguém vai achar que vai dar a sentença. Automaticamente já pode usar a inteligência artificial, por exemplo, com o suporte de apoio decisório do magistrado, com base na predição dos votos da tendência com que ele já jogou, o que agora efetivamente isso nunca vai ser um ato isolado, automatizado, sem intervenção humana para poder fazer a validação final, Então, há muito ruído. Há muito bases em relação a essas ações, que eu acho que a gente tem que botar um pouco de termômetro a realidade de um ano. É bom que estejam falando sobre isso. De outro, fala se muito sobre tecnologia, mais prática, se pouco nossa. Se for pegar, Então, em relação a esses assuntos e a inteligência artificial, eu acho que tem muita fumaça para pouco fogo. Até porque não existe tecnologia suficiente para fazer tudo o que as pessoas dizem. Não tem a felicidade a um índice advogado, talvez de uma empresa que tem uma banda cuidado jurídico, do Brasil, que sabe o mundo que é o jogo Brasil e convenção no campo pessoal de lá. Um dia depois de mais seis não investem em inteligência artificial. A resposta foi simples aqui o pessoal acha que a inteligência artificial é editor, de ter. Se chega jogo texto lá e pronto computador vai ter um sistema cognitivo. Vai, aprendi tal. Está tudo resolvido não só no Brasil, mas outros amigos que também tiveram oportunidade de fazer sistemas de inteligência artificial no Supremo. Então, revelaram que nós temos hoje o dado no no sentido bruto. Mas é necessário fazer diversas marcações numa linguagem figurada. Eu diria para vocês que nós temos hoje o pré sal. Entendeu? Então, o dado é o pré sal. E nós precisamos fazer o tratamento das diversas camadas, marcações e tal para poder virar do dado a informação da somatória da informação, conhecimento e da somatória do conhecimento. A sabedoria, então do pré sal, até virar petróleo, tem um longo caminho que as pessoas estão abreviando achando que é interessante. O Brasil tem o maior de gdapa juridico do mundo. Não existe nenhum país do mundo que os noventa e três tribunais produzem todas as suas decisões já um tempo na pele, formato digital, por uma matéria prima. Agora a inteligência artificial vai chegar em dois tempos, vai resolver tudo. Cadê o estado? Porque o dado não é estruturado de forma adequada e se tiver isso, leva tempo e exige braço, por isso que os resultados ainda não apareceram. Mas vão parecer que você teve uma parte grande para fazer com que os tribunais tivessem tudo isso, informa a entidade. O rapaz foi uma experiência profissional fantástica, porque eu tive desde a primeira reunião de discussão representando a OAB federal na na lei do processo eletrônico do projeto de lei. Ainda é interessante falar um aspecto histórico aqui que talvez poucas pessoas saibam que, inclusive está muito bem narrado num outro livro, que eu fiz em dois mil e dez, que é comentários além do processo eletrônico. Quando eu conto toda a história, como surgiu o processo judicial eletrônico? Eu tenho um relato ali de forma pormenorizada, que eu participei de tudo como negociador do da, definindo as prerrogativas do advogado em diversas rodadas de negociação e também depois ocupando uma cadeira no CNJ perante a Comissão de Regulamentação do Processo de Saúde, o processo judicial eletrônico nasceu apenas com poucas funcionalidades. A primeira versão era protocolo, distribuição e publicação de atos. Apenas isso aí na uma versão seguinte, resolveu, não vão encarar que vão fazer um projeto diferente. Vão fazer um sistema que permita fazer automação de todas as etapas processuais. A distribuição até o trânsito em julgado. E aí, brasileira é usado em termos de tecnologia da informação. Sempre foi e lançamos, depois de renda, uma série de exemplos assim e aí levantamos voo numa nave que se dá que sem nenhuma referência a ela, que eu viajei na época pela OAB Federal, era o presidente da Comissão de Direito Tecnologia durante dez anos. Então, tive a oportunidade, a Espanha, a autoria ao Canadá. Tudo fazendo pesquisa para um livro, inclusive, teve que Portugal e vi que nenhum desses tinham um projeto tão usado quando o Brasil de querer enfrentar uma situação sem referência internacional, de criar um sistema que pudesse fazer com que as práticas processuais por meio eletrônico foi assim o novo padrão. Não pagamos um preço alto por isso, mas o resultado é positivo, mas ainda tem muita coisa para mim. Eu estou muito crítico, em vários aspectos relacionados à implantação do processo de saúde, entrou no Brasil. Isso se deve muito ao fato de que o Judiciário poderia dialogar muito melhor com todos os roedores do mercado. Mas ele não dialoga ainda o Judiciário. Muitas vezes ele entendeu que houve uma mudança de a informatização do Judiciário para a informatização da justiça. Faz muita diferença antes essa informação de informatização do Judiciário, porque é isso. O departamento tem preocupado em resolver os problemas do tribunal, usando a informática. Depois da lei, a informatização da Justiça tem que informar as práticas processuais não só do tribunal, mas o advogado do Ministério Público da Advocacia Pública de certa. Só que eles não estavam acostumados a ouvir as pessoas e, por esse motivo, sistemas não saiam ou ainda não estão totalmente com interface adequada para os advogados, como que vários advogados reclamem do sistema. Razão só que assim, por outro lado, o papel assim de organização dos dados. Mas não se fosse tudo físico ainda perdido, tanto de informação. Eu falo que o papel já fez o seu papel. Então a simples fato. Assim, ainda que seja ruim, está pelo menos tudo finalizado, ela olha, nós vivemos num país e vinte e sete estados já rodei praticamente tudo. Some falta Amapá e Tocantins, um grande a grande, sacada. O que realmente aconteceu? Que foi bacana demais? Foi um fato tem jogado essa sementinha aí de implantação de processo judicial eletrônico em todos os tribunais. Hoje, todos iguais são processo judicial eletrônico, então o Brasil não é a Suíça entendeu. São vinte e sete países, dentre um país só, com realidades completamente diferentes. Posso dizer porque fiz interlocução e ainda faz com diretores de tem de todos os tribunais conhecendo, explode perto, participa de evento do ano com eles a gente acompanhar essa evolução do mercado. Eu sou sempre aquele advogado que chega no evento, poder criticar que sempre redução positiva construtiva, mas não pode dizer do outro lado do balcão que está errado e eu gosto. E eu acho que essa história poderia ser escrita de outra forma. Para sintetizar a minha maior crítica em relação ao processo judicial eletrônico, a Simples foi criado um sistema para poder fazer todo o trâmite do processo digital, só que era muito difícil de Nice negociar com o juiz para poder dizer penhora. Só a rotina de trabalho vai mudar. Eu agora nós vamos criar um sistema que que vai fazer com que você tem que mudar o seu Rita de edital para não causar esse arrepio que poderia, de repente, impactar o projeto. O foco era como enfrentar a secretaria, Então pensamos em Os tribunais foram focados em todas as rotinas processuais ou porque a ministra ela ingresse na época. Assim temos que acabar com a inércia do papel que o papel impõe uma inércia, porque era que as rotinas burocráticas envolvidas. Só que o processo de petróleo só focou na secretaria em grande parte moral da história. Os processos tramitam mais rápido a secretaria chegam mais rápida conclusão lá ficam, Então, doze anos depois que a lei entrou em vigor. O prejuízo trabalho, da mesma forma como trabalhavam antes, estão estressados. Não se criou uma solução de apoio, suporte desses órgãos, magistrados e, quem sabe, pode. Vim com a inteligência artificial, Então, essa situação de muito conteúdo, pouco processamento, pouco suporte para poder fazer maior celeridade ainda não aconteceu e isso é que causa um certo sabor porque foi decantado. Na época que nós, nos processos ainda mais rápido, isso vai acontecer na semana para todo mundo. O processo não está andando mais rápido. O processo está andando da mesma forma e cada vez mais o Judiciário está perdendo espaço nos meios alternativos de solução de conflitos, isso é fato, então, por esse motivo é que horas consertam essa situação e volta a entrar numa rota de ter mais performance. Ou então esses meios alternativos de solução, de detidos, vão estar sempre mais espaço, muito bacana, relata o seu histórico como entidade, disse lá, no início muito bacana, em entender os bastidores, a um momento muito interessante que empolgaram muito. Aprendi muito sobre a minha vida, com direito e tal. graças a Deus, foram até na prisão E assim continua sendo. Você começou dizendo no início do episódio que você está no momento que estão mais aprendendo da sua vida. Agora você mencionou isto de novo? Quais são seus desafios atuais? Assim que está? Por que você lê atualmente? Que se aprende hoje, que está buscando e para os próximos anos assim, um momento, o que realmente está empolgando, mais, estudar ação, sistema novo? Que a proteção de dados pessoais estão a tutela importantíssimo, que o cidadão tem que ter um assunto pautado mundialmente hoje, um assunto em que nós temos duas grandes forças do mercado internacional no grupo Estado Global, de um lado, as grandes empresas que dominam parte da arquitetura da internet. Do outro lado, os governos, cada vez mais enfraquecidos de acesso à jurisdição, ou seja, dar força suas leis alternativa por essa experiência de participar da audiência pública do do WhatsApp representando a OAB Federal, onde os fundadores do WhatsApp gera presidente. Mike, é claro para mim que as grandes empresas querem dizer para os governos dos estados a seguinte horas conta que aplicar suas leis, beleza aplica, mas no mundo presencial, porque esses espaços de tal aqui eu aqui eu tenho um código, então faço as leis da minha maneira. Eu estava fazendo um curso de internet em dois mil e um. Tive como professor os caras que eu acho fantástico. Glória celeste chegou inclusive a ser candidata a presidente dos Estados Unidos nas últimas eleições, mas morreu nas primeiras primárias do Partido Democrata que através do seu livro clássico famoso chamado Deloitte Sabeis País. Ele tem uma frase que é matadora que ele fala assim decoud, ou seja, quem tem um código na mão tem mais eficiência de fazer mudança do que quem tem a lei a seu favor. Então, por esse motivo, nós temos que mudar esse equilíbrio e força. Agora estou vendo uma mudança em relação a isso. Tomara que isso aconteça de fato, impulsionada por situações que a gente presenciou recentemente, que são ou de Assange, é mais uma cama de analítica ficar aqui para quem não assistiu ainda para esse os fantásticos privacidade, saqueadas na ordem e ela mandaria todos eles relacionados ao assunto de dados, vazamento de dados, etc. Então esse é o momento que mais empolga a gente a estudar no aspecto mundial que os problemas são os mesmos como um dos países. Esse tema que por muito tempo não ficou sequer sendo objeto de questionamento na nossa legislação, não chegam atrasados todos os nossos vizinhos aqui do consumo, À exceção do Paraguai, já tinha uma legislação sobre proteção de dados pessoais. Tudo bem que, se pegar a legislação, a primeira diretiva de noventa e cinco na União Europeia, só trocar Madri por Buenos Aires tiveram facilidade, tem a língua a seu favor. Mas isso mostra como é que a gente, Como é que isso essa represa, essa represa de assunto em relação a esse assunto? Em relação a esse tema? E como o tempo para poder finalizar? O europeu já tem uma cultura jurídica para dar com a proteção de dados? Desde noventa e cinco são quinze anos e a lei agora foi sancionada em em agosto de dois mil dezoito. Nós temos dois anos em dois anos interno, tira o atraso em relações, conhecimento, essa maturidade para dar como proteção de dados. Então essas mudanças estão acontecendo na forças, mas a gente tem que ver com calma. Eu vejo tantas pessoas assim já se colocando como doutores mentem e, por esse motivo a gente tem que ter mais paciência, porque essa é uma grande oportunidade para os próximos anos da Advocacia de Ladário de edital Tive o prazer de receber que a Viviane também, que falou sobre a Wikipedia no trabalho dela fantástico, ela falou palavras parecidas com o que você está falando E se você ainda não executou episódio, recomendo fortemente para discutir o episódio vinte e um aqui logo de La Hoya. Ela disse muito isso. Não tem muita gente querendo e prestar consultoria de energia, pede mãe, poucas pessoas sabendo. E é uma responsabilidade muito grande e não de um habeas entendeu, Querem ser, mas não são, Então tenham humildade eu sou humilde, eu sou humilde porque eu quero aprender todo o dia e eu acho que falta muito disso. Não sei se é uma característica da geração ou que seja, mas já passei por diversas situações. Eu fico pensando em curso, já vendem três décadas de dedicação à área que eu tenho um sujeito que está aqui em volta menos de um ano de formada, se achando, entendeu, entregam, bem, trabalham bem, entendeu, não desmerece não, mas mais humildade, porque nós temos muito a aprender. Defende também a nossa geração a defenda defende a sua causa, conforme eu concordo, cinco brincando, mas algum código, sim por cento com o que se está trazendo? Eu acho que ao mesmo tempo, como está no mar que poucas pessoas e analisaram as vezes quem tem um ano de experiência perto de para as pessoas que não tem ninguém? Essas pessoas estão se considerando experiente mais. Veja bem cuidado e ética na forma de abordar isso. Não sei. Eu acho que nós temos sempre que lembrar que a profissão de advogado é valorizada pelo tempo de experiência que tem. Isso não muda o tempo de voo. Sola de sapato gasta ao longo do tempo. Entendeu isso aí que realmente mostra a senioridade? Não é substituído assim, porque é um ramo novo. Ninguém estudou, ninguém viu isso na faculdade, então já estou lendo três livre, fez um curso de nossa mãe, de São Paulo. No orçamento para aí não é assim, mas, muitas vezes acredita nisso Deus E pior agora para outro, apareceram quinhentos mil de pior. Um brinquedinho de pergunto algum efetivamente teve experiência prática de atuar para se candidata? Assim tem. Hora, rodada não, mas são fizeram certificação aqui acolá. Tudo bem. Então, atrás de uma oportunidade de negócio justo, mas a situação é muito mais dinâmica. É muito mais desafiadora do que parece. Se deu porque a falta experiência para acho que cá entre nós essa experiência efetiva vai rodar apenas depois de agosto de dois mil e vinte. Nós estamos tendo vários problemas. Temos vários órgãos controladores que já estão gerando multas etc. Mas nós não temos tempo de rodagem ainda, pode-se dizer que se perde em relação a essas ações, esse é o ponto que eu quero deixar como reflexão muito legal. Alexandre, Gostei bastante aqui da de ter tido a oportunidade de conversar com você. Queria saber se você tem algum conselho final para os colegas, advogados e às vezes informado, e também um advogado com escritório próprio vezes até o escritório consolidado, mas atua em uma outra área, ainda não está no segmento digital de que se tem de indicar para essas pessoas também era de que é muito simples paciência, nada acontece com a velocidade que olá na internet, tem que se dedicar a estudar todo dia e, sobretudo, se você puder mudar, não só o que está acontecendo no Brasil, mas as tendências que vem de fora, que meses depois Chegam aqui saber lidar a informação desapegado Papel é um diferencial porque na minha área se eu não trabalhasse sem papel todas as atividades, escritório como já faça mais de dez anos, eu não tinha o tempo de reação rápido de decisão, que a característica, nossa área, então é uma área, suspeita falar porque estou empolgado mesmo, gosto de que eu escolhi e me sinto cada dia que passa mais realizado no momento que nós estamos passando. Mas é isso Eu acho que o estudo constante manter a atualização, não só o direito, mas com todas as tendências tecnológicas estão surgindo que vão impactar o direito e acidente de carro, dedicar, porque as coisas vão acontecer. Mas com a paciência nos esse nós e sucesso rápido pode subir rápido desse rápido. Eu acho que a grande é muito mais difícil você manter do que alcançar. Então, por esse motivo aqui um corajoso todos os ouvintes do Porto, quer não é a Tróia começar a se interessar mais França digital, mas observada. Essas dicas que eu acho que são fruto de uma experiência de vida ao longo de trinta e quatro anos. Muito obrigado. Alexandre. Foi um prazer de ter recebido aqui. Disse lá, no início que isso o episódio histórico. E eu não menti todos os ouvintes. Aí eu tenho certeza que valeu bastante a pena. O tempo que vocês investiram aqui conosco agradece que verá novamente pela audiência. Se vocês gostaram do episódio, compartilhem também com outros colegas advogados que precisam de ter acesso a esse conteúdo. Se não é fácil para a gente, produzia esses conteúdos como entrou. Sobre essa parte, estamos finalizando a gravação. Já estou preocupado com a edição que a gente vai ter que fazer com a transcrição do episódio. Um trabalho que a gente gosta muito de fazer e se tiver agregando de alguma forma, você fala com a gente nas redes sociais também. Fala que coincidisse com Alexandre, com certeza. Vou advogar em todos os seus canais digitais. Vão fazer mais força poder potencializar os ouvintes aí do pode questão, acha trabalho seus mais uma vez brilhante que sigam nessa, estão preenchendo uma lacuna de debate sobre temas super contextualizados. O que é raro, a gente fonte de informação tão qualificada com as pessoas que se tem tido a oportunidade de interagir aqui onde são amigos meus, muitas pessoas que eu sou fá admiro mesmo e isso não tinha essas ferramentas antes, então sessão trazendo para a gente conteúdo de qualidade e

Gabriel:   58:48
não da empresa. Obrigado Alexandre. E se alguém quiser e os contatos deixando vai estar na descrição do episódio esse episódio ele também está sendo transcrito, postado no nosso blog, uma novidade sente, todos então estão sendo transformados em artigos vão estar lá no siteda Fciclopi. O Objetivo E justamente para torcer Consigo consumir o Conteúdo da reforma that rápido Você rápido Você prefere. Na Próxima quarta feira, a gente volta com Mais hum Episódio com Mais hum POUCO da oficial e espero rápido Você Novamente cabelo