Lawyer to Lawyer, da Freelaw

#32 - Retrospectiva 2019 e Tendências para o Mercado Jurídico em 2020 - c/ Gabriel Magalhães

January 01, 2020 Freelaw Season 2 Episode 12
Lawyer to Lawyer, da Freelaw
#32 - Retrospectiva 2019 e Tendências para o Mercado Jurídico em 2020 - c/ Gabriel Magalhães
Chapters
Lawyer to Lawyer, da Freelaw
#32 - Retrospectiva 2019 e Tendências para o Mercado Jurídico em 2020 - c/ Gabriel Magalhães
Jan 01, 2020 Season 2 Episode 12
Freelaw

No episódio especial de hoje, Júlia Resende, co-fundadora da Freelaw, entrevista o Gabriel Magalhães.

Gabriel Magalhães é advogado, mediador de conflitos e co-fundador da Freelaw.

No episódio de hoje, o Gabriel compartilha uma análise completa do ano de 2019 da Freelaw e também do mercado jurídico.

Quais foram os maiores desafios e aprendizados ao conduzir o Lawyer to Lawyer? Quais os maiores problemas e erros que os advogados estão cometendo?

Quais são as perspectivas para os próximos anos?

O Gabriel compartilhou sua experiência sobre trabalho remoto e compartilhou dicas práticas que você pode começar a aplicar a partir de amanhã em seu escritório de advocacia.

Escute o episódio e compartilhe com seus colegas! Aproveite!

Comunidade da Freelaw no Telegram: https://t.me/comunidadefreelaw

Conheça o Blog da Freelaw: https://blog.freelaw.work/

Conheça o site da Freelaw: https://freelaw.work/

Acompanhe a Freelaw nas Redes Sociais

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/freelaw-work/

Facebook: https://www.facebook.com/Freelaw.work/

Instagram: https://www.instagram.com/freelaw.work/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCT6_26wyQV7GXriS0kogw1g

Música utilizada no Podcast: www.bensound.com

Show Notes Transcript

No episódio especial de hoje, Júlia Resende, co-fundadora da Freelaw, entrevista o Gabriel Magalhães.

Gabriel Magalhães é advogado, mediador de conflitos e co-fundador da Freelaw.

No episódio de hoje, o Gabriel compartilha uma análise completa do ano de 2019 da Freelaw e também do mercado jurídico.

Quais foram os maiores desafios e aprendizados ao conduzir o Lawyer to Lawyer? Quais os maiores problemas e erros que os advogados estão cometendo?

Quais são as perspectivas para os próximos anos?

O Gabriel compartilhou sua experiência sobre trabalho remoto e compartilhou dicas práticas que você pode começar a aplicar a partir de amanhã em seu escritório de advocacia.

Escute o episódio e compartilhe com seus colegas! Aproveite!

Comunidade da Freelaw no Telegram: https://t.me/comunidadefreelaw

Conheça o Blog da Freelaw: https://blog.freelaw.work/

Conheça o site da Freelaw: https://freelaw.work/

Acompanhe a Freelaw nas Redes Sociais

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/freelaw-work/

Facebook: https://www.facebook.com/Freelaw.work/

Instagram: https://www.instagram.com/freelaw.work/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCT6_26wyQV7GXriS0kogw1g

Música utilizada no Podcast: www.bensound.com

Gabriel:   0:13
voc�� est�� ouvindo as melhores pr��ticas de gest��o, inova����o e tecnologia no Direito Meu nome Gabriel Magalh��es Bem vindo paulo- isso pode que �� oferecido pela Frilot a forma mais segura para que o seu escrit��rio de advocacia contrata advogados online e sob demanda. Eu sei que talvez voc�� nunca pensou nessa possibilidade, Mas agora voc�� pode realizar parcerias com advogados especializados em qualquer ��rea do direito, de acordo com a sua necessidade. �� s�� entrar no site da vida a habilidade do ponto frio ponto ou enviar a descri����o do servi��o que precisa ser deputado, as orienta����es, o prazo. E a�� �� s�� aguardar mais acontecer e voc�� visualizar as propostas dos profissionais. Fa��a parte agora da nossa comunidade realmente o portif��lio de servi��os jur��dicos que seu escrit��rio oferece aos seus clientes,

J��lia:   1:23
o advogado, a advogada sejam bem vindos! A mais uma morte. Loeb da Free Longe Aqui a J��lia Resende, cofundadora da Fil�� e hoje est��o aqui com a apresentadora do Pode querer nessa edi����o especial em que entrevistamos o nosso Rosto, nosso apresentador oficial Gabriel Magalh��es, que advogado mediado aos conflitos meu com o cofundador aqui na frente e o epis��dio de hoje est�� muito interessante. N��s come��amos falando um pouquinho sobre a retrospectiva de dois mil e dezanove como foi dois mil e dezanove d�� Fri l�� como foi dois mil dezanove do mercado jur��dico como um todo. Falamos um pouquinho sobre os desafios do mercado jur��dico, os erros que os escrit��rios de advocacia est��o cometendo na vis��o do Gabriel E o que vem a�� para dois mil e vinte? O epis��dio est�� muito legal, espero muito que voc��s gostem e eu tenho certeza que voc��s n��o v��o se arrepender de escutar at�� o final. At�� logo seja bem vindo. Gabriel Hoje, invertemos os pap��is e voc�� est�� sendo entrevistado

Gabriel:   2:46
hoje o Hibria realmente desse lado seu �� mais f��cil �� quem faz as perguntas, mas estou bem animada, espero que todos os colegas, advogados a�� gostou bastante. Epis��dio de hoje tem certeza que vai ter muito para contribuir,

J��lia:   3:03
mas n��o �� f��cil porque ele j�� vai estar, nada est�� desse lado, mas para mim vai ser um grande desafio e vai ser muito especial. Entrevista voc�� voc�� sempre como entrevistado Agora, as pessoas v��o conhecer tamb��m um pouquinho de voc�� suas opini��es sobre o mercado jur��dico. Ent��o acho que vai ser bem interessantes para a gente come��ar, eu queria s�� assim. Perguntar primeiramente que o leite Lowe representou para voc�� em dois mil dezanove! Como foi realizar entrevistas com advogados e pessoas do direito n��o �� t��o importantes a�� nesse mundo de transforma����o que a gente est�� vivendo,

Gabriel:   3:44
bom, na verdade, e o leite longa. Ele come��ou assim como tudo que fazem fila como um teste. Ent��o a gente n��o sabia que ia ter vis��o. Tem esteve quem tenho. A gente n��o sabe a gente ter quantidade de ouvintes que tem. Hoje. Come��amos bem de uma forma bem informal. A gente come��ou mesmo com fone desses de celular mesmo. Aos poucos foi profissionalizando mais. Ent��o, se voc��, colega advogado, estiver escutando aqui, volta l��. No epis��dio voc�� vai ver a n��tida diferen��a e da qualidade do ��udio, essas coisas, porque foi bem passo a passo mesmo. Sabe o que eu gostei bastante da experi��ncia. Primeiro foi conhecer para as mulheres, em especial nossa rocha mundial. Apanharia advogar Ligada eu ainda na noite de hoje,

J��lia:   5:15
h�� muito bacana ligados e mais conhecer a hist��ria de advogados e personalidades que foram entrevistados por voc��. E hoje eu queria. Queria que se contasse um pouquinho para os ouvintes para os colegas advogados dessa hist��ria �� como que voc�� veio para Fil�� E como que foi essa trajet��ria? At�� aqui

Gabriel:   5:44
eu dormi em dois mil e dezessete, n��o tem tanto tempo bastante pouquinho para fevereiro, foi bem na Faculdade de Direito, Muito um campo sim, em Minas Gerais e durante a Faculdade de Direito. N��o gostava muito de este ao lado. Gostava muito de desenvolver atividades extra classe, ent��o me envolver muitos em grupos de estudo e a�� eu fundos dos fundadores e dos dos grupos de arbitragem e media����o. Dificuldade muito um campus. A gente come��ou a se envolver em competi����es acad��micas e foi uma experi��ncia bem legal que tive oportunidade realmente errar bastante na parte de gest��o de pessoas, de conviver com pessoas de diferentes, em diferentes per��odos a dificuldade, e ele foi meu primeiro contato com a gest��o e a gente teve algum sucesso. N��s chegamos a ser na competi����o de media����o, em chegou campe��o nacional, da competi����o de media����o, em que participou de competi����es fora do pa��s tamb��m. E com base nessas experi��ncias, eu meu pai divulgado e o Leonardo, que, inclusive, foi entrevistada, aqui no Noroeste, a gente resolveu trabalhar juntos no escrit��rio Advocacia e a gente come��ou a aplic�� la no escrit��rio. Tudo que fazia sobre gest��o, que eu via poucas pessoas fazendo direito e come��ou a ter resultados legais no escrit��rio do meu pai ou junto com Leonardo. S�� que eu meio que eu percebi que o meu neg��cio n��o era era mais algum de empreendedorismo, mais de tecnologia e menos propriamente da advocacia. Tinha mais prazer, coisas coisas do que com o advogado propriamente e a�� eu comecei a me envolver com um balde Martin no escrit��rio do meu pai, que come��am a ter alguns resultados legais tamb��m com isso, isso de oportunidade de fundar Frilot. E foi por um acidente que participou de uma competi����o direito, tecnologia e foi bem legal global ligando Raqqa, que foi promovido pela OAB de Minas da Comiss��o de Startups e saem de l�� com seis poss��veis clientes e no primeiro ano que foi em dois mil dezoito, deferiu logo ainda estava advogando. Eu realmente resolveu sair de tudo no final de dois mil dezoito para ficar integralmente a Frilot em dois mil dezanove. E desde ent��o estou nessa miss��o original. Frilot. Eu cuido muito da parte de produ����o de conte��do. Cuida partir relacionamento com clientes. Ent��o, depois que este aula textos est��o numa rotina bem bem grande de produ����o de conte��do, mas acaba que empresa de tecnologia, em empresa, Startup, instinto fazer estudo. Ent��o a gente cuida das decis��es das pr��ximas das pr��ximas entregues. No nosso produto, vai fazer at�� as ��reas de relacionamento com clientes

J��lia:   8:50
bacana demais. Debret e uma das coisas que eu acho interessante no Gabriel que ele sempre muito vision��rio, criativo. Ent��o na frente, L��, na parte de produ����o de conte��do, ele sempre estava buscando novos desafios para a gente, que �� sempre nova trazer trouxe a ITV dez. Fazer pode que espera para Fil�� depois aula ao vivo. Ent��o assim ele nunca est�� na zona de conforto, sempre buscando mais e mais aprendizado, maiores desafios e acho que sim, A gente vai crescendo, encaminhando e assim Hebreu se falou um pouco do de dois mil dezoito, do in��cio que a gente n��o estava dedicado integralmente e agora dois mil e dezanove foi um ano diferente que a gente se dedicou integralmente e freij��. E eu queria que voc�� falasse um pouquinho nessa opini��o. Como foi o ano de dois mil e dezanove Fil��, O que voc�� pode trazer seus aprendizados anteriores para aplicar na Fran��a. E quais foram assim? Os mares da FISA? Aprendizados nesse per��odo.

Gabriel:   10:03
Esta eu acho que vou come��ar falando um pouquinho sobre falar um pouquinho sobre o mercado jur��dico tamb��m, Porque o ano de dois mil dezanove foi um ano da ��frica, um ano de muito contato com o mercado jur��dico. Ent��o, foi um ano que a gente entrevistou muitos advogados que entrevistou, n��o s�� prop��s que esse mas muito fora, depois que eu, pessoalmente, eles e mais tr��s ��ndios entrevista com o advogado, ent��o, meio que a gente come��ou com uma bola de cristal, no seguinte sentido Se a gente come��a a conversar com os advogados, com escrit��rio de advocacia em dia, sabe mais ou menos problemas. Eles, de tanto que a gente come��ou a perguntar para essas pessoas. E o que mais me surpreendeu? Nem desse ano e o ano do frio n��o foi muito de conhecer o mercado de o principal que percebia, que a gente est�� na a��rea Digital, no Direito quatro ponto zero. Mas os problemas ainda do mercado jur��dico s��o b��sicos. Ent��o eu ficaria muito feliz se os advogados que est��o aqui nos escutando, tivesse uma boa gest��o, j�� falamos disso em que fala muito isso. No curso online, para quem assiste antes de usar a tecnologia, tem que inovar, Ent��o n��o adianta, a gente vem com uma ferramenta que pode ser ��til como afunilam com mais de oito, por exemplo, que foi uma das entrevistadas aqui, v��rias outras. Tart�� apostou no mercado. Se o escrit��rio ainda n��o tem um dia inovador, se ele ainda tem falhas graves, falhas b��sicas de gest��o, se ele ainda n��o analisa m��tricas

J��lia:   11:35
al��m dessa parte da gest��o Paulo, quais voc�� acha que seriam esses problemas b��sicos que voc�� menciona?

Gabriel:   11:42
Assim, eu vejo que, por exemplo, grande parte dos escritores mapeou os procedimentos internos. Ent��o, por exemplo, o que deve ser feito exatamente desde o dia que o cliente chega aqui no escrit��rio, at�� o dia que ele, que ele deixe de ser um cliente, que eu possa fazer nessa jornada para fazer com que esse cliente fique mais satisfeito? Quais s��o os gargalos aqui? Eu vejo que, em geral, quase todos os escrit��rios, eles esperam um cliente reclamar, cobrar para depois eles algum tipo de retorno. N��o existe um. Na grande maioria dos casos n��o existe um, n��o existem regras muito, muito claras para que as pessoas consigam crescer no escrit��rio. Ent��o �� uma s��rie incentivo, dinheiros que acaba gerando frustra����o para os advogados associados. Ele na base, de um lado, o Vivio, que grande parte dos advogados a�� est��o saindo de direito, principalmente Quinta- Espera do ano agora? Ent��o eu me formei. Em dois mil e dezessete, eu vivi que talvez mais de cinquenta por cento da minha turma n��o advoga e tem um motivo Disse que o mercado o primeiro que est�� assim, saturado, segundo que do escrit��rio bem sucedidos. Grande parte deles n��o est�� sabendo lidar com essa nova gera����o. E a�� eu vejo muito que o n��mero de advogados, ele vai aumentar cada vez mais. Existe perspectivas, provalmente, vai chegar a dois milh��es. Hoje t��m um milh��o e quase duzentos mil advogados no Brasil e n��o vai caber todo mundo, Ent��o eu vivo sim, como uma tend��ncia do mercado, que cada vez mais advogados n��o atuem s�� como advogado. Advogados v��o buscar outros mercados est�� acontecendo de uma forma cada vez mais forte. E isso acontece por algo ruim, que �� um problema de s��o os escrit��rios por um conflito de gera����es. Hoje os s��cios mais antigos n��o conseguem compreender os mais jovens. E da mesma forma, eu vivi tamb��m como algo banco, pela naturalidade e pelo n��vel, pela quantidade de mudan��a que est�� tendo hoje no mercado. Naturalmente, as pessoas est��o buscando novas profiss��es. E por que n��o usar isso no direito? Eu vejo que poucos advogados dominam, por exemplo, o marco jur��dico, e eu acho que �� mais f��cil que algu��m, um advogado, um advogado que n��o saiba nada de marca jur��dico, ele aprenda sobre marketing e aplica o direito do que algu��m que sabe de marketing vinha aprender sobre o mercado jur��dico, aplica����o, tentar criar uma estrat��gia para o direito. Ent��o existem v��rias possibilidades ainda Para quem n��o quer ser advogado para explorar esse mercado jur��dico e sobre Frilot especificamente come��ou dois mil dezanove j�� tinha alguma atra����o em dois mil dezoito, mais dois mil e treze foi um ano de bastante crescimento, finalizou. Finalizamos o ano com quase cinquenta escrit��rios, vive de clientes que solicitam servi��os, forma recorrente, mais de mil advogados em na nossa comunidade de profissionais e tem sido um ano muito bom, que se produziu bastante conte��do, dois mil e vinte. Enfim, vai. Vai lan��ar uma nova plataforma e mais mais intuitiva Mas tecnologia que est�� com expectativas legais e tamb��m pr��ximo ano, e porque eu vejo muito assim, que mais me chama aten����o tamb��m sobre o Fil��, aqui o mercado, ele tem um lado, o conservadorismo, mas a gente nenhum momento em que sentiu muito isso. Sinto muito acolhido pelo mercado desde o in��cio, ent��o muitas pessoas buscando por isso eu acho que quando a gente realmente fez, houve um problema real das pessoas e coerente realmente busca geral valor para as pessoas que acabou conseguindo em troca uma uma maior abertura no mercado.

J��lia:   15:46
E voc�� acha que essa maior abertura e aceita����o que a gente teve foi tamb��m do ano de dois mil dezanove? Se acha que o mercado jur��dico est�� mais evolu��do deste ano de dois mil dezanove, voc�� acha que �� uma tend��ncia cada vez o mercado aceita mais a tecnologia?

Gabriel:   16:08
Bom, eu acho que enfim ainda est�� engatinhando. Eu acho que a gente aqui na frente loto voc��s, que escudo n��o pude que assim que viu uma mulher, �� uma bolha que est�� crescendo cada vez mais, mas ainda est�� bem no in��cio. Inegavelmente, est�� crescendo muito, Ent��o no mercado e o ano de dois mil dezanove este amor. A media����o online recebeu um aporte. Estive ajusto, crescendo cada vez mais os Brasil. J��ris, coisa contundente, ent��o v��rias estar r��pida e crescendo bastante. Hadoque. Nove Tamb��m ent��o muitos aportes acontecem no mundo inteiro de l��tex a Fitch, fazendo um trabalho muito bacana e conflito. Lauro com Auro, Same Love Conference confer��ncia e tradicional das tartes tamb��m acontecendo, ent��o, cada vez um n��mero maior e de vinte mais pessoas produzindo conte��do, tem v��rios politiqu��s surgindo. Tenho direito quatro ponto zero. Tem a gente que no Lower de Loiro o trabalho da B dois, ele crescido cada vez mais. Ent��o �� n��tido o crescimento do mercado. Mas eu acho que ainda �� algo que ainda est�� no in��cio. Com certeza, inegavelmente, provavelmente, daqui a dez anos a gente n��o vai falar mais direito, direito, Tecnologia n��o vai ser a mesma coisa, Direito, direito, tinha que ter a tecnologia, assim como qualquer outra coisa

J��lia:   17:38
�� que hoje em dia a gente fala como se fossem duas palavras Ant��nio, mas vamos fosse nossa direita, tecnologia, uma coisa em comum. E acho que esses dois temas tendem a cada vez ficar ficarem mais pr��ximos, n��? E assim s�� para complementar a pergunta quais voc�� acha que foram os maiores desafios da Fil�� e as maiores aprendizados tamb��m no ano

Gabriel:   18:12
maior, Desafios, maiores aprendizados, muita coisa. Primeiro que empreender n��o �� f��cil e eu acho que sim os maiores afins. Eu acho que isso tamb��m aplica para qualquer escrit��rio de advocacia. �� conhecer muito bem o seu cliente. Ent��o o n��vel de pesquisa, quem que fez com o clique? Foi muito, foi muito grande ao longo do ano e a gente percebeu que no in��cio do ano a gente estava direcionando nosso produto por um rumo que talvez nossos clientes n��o gostariam. E a�� a gente n��o estava sabendo, comunica ao nosso produto, No in��cio do ano a gente enfim, da fazia dilig��ncia, servi��os menos complexo de presidente come��ou a perceber que isso n��o faria sentido para que a gente gostaria, porque o nosso objetivo sempre foi promover parcerias de mais qualidade para servi��os mais complexos. Foi realmente lapidando tudo isso, melhorando a nossa comunica����o e tendo um mal realmente no que tem que fazer, isso n��o sobe muito com pesquisas. E esse ano a gente tamb��m produzir muito conte��do. E eu acho legal sem primeiro que produzir conte��do, como eu acho que �� como se fosse um investimento na bolsa. Investimento em renda fixa que ao longo um longo prazo voc�� sempre vai colher os frutos disso, ent��o est�� gravando, explode queixa aqui no dia trinta e um de dezembro de dois mil e dezanove. Eu n��o sei que de que voc�� ouve, estamos est�� nos escutando, talvez pode se em dois mil e vinte e um e s��o ativo que fica a�� no longo prazo. E o que �� legal �� que a gente percebe nitidamente, que a gente evolui, �� medida que a gente produz o conte��do. Porque quando voc�� produziu, se voc�� estudar o mercado, voc�� tem que produzir algo que se voc�� considera de qualidade. E depois de seis meses, quando voc�� visita aquele conte��do com tanto conte��do, Luzia produziu, voc�� percebe que voc�� j�� tem um conhecimento muito maior sobre aquilo que voc�� tinha produzido antes e est�� na hora de sa��de, voc�� atualizar aquele conte��do. Ent��o foi um desafio fazer tudo isso, muitas coisas novas que n��o sabia como grave e que n��o sabia como v��rias coisas e a cada semana em que foi aprender algo novo. Eu acho que isso a mobilidade, que todos advogados precisam de ter todos os empreendedores porque mercadores ele exige isso fosse n��o sabe alguma coisa? Voc�� precisa de aprender r��pido. N��o importa muito o quanto voc�� sabe em Porto a velocidade. Voc�� aprende mais com tanta coisa nova surgindo ent��o Marques, por exemplo, que a minha ��rea de maior atua����o hoje na fila �� uma ��rea que muda todo ano. Todo dia, outro dia, o Gugu vai publicar uma atualiza����o no algoritmo dele e isso mudou completamente as nossas vidas. Instagram lan��a uma nova funcionalidade E o que eu posso dominar essa ferramenta? Hoje? Algumas e amanh�� ele muda alguma coisa, Ent��o isso tem que estar sempre atualizando o primeiro apito. Isso acho que essa rapidez das mudan��as no mundo de hoje no mundo, cada vez mais vol��til. Isso tamb��m impacto completamente o direito, porque o direito est�� lidando com pessoas que est��o sempre sofrendo esse tipo de mudan��a e al��m disso acaba fazendo com que mais as mudan��as legislativas aconte��am de forma cada vez mais r��pido e por exemplo, o direito do trabalho, tanto de mudan��a que est�� acontecendo a��, porque o mercado do trabalho est��o mudando completamente, que a�� tem tamb��m igp-di que est�� surgindo tamb��m por causa de internet. Ent��o acaba com o direito, vai, vai correr atr��s. E a cada mudan��a legislativa muda o cen��rio anterior dos advogados. Que aprender uma nova lei que busca uma oportunidade em cima disso.

J��lia:   22:04
Eu acho que hoje em dia no mercado em geral, a capacidade de adapta����o exigida para esse mercado �� muito alta e acho que �� muito no meio das startups, mas tamb��m no no mercado jur��dico ensina. E assim sobre os desafios e ficou bem claro e assim aprendizado tr��s

Gabriel:   22:30
Bom aprendizado Eu acho que acho que a quest��o da sim n��o fosse uma coisa somente assim, do ano de dois mil dezanove seria muito a parte m��tricas analisar m��tricas de forma constante e isso �� essencial. Isso a inova����o vinda e dormindo b��sico. Ent��o, voc��, se voc�� analisar a����es m��tricas, voc�� dominar os seus n��meros e, de forma constante, realizar testes para fazer com que voc�� realmente esses n��meros, voc�� vai crescer. Isso vale para qualquer empresa, de qualquer segmento e pouco escrit��rio. Advocacia tem dom��nio total das m��tricas departamentos jur��dicos, como ministros, no ��ltimo epis��dio com altern��ncia, a situa����o �� um pouco diferente. Ele j�� tinha como a empresa Aline. Ela j�� �� mais avan��ada n��s est��o. Acaba que isso pode um pouco jur��dico, mas poucos escritores com isso acho que que se todo mundo tivesse as m��dicas bem definidos e realizasse testes, fomos document��rio. Certamente teriam direito e mais, mas o mais inovador E os advogados realmente cumprindo o papel social, Aline de ajudar os clientes e garantir justi��a e para as pessoas de uma forma mais eficiente, porque o advogado de forma de isolado e n��o �� a tua divulgado, tem forma de rolar porque ele n��o sabe gerenciar isso. As expectativas do cliente n��o sabe executar tudo no prazo, o cliente precisa e comunicar para o cliente que est�� executando. E a��, quando, quando advogado, chamou de isolado? Em geral ele acaba com o plano. O cliente fascinam o cliente errado, porque o poder judici��rio l��quida parada ocupa. N��o �� minha, mas n��o �� bem assim. A gente tem que se antecipar assim que se antecipava reclama����o das pessoas.

J��lia:   24:30
Eu acho que �� bem isso mesmo. Concordo bastante. Acho que cada vez mais nesse mercado, a gente, como advogado, tamb��m s��o os advogados. Temos que sair da posi����o de executores de peti����es contra e tudo mais, e passar tamb��m a a sermos prestadores servis mais completo, prezando pelo bom atendimento ao cliente e outros diferenciais tamb��m. Al��m da excel��ncia t��cnica, que �� muito que a gente traz aos conte��dos tamb��m

Gabriel:   25:04
porque sim, ��s vezes o advogado dele. Assim ele fez uma ��tima competi����o e protocolou ele. Acho que ele fez um ��timo trabalho, mas isso �� s�� o b��sico, �� obriga����o, mas existe muito mais que precisa ser feito ali para atender o cliente, o cliente, ele acolhido, ele quer o que ele quer receber todas as comunica����es, in��cio do processo dele que ele quer entender o que est�� acontecendo. Ele Ent��o n��o �� s�� que a peti����o seja boa. N��o �� s�� tomar as medidas jur��dicas cab��veis com excel��ncia e s��o base que eu sei que poucas pessoas fazem o b��sico, ent��o continue fazendo o b��sico mais al��m do b��sico, �� preciso fazer mais coisa

J��lia:   25:49
exatamente assim. Queria saber sua opini��o sobre a aplica����o de metodologias de startups para o contexto do escrit��rio de advocacia que se acha sobre isso. Voc�� acha que �� vi��vel que os escrit��rios podem aprender com as estar?

Gabriel:   26:09
�� bom? Eu acho que �� completamente vi��vel. Acho que isso n��o �� s�� para escrit��rio, advocacia, mas todos os outros mercados est��o buscando metodologia de startups para aplic�� para serem aplicados na realidade. Ent��o tudo isso que instru��sse que anteriormente eram basicamente atitudes quarta-, apicultura de experimenta����o, a cultura de costumes sexuais, de buscar sempre ajudar o cliente, ele a cumprir a sua jornada da forma mais efetiva poss��vel. Que buscar m��todos mais efetivos de aquisi����o de clientes, de entender e utilizar m��todos ��geis. Ele, nem para tanto, para gerenciar as atividades do dia a dia, tanto tamb��m para gerenciar as atividades estrat��gicas do escrit��rio, utilizava m��dicas utilizar ou que a tenha, mas tamb��m abordou Lino no nosso curso online gratuito no YouTube. Eu acho que isso �� uma realidade cada vez mais forte, n��o s�� no mercado jur��dico, mas muito tamb��m nos outros mercados. Ent��o �� preciso fazer isso. Acho que s��o as pr��ticas mais avan��adas, simples ecologia, suas empresas que mais crescem no mundo na aula que a gente deu sobre crescimento inicial para para o escrit��rio de advocacia, analisou o livro Organiza����es Policiais Livres basicamente falam que as empresas que utilizam essas tinha vinte sete e essa palavra, o sequela que fica na moda, essa mentalidade exponencial, las. E geralmente elas crescem dez vezes mais do que empresas, ele lineares. Ent��o acho que �� uma realidade que n��o fizer isso, vai estar sendo engolido o jovem. Muitos advogados querem do advogado para startups querendo advogado, o mundo digital, mas usando pouco das metodologias, das startups, na realidade deles

J��lia:   27:59
entendendo pouco tamb��m medo acontecida, estar.

Gabriel:   28:04
Eu acho que talvez o inverso eu acho que advogar para esta etapa. E hoje inclusive, n��o �� um bom mercado. Mais talvez porque tem tanta gente querendo fazer isso que talvez j�� est�� come��ando a se estruturar. Talvez �� melhor voc�� utilizar a meteorologista no seu escrit��rio e buscar um mercado. Ele que ningu��m est�� buscando pode buscar o direito imobili��rio. Voc�� pode buscar, depende do que da sua voca����o. Depende da sua expertise. Mas o principal �� voc�� utiliza voc�� criar uma estrutura eficiente, aquisi����o de clientes, de reten����o, de clientes, de fomentar o boca, a boca e al��m disso, criar uma estrutura ali para que voc�� consiga entregar os servi��os jur��dicos com qualidade, agilidade. Muitos advogados ficam s�� nessa parte de entregar o servi��o jur��dico com qualidade e agilidade, esquecem. Do resto �� preciso de enxergar o escrit��rio de uma forma sist��mica.

J��lia:   29:03
Concordo muito interessantes E assim, se voc�� fosse dar assim para quem, mas escuta, que falaria e pris��o, se colegas, advogados, al��m de todos os diferentes. Dessa vez, o que voc�� anda nas aulas, ao vivo? Algumas coisas

Gabriel:   29:28
eu acho que sim, o primeiro ponto que o recomendo todo o mundo que todas as pessoas produzam conte��do de forma consistente e isso �� muito, muito importante no longo prazo, como eu disse, mas voc�� aprende muito ent��o se voc�� escreve, se voc�� fawzi disse. Voc�� fala sobre o ��ltimo, Voc�� se torna uma especialista no assunto, algo que vale a pena. Todo o escrit��rio advocacia fazerem todos advogados fazerem. Acho que busca alguma especialidade, tem de ensinar sobre e eu fazendo uma an��lise do que eu acho que limpa por dois mil e vinte e cinco para a frente, trabalha muito aqui na fila, com o trabalho remoto. Eu preciso de falar sobre isso, porque �� algo que eu acredito muito e eu vejo uma tend��ncia cada vez maior no mercado hoje. As empresas. Mas o que adquirir. Al��m disso, elas querem ter acesso a Talentos. Hoje, se voc�� pode se conectar com uma comunidade de mil advogados, por exemplo, como �� o caso do frio. Existem outras comunidades do Brasil, tinha mais de quinhentos mil advogados l��, Luiz Brasil, porque voc�� vai advogado a forma que voc�� divulgava antes Eu vivi uma nova possibilidade de trabalho direito, em que advogados aut��nomos conseguem captar clientes maiores que antes eles achavam que n��o tinham estrutura, houve escrit��rios e pequenos, conseguindo tamb��m aumentar a efici��ncia, atender clientes maiores. Porque se os pequenos se unem ali, eles acabam conseguindo atender ele empresas de m��dio porte, empresas pequenas ou diferentes tipos de clientes, como a forma mais qualidade. Ai o modelo de escrit��rio de advocacia, hoje escritores, e que tem mais cem advogados, mais de duzentos advogados �� um modelo para mim completamente sustent��vel, o modelo que que os escrit��rios acabam tendo custos fixos muito alto. Ent��o eu acho que escrit��rios podem aproveitar mais essa quest��o do trabalho remoto. Ent��o, se eu n��o tinha expertise numa ��rea, porque eu vou rejeitar um cliente, porque como captar clientes? S�� na ��rea da minha especialidade, sendo que eu posso capital clientes em qualquer ��rea de especialidade e buscar especialistas operat��rio junto comigo, nessa ��rea? Porque que eu vou fazer tudo sozinho? Eu vejo muitos advogados, sim, de quanto vale o seu pr��prio tempo e acabou que eles querem fazer tudo no escrit��rio, fazer um market, fazer cuidar desses sociais, fazer todas as peti����es, porque se torna mais estrat��gico, Cuida mais as quest��es estrat��gicas do escrit��rio, passa as diretrizes, as peti����es, contratar advogados para fazer expedi����es Voc�� s�� revisa as peti����es. Isso talvez isso certamente vai gerar um ganho operacional gigante. Para reduzir os custos, ainda vai fazer com que o escrit��rio cria uma estrutura mais escal��vel. Ent��o, meu conselho seria criar uma estrutura para o escrit��rio que escale, que voc�� consiga escalar. Que voc�� consiga crescer ele, voc�� tem que fazer atividades religiosas no seu escrit��rio. Certamente voc�� tem que ser o Senhor ali da qualidade, uma senhora da qualidade, Voc�� tem que cuidar muito disso. �� o nome de voc��s. A reputa����o nunca pode, nunca. Pode ser manchada na advocacia. Preciso ter ��tica. Como o cliente precisa ser transparente �� preciso fazer E tudo isso, s�� que n��o necessariamente para que voc�� compra voc�� consiga garantir essa excel��ncia. Voc�� precisa de fazer tudo que, se voc�� ficar querendo fazer tudo, voc�� nunca vai conseguir crescer muito e nunca vai conseguir fazer com que voc�� nunca vai conseguir ter tempo para cuidar de outras coisas, a estrat��gia que voc�� nunca vai conseguir produzir conte��do de uma forma consistente, por exemplo. Ent��o eu acho que existem v��rias tecnologias a�� e Valda frilot porque acaba que �� o mercado que mais conhece o trabalho remoto. Existem v��rias outras formas e que voc�� pode aplicar no seu escritor, Mas o principal �� reflita quais atividades voc�� preciso estar fazendo e conte com os ativos que existem j�� na internet, no mundo, por Justin tanto de advogado e conglomerado porque vou ficar contratar elei����es, pessoas, para que alugar uma sala para que eu vou pagar um servidor, se j�� tem levar as coisas dispon��veis, Internet, est��o utilizando dessa tecnologia, est��o a�� no mercado. Acho que a melhor coisa que depois foi

J��lia:   34:23
eu acho que assim n��o tem certo e errado, mas �� eu acho que vale a reflex��o para os escrit��rios de advocacia, s��cios e advogados justamente para que sejam tomadas as melhores decis��es de acordo com o contexto de cada um. E assim, uma coisa interessante tamb��m, que essa fala Milena �� o fato de que nas nossas entrevistas que n��s fizemos com o mercado jur��dico, mais de trezentos advogados, uma dificuldade recorrente trazido pelos advogados �� justamente de delegar fun����es no escritorio e, assim, isso prejudica muitas vezes a qualidade como um todo. A presta����o de servi��os jur��dicos, justamente porque o sol, seu advogado coordenado, ele nunca consegue dar conta de tudo. Ent��o, acho que o caminho �� realmente desenvolver um sistema que gere confian��a, parece delega����o de servi��o, seja reda����o de pe��a, ou seja, o marketing, seja o que o que o escrit��rio considere melhor, para que realmente os advogados, s��cios e coordenadores fiquem com as fun����es mais estrat��gicas mesmo, n��?

Gabriel:   35:36
E a�� fica a reflex��o de o que �� estrat��gico

J��lia:   35:39
novamente e a�� vai de acordo com que o seu escrit��rio considera estrat��gico e o que voc�� decide com a sua equipe dentro dos procedimentos e processos internos?

Gabriel:   35:52
Sim, assim uma peti����o, �� ��bvio que ela �� estrat��gico. Tudo �� estrat��gico, marketing estrat��gico em que foi realizada, a pedido do Pont��fice. Tudo voc��, estrat��gico. S�� que o que eu vivi, em geral, escritores dando uma super import��ncia para as atividades jur��dicas propriamente ditas, que s��o b��sico e precisam ser feitas com qualidade e negligenciando todo o resto. O escrit��rio que fazem isso n��o v��o crescer. Se v��o crescer, vai ser aquela coisa minguada ali que um ano cresce, o outro outro diminui. Mas assim eu vejo que eu estou com uma perspectiva bastante otimista para os pr��ximos anos. Eu acho que para quem quer advogar atualizar, que atua de uma forma diferente, existe um espa��o muito grande. S�� que eu vivo tamb��m de novo que o que eu disse ele antes que grande parte dos advogados vai ter uma sa��da grande do mercado jur��dico, houve poucas pessoas falando sobre isso ainda. Mas eu aposto que grande parte de advogados n��o v��o ser mais advogados e v��o atuar em outras ��reas. N��o vai ter cada vez mais um n��mero maior de advogados. Atuam na empresa de consultoria do ano mercado financeiro atuando em empresas de tecnologia. Tenho muitos amigos que fizeram essa migra����o de carreira. N��o vejo isso de uma forma ruim, mas isso diz muito tamb��m sobre o nosso mercado, que est�� sim saturado. Mas ainda tem espa��o ao mesmo tempo.

J��lia:   37:24
Uma coloca����o que eu gosto bastante. �� o fato de que, antigamente, para para adquirir clientes, no mercado jur��dico, era mais simples um mercado menos competitivo. Ent��o, simplesmente a presta����o de um bom servi��o jur��dico era suficiente, mas agora, al��m de mercado, est�� mais saturados, muitos advogados competentes no mercado. Os clientes est��o mais exigentes tamb��m do mundo, em que os clientes conseguem, conseguem se alimentar se transportar com poucos cliques. Eles querem mais tamb��m dos advogados. Mais do que uma boa presta����o de servi��os jur��dicos, ensina que �� um atendimento eficiente, que �� uma coisa mais r��pida. E eu vejo que isso �� um grande desafio para os advogados. E e acho que nesse ponto, justamente que eu veja a tecnologia e a Lotex e a inova����o como uma grande aliada,

Gabriel:   38:23
eu vejo muito como grandes aliados. E eu acho que os advogados que querem crescer modelo necessariamente preciso de usar a tecnologia. Mas eu quero bater mais uma vez na tecla e desculpa se estou sendo repetitivo, mas �� que antes de usar essas tecnologias �� fazer o b��sico, n��o adianta, fica buscando, ligou anal��tica, querendo marcar reuni��o com hotel que j�� tive muito escrit��rio. Advocacia que marcou reuni��o com a gente simplesmente n��o estava preparado para utilizar porque porque de fazer perguntas sobre os dados do escritor sobre as m��dicas, n��o sabiam responder N��o sabe quanto Custa a elabora����o de uma peti����o interna e como que vai saber se �� melhor usar usa, usa o escritor. Ent��o tem gargalos grandes e est��o de v��rios escrit��rios que precisam ser resolvidos, porque dessa forma e realmente escrit��rios v��o buscar as melhores solu����es. A solu����o pode ser fil��, pode se ajuste pode ser pessoal do liga. O bode pode ser juros correspondentes. E os Brasil existem v��rias solu����es e no mercado, mas depende muito do escrit��rio, tenha uma gest��o profissional e pouco escrit��rios t��m isso. E a�� o que eu vivo �� um mercado gigante no mercado �� muito grande mesmo de marketing para advogados que est��o para advogados, vender consultoria para advogados. Ent��o, quinta- escutando aqui n��o sabe se que esse advogado mais em santa tem seguro nesse mercado? Olha, talvez voc�� pode at�� deixar de ser advogado, mas existem v��rias oportunidades assessor nesse mercado e que voc�� pode come��ar a explorar nos pr��ximos anos,

J��lia:   39:53
exatamente a�� eu concordo muito com voc�� e acho que a mudan��a vem dos advogados enxergarem mais tamb��m, como empres��rios e donos de empresas que a�� acho que isso traz a profissionaliza����o da gest��o e de coisas que empresas s��o mais autorais. N��meros m��tricas

Gabriel:   40:15
eu acho como cultura cultura mesmo quatro ponto zero tamb��m um tema que est�� na moda, mas cons��rcio do escrit��rio que tem quarenta e cinco anos, que �� doutor em Direito. �� uma pessoa, um mega competente, inegavelmente como excelente jurista. S�� que quando saiu da ��rea de especialidade de lei que vai para outras ��reas ele geralmente ele n��o vai ser, n��o vai ter a mesma expertise naturalmente. Ent��o �� ter humildade, criar uma estrutura mais mais horizontal e realmente no escrit��rio e permitir que as vezes que uma pessoa que tem muitos muitos menos anos de experi��ncia do que do que aquele s��cio de opini��es conversar de igual para igual sobre outros temos ou inclusive sobre o tema jur��dico, porque �� isso que vai fazer com que o escrit��rio crescia. Certificaci��n Na opini��o lido da pessoa mais bem paga da mesa, dificilmente o escrit��rio vai conseguir nova em voz Processos t��m di��rio de neg��cios, advogado de j��nior Por que eles v��o conseguir aprender coisas, Talvez mais r��pido do que voc��, porque, sen��o vai ter tempo para fazer tudo coisa, buscar novas tecnologias, n��o conseguir ter novas ideias. E eu acho que isso �� essencial. A gente finge estar tapes. Pessoas muito novas mesmo, ent��o, pessoas de vinte anos. Hoje, at�� menos do que isso, que j�� ocupam cargos de lideran��a. E isso �� que esta advocacia, algo que n��o acontece assim, nunca vi at�� hoje.

J��lia:   41:52
Eu acho que sim falar sobre advocacia. Quatro ponto zero. Falar, sobre, estar, falar sobre inova����o, n��o de torn�� inovado e n��o de torn�� advogado. Quatro ponto zero Vem aquilo que algumas que a gente j�� ouviu algumas vezes, inclusive n��o pode estar em inova����o e os apoios Tite usavam esse se torne inovadores, que �� a mesma coisa. Assim da advocacia, muita gente falando sobre isso, mas n��o aplicando isso, �� na realidade, acho que tem tudo a ver com uma gest��o mais horizontal, escutar seu humilde para aprender e acho que assim que acontece a inova����o.

Gabriel:   42:38
E assim eu acho que se trouxer muito relevante. Porque naturalmente, as pessoas que fizeram direito, elas s��o mais conservadores do formalismo jur��dico. Ent��o �� uma barreira de que maior a ser quebrado do que outros mercados. Ent��o, mesmo as pessoas que est��o buscando inova����o as buscas de uma forma mais conservador do que outros mercados e talvez n��o sei, dez por cento das pessoas que est��o buscando inova����o s��o oficialmente inovadores. Ent��o realmente tem ainda muito trabalho a ser feito. Ent��o, voltando no assunto sobre n��o com a maturidade do mercado em fina, est�� falando muito falando muito falando, muito mais fazendo pouco ainda. Eu acho que �� o que est�� acontecendo, mas a gente ainda precisa de falar muito mais ainda. Precisa de aumentar o alcance para realmente ter a�� quinhentos mil advogados do Brasil que realmente n��o sabem o que �� que sabem o que �� o direito. Quatro ponto zero ��ndice desses conceitos. Mas mais do que entende esse conceito, precisa de pessoas para aplicar esses conceitos. E a�� a gente fala muito aqui em caminho pragm��tico. Na frilot ficou muito. Fala de n��meros, que fala de como voc�� vai ganhar mais dinheiro com isso. Mas no fundo, se todo mundo fizer isso, a gente vai cumprir com o que mais importa. Talvez que �� cumprir a fun����o social da advocacia, que entregar servi��os melhores que eles t��m, um Poder Judici��rio mais c��lere, mais r��pido. A gente tem peti����es melhores, ele na Justi��a. Por qu��? Todos as PECs que est��o sendo negligenciados Eles contribuem negativamente para a qualidade final da presta����o de servi��o. E a��, naturalmente, a quem sabe daqui a vinte anos, advogado n��o vai ter mais forma de isolado quando tem que falar de eu sou advogada, associassem isolada, eu sofria. Foi piada alguma vez. Ent��o, eu acho que isso pode. Pode ser que a gente mude a fama da profiss��o como um todo no m��dio para

J��lia:   44:48
Gabriel, para encerrar al��m de trabalho remoto, voc�� tem alguma aposta para dois mil e vinte. A��, alguma tend��ncia que voc�� v��

Gabriel:   44:59
bom, como eu disse, aqui acaba. Tinha muito contato com o trabalho remoto. Acho que �� uma que j�� existe a oferta de profissionais que querem trabalhar dessa forma. Ent��o

J��lia:   45:12
a tend��ncia

Gabriel:   45:14
�� a tend��ncia. Outro mercado j�� entendi, j�� fora do Brasil, a tend��ncia na Inglaterra, nos Estados Unidos est��o assim, Para ele, n��o frilot investindo num momento de grava����o de dois mil e tr��s advogados da nossa base foi se quiser contratar qualquer um desses mil e tr��s advogados e pode contratar outra coisa que j�� existe. Essa possibilidade de voc�� contrata profissionais em motos n��o �� algo que precisa ser desenvolvido, j�� existe na hora que voc�� precisar, voc�� s�� voc�� contrata. Eu vejo muitos avan��os que v��o acontecer muito nessa ��rea de j��ri. Meteria que �� um, que �� uma aposta e grande para o presente, porque tamb��m j�� existe com o pessoal da gente. E tamb��m encontra solu����es a pr��pria ju��za Brasil tem muita coisa. Seria simetria porque eu n��o sou especialista na ��rea, mas eles ajudam muito na busca de jurisprud��ncia, Facilitam bastante isso. Ligo que tamb��m �� uma startup. Enfim, quem ficou conhecendo eles tamb��m t��m uma solu����o bem bacana sobre isso. Certamente voc��s podem estar buscando sobre isso. E, al��m disso, acho que �� uma tend��ncia. �� usar ferramentas fora do Direito, Ent��o eu vou usar um asana, usar um duelo. E, pelas pesquisas que fez com os trezentos advogados, mencionou aqui anteriormente, em que se surpreendeu que assim mais ou menos vinte por cento deles usavam. J�� essas tecnologias que s��o n��o foram feitas para advogado, mas est��o no mercado.

J��lia:   46:50
Eu diria que talvez forma mais abrangente que voc��, aplica����o de metodologias ��geis no Direito est�� atrelada �� utiliza����o nessas ferramentas que s��o mais voltados para o desenvolvimento de software e coisas assim, lamban��as.

Gabriel:   47:07
Certamente eu acho que usar as outras ferramentas fora do direito, porque a evolu����o a gente parar de falar de gest��o. A jupar��, advogado de um liga o grupo. A gente come��a a falar de Grohl a gente falar de gest��o ajuda, n��o para advogados. A evolu����o seria a gente buscar as tecnologias para os outros mercados, que tamb��m funciona para o direito, a uma solu����o de automa����o de Marques. N��o uma automa����o de marketing para advogado. Ent��o

J��lia:   47:38
advogada, pegar mais, como colocar mais com a empresa n��o tem a necessidade de ser uma coisa espec��fica para onde voc�� vai

Gabriel:   47:47
precisar natural, algo muito Claro que as quest��es personalizadas, elas v��o gerar mais valor para advogado, porque o mercado muito espec��fico, ent��o faz sentido Sim, existe em sofrer para advogados, sofre jur��dicos que tudo isso faz sentido. E s�� que o convite fica, vamos ver o que j�� existe nos outros mercados, porque isso pode inclusive ser uma ideia. Pode personalizar e sofrer ali para o seu escrit��rio, de voc�� pagar mais caro, n��o s�� espec��fico para escrit��rio, advocacia. Ent��o acho que os advogados precisam de frequentar mais eventos fora do direito. Mande, Sou incluindo, Eu acho que o trabalho remoto est�� a��. Voc�� pode ser o trabalho remoto para contratar advogados ou para contratar design e marketing. Voc�� pode come��ar a usar solu����es de geometria e para tomar melhores decis��es, voc�� pode come��ar a busca, j�� est��o. Ai, Voc�� pode buscar, ligou design, E tudo isso a��. Existem empresas a�� que fazem no Direito. Tem o pessoal da Liga desde que faz um trabalho legal tamb��m no direito. S�� que se tamb��m pode eventualmente come��ar em congressos fora do Direito, buscasse Jos�� espi��es buscar sobre Pires e, naturalmente, aplicar o que eu acho que faz sentido por direito E o que n��o faz, Porque eu acho que j�� disse que n��o pode. Em outros, depois de que vive o mercado jur��dico como se fosse, ele est�� atrasado perante os outros mercados. Assim como o Brasil est�� atrasado perante Estados Unidos pela Europa. Ent��o, se a gente analisar o que acontece l�� nos Estados Unidos, as empresas de tecnologia ainda est�� muito mais atrasado. Ent��o a gente come��a a mirar nesses polos, ele fora do Direito, buscasse pr��ticas que eles fazem l�� e aplicar para aqui. Porque h�� pouco que vai acontecer. Uma amazona da vida vai come��ar, queria entrar no mercado jur��dico como j�� est�� entrando a nos Estados Unidos. Eles j�� est��o investindo em em Lotex e imagine se essa empresa entre aqui no Brasil que a gente foi fazer, v��o dominar o mercado. �� ��bvio que tem toda a barreira regulat��ria, mas a gente precisa de de se preocupar com isso. D�� mais que o governo liberal que est�� a�� hoje, n��o sabe que v��o acontecer. Nos pr��ximos anos.

J��lia:   50:27
Eu concordo muito Gabriel E eu acho que assim, isso se traduz na import��ncia de buscar refer��ncias. As refer��ncias s��o muito, s��o muito importantes e n��o s�� dentro do mercado que voc�� atua n��o s�� no segmento que voc�� atua, mas em outras ��reas diversas, porque refer��ncias culturais e tudo mais podem gerar em sites valiosos E ��s vezes, �� justamente nas ��reas que n��o tem nada a ver com direito que vendo um celular, um teatro que se vai ter um site grande, uma empresa de uma ��rea que n��o tem nada a ver com direito. Ent��o acho que essa busca por refer��ncias

Gabriel:   51:08
eu concordo cem por cento. S�� que ao mesmo tempo me preocupo pouco, preenche? N��o cuidado para voc�� n��o buscar tudo ao mesmo tempo s��o voc�� vai se perder. Eu acho que se voc�� est�� come��ando agora aqui no pr��prio, no pr��prio pode que este desfilou no nosso blog. no nosso curso online no YouTube. Voc�� j�� vai ter sim, mais do que o suficiente. Se voc�� aplicar tudo o que fala num curso, se voc�� aplicar os conceitos, as pr��ticas, nossos convidados a que eles falam aqui, n��o pode que voc��, Leila no bloco segue os passos a passo. Voc�� certamente vai conseguir criar um modelo de escritores e muito diferenciado no mercado e nos pr��ximos nossos pr��prios conte��dos. O que a gente faz �� justamente isso que est�� com dor para voc��s aqui. A gente busca logo que a�� se fala, que no Brasil, que eles s��o uma das nossas maiores refer��ncias, inova����o, busca que o pessoal l�� de fora fala que faz sentido para a gente, investiga nossas pr��prias conclus��es e tra��o mercado jur��dico brasileiro? Ent��o instituto, os conte��dos que a gente fazendo de se espelhar muito nos outros mercados visa sempre trazendo para voc��s isso basicamente, assim que ele fez, a nossa produ����o de conte��do n��o foi

J��lia:   52:21
exatamente e podem come��ar com a frase Chilenos, aos conte��dos que tem muita coisa, como Gabriel disse a gente, voc�� refer��ncias e traz para o mercado jur��dico o que a gente acha que faz mais sentido ��s nossas conclus��es e sentindo que voc�� est�� preparado para avan��ar, busca por si tamb��m, que tem muita coisa bacana. E no Brasil e no exterior, o que pode ajudar At�� ensaia importantes Tem alguns e um conselho? Gabriela Alguma ��ltima fala e para os nossos ouvintes, colegas, advogados,

Gabriel:   53:01
queria agradecer muito. Foi feminino alta nessa fun����o. Espero que voc��s tenham gostado do epis��dio pela confian��a de todos os ouvintes, por todas as pessoas compartilham. Pode queixa por todas as pessoas que escutam at�� o final. Mas n��o compartilho dar tudo de mim. Tamb��m lan��a muito tempo que voc��s �� uma honra para a gente. E dever�� de contem conosco para, para que voc��s consigam, cresce na advocacia. Eu gosto muito de dizer que os advogados que conversa, se voc�� acredita no trabalho online, se voc�� que �� advogado de uma forma mais diferente, a gente tem a obriga����o de atividade de alguma forma, porque se a gente n��o consegue te ajudar, significa que fracassou. A gente n��o vai conseguir cumprir nosso prop��s de cumprindo uma miss��o de ajudar o direito. Ent��o pode falar com a gente, vira, esquente, foi, vai fazer, que est��o em atividade de alguma forma. Agora, o que eu posso dizer assim �� muita informa����o nova, muito conceito novo, surgem todo dia, mas aos poucos implemente uma mudan��a por vez. Voc�� n��o vai conseguir mudar tudo do dia para a noite. Eu acho que mais do que voc�� ficar estudando, muito melhor que voc��, execute muito e vai aprender com seus erros e estudando a partida que voc�� na medida que voc�� ��, por isso que a gente sempre tenta trazer conceitos mais pr��ticos e conceitos menos te��ricos em todos os canais que enche. Muito obrigado. Pessoal

J��lia:   54:35
queria aproveitar a oportunidade tamb��m para agradecer pela entrevista Gabriel e tamb��m a todos os ouvintes que nos escutam pelo ano de dois mil e dezanove e dois mil e vinte. Temos muitas novidades por a��. O Gabriel geralmente �� quem mais comunica com voc��s, mas eu tamb��m fico no BEC grau de dando todo apoio, suporte na parte do planejamento. Ent��o eu queria agradecer a todos voc��s vezes dizer tamb��m que estou a disposi����o para caso precisem. Como Gabriel disse n��s, objetivas da voc��s crescerem e se desenvolverem no que a gente puder ajudar, n��o est�� �� disposi����o do que a gente n��o puder ajudar. A gente vai estudar para aprender e poder ajudar.

Gabriel:   55:21
Muito obrigado,

J��lia:   55:22
obrigado a pensar

Gabriel:   55:23
na quarta feira e o que estarei aqui novamente como entrevistador ainda de se ver na pr��xima quarta feira. Se voc�� come��ou o epis��dio envia para a gente o envio, e no pa��s que voc�� tiver escutando falar com a gente nas redes sociais que n��o estamos a disposi����o. Muito obrigado novamente e at�� a pr��xima quarta feira.

J��lia:   55:42
E quem quiser que o substituiu, Gabriel escreve nas redes sociais que eu fui uma melhor entrevistador aqui.